ZENIT - O mundo visto de Roma

Fides News Português

Gaudiumpress Feed

31 de dezembro de 2009


Desejo de todo o meu coração um ano novo repleto de Paz amor felicidade, saude..enfim tudo de bom.
Que esse ano que se inicia seja repleto de boas realizações, que Deus nos ilumine e proteja sempre...
Que a Virgem Maria nos cubra com seu Santo Manto Sagrado!!
Feliz 2010! ♥

26 de dezembro de 2009

Maria uma vida para Deus!



Fixar Maria é encontrar-se com Deus…
Pois n'Ela tudo d'Ele nos fala…
Maria é um "Espelho de Deus"… N’Ela Deus se torna visível…
Maria é a "Tradução" de Deus em linguagem humana…DEUS, deixou-se "ENTENDER", "VER" e "SENTIR" em MARIA… Nela Deus fez sempre o que quis… nunca encontrou reticências…condições… obstáculos… Em Maria, Deus Sentiu-Se à vontade "em Sua casa" na terra dos homens…
Em Maria, Deus realizou-se em plenitude… Nela tudo foi docilidade, entrega incondicional, abandono, confiança, certeza…SIM…Maria foi o primeiro SIM do homem criado a DEUS Seu criador...Habituado `rebeldia do homem, Deus admirou-se com o FAÇA-SE de Maria… e foi tal a Sua admiração que Deus quis ser homem… fazer a experiência do homem… Deus quis obedecer, também ao ver que, agora, o homem já obedecia… Depois de tantos "não serviam"… do homem de todos os tempos, desde o Paraíso "até aos bezerros de ouro" da travessia do deserto… Deus sentiu-se bem ao ouvir o primeiro SIM incondicional, o primeiro AMEN, seja feita, assim seja...
Maria optou pela aventura de abandonar-se, de deixar-se conduzir… deixar-se levar… do "não entender"… do "não falar, para que só um pudesse falar"…, e o VERBO se fez carne… E, a partir deste silêncio da criatura…Deus já podia falar… e o VERBO DE DEUS habitou entre os homens…
O homem que tinha cortado o diálogo com Deus Paraíso "esconde-se d'Ele entre a folhagem que gritava entre ele… voltou a ouvir de novo a voz de Deus, não já no Paraíso distante do Éden… mas sim na sua própria terra transformada em PARAÍSO pela reatada Aliança de Deus que "sentia saudades de conviver com o homem. Maria encontrou espaço em Si para dar a Deus o "gosto" de ser homem quando este pretendia "ser como Deus"…
Maria devolveu a Deus a «alegria de poder passear pelos jardins» do homem ao cair da tarde "quando os tempos se completaram" Maria foi o serviço do homem para Deus que de há tanto tempo suspirava por voltar a ver o homem feliz…
Maria foi o primeiro «ECO» que deus encontrou repercutir a Sua voz no coração do homem.
Maria foi o espaço de intimidade onde o AMOR de Deus se pode difundir e concretizar na melancolia da vida do homem…
Maria foi a «Senhora» onde Deus pode «descansar» no deserto do homem.
Eu Deus e só n'Ele tudo tinha sentido na vida de Maria…De Maria às montanhas onde habitava Isabel, era Deus que a conduzia… Do Magnificat ao «não haver lugar… na hospedaria…» de Belém ao Egipto… das dúvidas de José ao "não sabíeis que devo ocupar-me das coisas de Meu Pai?"… Dos trinta anos de intimidade em Nazaré ao "Mulher" ainda não chegou a minha hora… do "Jesus era-lhes submisso"… ao "Mulher eis o teu Filho"… do estar de pé junto à Cruz… ao Cenáculo com os apóstolos do "João levou-A para sua casa"… até à sua glorificação total na Assunção ao Céu…
Tudo Em Maria era perdido em Deus . Maria é a criatura que se perde no digníssimo mistério do Criador… Maria o silêncio onde pousa a Palavra… Maria, uma vida para Deus, o único que é a vida… Maria a Beleza Infinita de Deus acessível ao homem…
Maria, a expressão eloquente do AMOR incompreensível e Eterno de Deus… Maria a primeira tenda de reunião onde Deus conversava com o homem, como um amigo fala ao seu amigo…Maria… o Paraíso descido à terra… a Eternidade experimentada no tempo…Maria, habitação de Deus onde tu e eu nos sentimos no AMOR.

24 de dezembro de 2009

:)


Feliz Natal
 
--
http://epjp.wordpress.com/


Ave Maria, cheia de graça, o Senhor é convosco.
Bendita sois Vós entre as mulheres, bendito é o fruto de Vosso ventre, Jesus.

21 de dezembro de 2009

NOVENA




Sexto do dia da Novena de Natal - O recenseamento
Nasceu-vos na cidade de Davi um Salvador

Oração ( para todos os dias):

Ó Jesus vivendo em Maria
vinde viver em vosso servo
com o espírito de vossa santidade
com a plenitude de vossas forças
na retidão de vossos caminhos
na verdade de vossas virtudes
na comunhão de vossos mistérios
para dominar as forças adversas
com o vosso Espírito, para a glória do Pai. Amém.
Texto Bíblico para meditação

São Lucas II,1-20

“E naqueles dias, saiu um édito de César Augusto, para que se fizesse o recenseamento de todo o mundo. Este primeiro recenseamento foi feito por Cirino, governador da Síria. E iam todos recensear-se, cada um à sua cidade. E José foi também da Galiléia, da cidade de Nazaré, à Judéia, à cidade de Davi, que se chamava Belém, porque era da casa da família de Davi, para se recensear juntamente com Maria, sua esposa, que estava grávida. E estando ali, aconteceu completarem-se os dias em que devia dar à luz. E deu à luz o seu filho primogênito e o enfaixou e reclinou numa manjedoura, porque não havia lugar para eles na estalagem.
Ora, naquela mesma região, havia uns pastores que velavam e faziam de noite a guarda ao seu rebanho, E eis que apareceu junto deles um anjo do Senhor e a claridade de Deus os cercou, e tiveram grande temor. Porém o anjo disse-lhes: Não temais; porque eis que vos anuncio uma grande alegria, que terá todo o povo. Nasceu-vos na cidade de Davi um Salvador, que é o Cristo Senhor, E eis o sinal: encontrareis um menino envolto em panos, e deitado numa manjedoura. E subitamente apareceu com o anjo uma multidão da milícia celeste, louvando a Deus e dizendo: Glória a Deus no mais alto dos céus, e paz na terra aos homens de boa vontade. E depois que os anjos se retiraram deles para o céu, os pastores diziam entre si: vamos até Belém e vejamos o que lá sucedeu e o que é que o Senhor nos manifestou. E foram com grande pressa e encontraram Maria e José e o menino, deitado na manjedoura. E vendo isto, conheceram o que lhes tinha sido dito acerca deste menino. E todos os que ouviram, se admiravam das coisas que lhes diziam os pastores. Ora, Maria conservava todas estas coisas, meditando-as no seu coração. E os pastores voltaram glorificando e louvando a Deus por tudo o que tinham ouvido e visto, conforme lhes tinha sido dito.”

Reze Magnifica

Minha alma engrandece ao Senhor
E meu espírito exulta em Deus meu salvador.
Porque pôs os olhos na sua escrava,
eis que todas as gerações me chamarão bem-aventurada.
Grandes maravilhas fez em mim o Onipotente, cujo nome é santo.
Cuja misericórdia se estende de geração em geração, sobre todos os que O temem.
Manifestou a força do seu braço, dissipou aqueles que se orgulhavam nos seus pensamentos
Depôs do trono os poderosos e elevou os humildes
Encheu de bens aos famintos, deixou aos ricos vazios.
Protegeu Israel seu servo, lembrado de sua misericórdia.
Assim como prometera a nossos pais, a Abraão e a todos os seus descendentes.
Glória ao Pai ao Filho e ao Espírito Santo
Assim como era no princípio agora e sempre por todos os séculos dos séculos. Amém.

Oremos: (para todos os dias) Benigníssimo Deus de infinita caridade, que tanto amastes os homens, que lhes destes, em vosso Filho, a maior prenda do vosso amor para que, feito homem nas entranhas de uma Virgem, nascesse em um presépio para nossa salvação e remédio; eu, pobre mortal, vos dou infinitas graças por tão soberano benefício.Em troca dele, vos ofereço a pobreza, a humildade e as demais virtudes do vosso Filho humanado, suplicando-vos por seus divinos méritos, pelo desconforto em que nasceu e pelas ternas lágrimas que derramou no presépio, disponhais nossos corações com humildade profunda, com amor ardente, com tal desprezo de tudo que é terreno, para que Jesus recém nascido encontre neles sua morada eterna. Amém.

Pai Nosso, Ave Maria e Glória.


Sétimo dia da Novena de Natal - Viemos adorá-lo
Os magos lhe ofereceram como presentes ouro, incenso e mirra

Oração ( para todos os dias):

Ó Jesus vivendo em Maria
vinde viver em vosso servo
com o espírito de vossa santidade
com a plenitude de vossas forças
na retidão de vossos caminhos
na verdade de vossas virtudes
na comunhão de vossos mistérios
para dominar as forças adversas
com o vosso Espírito, para a glória do Pai. Amém.

Texto Bíblico para meditação

São Mateus II,1-12

“Tendo, pois, nascido Jesus em Belém de Judá, reinando o rei Herodes, eis que uns magos chegaram do Oriente a Jerusalém dizendo: Onde está o rei dos Judeus, que acaba de nascer? Porque nós vimos a sua estrela no Oriente e viemos adorá-lo. E ouvindo isto o rei Herodes turbou-se e toda Jerusalém com ele. E convocando todos os príncipes dos sacerdotes e os escribas do povo, perguntava-lhes onde havia de nascer o Cristo. E eles disseram-lhe: em Belém de Judá; porque assim foi escrito pelo profeta: E tu Belém, terra de Judá, não és a mínima entre as principais de Judá, porque de ti sairá o chefe que há de comandar Israel meu povo.
Então Herodes tendo chamado secretamente os magos inquiriu deles cuidadosamente que tempo havia que lhes tinha aparecido a estrela; e enviando-os a Belém disse-lhes: ide e informai-vos bem acerca do menino e quando o encontrardes, comunicai-mo a fim de que também eu o vá adorar.
E eles, tendo ouvido as palavras do rei partiram; e eis que a estrela que tinham visto no Oriente ia adiante deles até que, chegando sobre onde estava o menino, parou. Vendo novamente a estrela ficaram possuídos de grandíssima alegria. E entrando na casa, encontraram o menino com Maria, sua mãe e prostrando-se o adoraram; e abrindo seus tesouros lhe ofereceram como presentes ouro, incenso e mirra. E tendo recebido aviso em sonhos para não tornarem a Herodes, voltaram por outro caminho para seu país.”
Reze o Magnífica
Minha alma engrandece ao Senhor
E meu espírito exulta em Deus meu salvador.
Porque pôs os olhos na sua escrava,
eis que todas as gerações me chamarão bem-aventurada.
Grandes maravilhas fez em mim o Onipotente, cujo nome é santo.
Cuja misericórdia se estende de geração em geração, sobre todos os que O temem.
Manifestou a força do seu braço, dissipou aqueles que se orgulhavam nos seus pensamentos
Depôs do trono os poderosos e elevou os humildes
Encheu de bens aos famintos, deixou aos ricos vazios.
Protegeu Israel seu servo, lembrado de sua misericórdia.
Assim como prometera a nossos pais, a Abraão e a todos os seus descendentes.
Glória ao Pai ao Filho e ao Espírito Santo
Assim como era no princípio agora e sempre por todos os séculos dos séculos. Amém.

Oremos: (para todos os dias)

Benigníssimo Deus de infinita caridade, que tanto amastes os homens, que lhes destes, em vosso Filho, a maior prenda do vosso amor para que, feito homem nas entranhas de uma Virgem, nascesse em um presépio para nossa salvação e remédio; eu, pobre mortal, vos dou infinitas graças por tão soberano benefício.Em troca dele, vos ofereço a pobreza, a humildade e as demais virtudes do vosso Filho humanado, suplicando-vos por seus divinos méritos, pelo desconforto em que nasceu e pelas ternas lágrimas que derramou no presépio, disponhais nossos corações com humildade profunda, com amor ardente, com tal desprezo de tudo que é terreno, para que Jesus recém nascido encontre neles sua morada eterna. Amém.
Pai Nosso, Ave Maria e Glória.


Oitavo dia da Novena de Natal - Herodes procura matar o menino
Do Egito chamarei meu filho


Oração ( para todos os dias):

Óh Jesus vivendo em Maria
vinde viver em vosso servo
com o espírito de vossa santidade
com a plenitude de vossas forças
na retidão de vossos caminhos
na verdade de vossas virtudes
na comunhão de vossos mistérios
para dominar as forças adversas
com o vosso Espírito, para a glória do Pai. Amém.

Texto Bíblico para meditação

São Mateus II,13-23

"Tendo eles partido (os magos), eis que um anjo do Senhor apareceu em sonhos a José e lhe disse: Levanta-te, toma o menino e sua mãe e foge para o Egito e fica lá até que eu te avise; porque Herodes vai procurar o menino para o matar. E ele levantando-se, tomou de noite o menino e sua mãe e retirou-se para o Egito. E lá esteve até a morte de Herodes, cumprindo-se deste modo o que tinha sido dito pelo Senhor por meio do profeta, que disse: Do Egito chamarei meu filho. Então Herodes, vendo que tinha sido enganado pelos magos, irou-se em extremo e mandou matar todos os meninos que havia em Belém e em todos os seus arredores, da idade de dois anos para baixo, segundo a data que tinha averiguado dos magos. Então se cumpriu o que estava predito pelo profeta Jeremias, que diz: Uma voz se ouviu em Ramá, grandes prantos e lamentações: Raquel chorando os seus filhos, sem admitir consolações, porque já não existem.
Morto Herodes, eis que o anjo do Senhor apareceu em sonhos a José no Egito, dizendo: Levanta-te, toma o menino e sua mãe e vai para a terra de Israel, porque morreram os que procuravam a vida do menino. E ele, levantando-se, tomou o menino e sua mãe e foi para a terra de Israel. Mas ouvindo dizer que Arquelau reinava na Judéia em lugar de seu pai Herodes, temeu ir para lá; e avisado em sonhos, retirou-se para a Galiléia. E indo para lá, habitou na cidade que se chama Nazaré, cumprindo-se deste modo o que tinha sido predito pelos profetas: Será chamado Nazareno".

Reze o Magnífica

Minha alma engrandece ao Senhor
E meu espírito exulta em Deus meu salvador.
Porque pôs os olhos na sua escrava,
eis que todas as gerações me chamarão bem-aventurada.
Grandes maravilhas fez em mim o Onipotente, cujo nome é santo.
Cuja misericórdia se estende de geração em geração, sobre todos os que O temem.
Manifestou a força do seu braço, dissipou aqueles que se orgulhavam nos seus pensamentos
Depôs do trono os poderosos e elevou os humildes
Encheu de bens aos famintos, deixou aos ricos vazios.
Protegeu Israel seu servo, lembrado de sua misericórdia.
Assim como prometera a nossos pais, a Abraão e a todos os seus descendentes.
Glória ao Pai ao Filho e ao Espírito Santo
Assim como era no princípio agora e sempre por todos os séculos dos séculos. Amém.

Oremos: (para todos os dias)

Benigníssimo Deus de infinita caridade, que tanto amastes os homens, que lhes destes, em vosso Filho, a maior prenda do vosso amor para que, feito homem nas entranhas de uma Virgem, nascesse em um presépio para nossa salvação e remédio; eu, pobre mortal, vos dou infinitas graças por tão soberano benefício.Em troca dele, vos ofereço a pobreza, a humildade e as demais virtudes do vosso Filho humanado, suplicando-vos por seus divinos méritos, pelo desconforto em que nasceu e pelas ternas lágrimas que derramou no presépio, disponhais nossos corações com humildade profunda, com amor ardente, com tal desprezo de tudo que é terreno, para que Jesus recém nascido encontre neles sua morada eterna. Amém.
Pai Nosso, Ave Maria e Glória.


Nono dia da Novena de Natal - E o Verbo habitou entre nós
A luz resplandece nas trevas


Oração ( para todos os dias):

Ó Jesus vivendo em Maria
vinde viver em vosso servo
com o espírito de vossa santidade
com a plenitude de vossas forças
na retidão de vossos caminhos
na verdade de vossas virtudes
na comunhão de vossos mistérios
para dominar as forças adversas
com o vosso Espírito, para a glória do Pai. Amém.

Texto Bíblico para meditação

São João I,1-14

A importânica literária, teológica e espiritual deste prólogo de São João deve levar-nos a meditá-lo com atencão, no final de cada santa missa. “No princípio era o Verbo e o Verbo estava em Deus e o Verbo era Deus.
Ele estava no princípio em Deus.Todas as coisas foram feitas por ele e nada do que foi feito, foi feito sem ele. Nele estava a vida e a vida era a luz dos homens.
E a luz resplandece nas trevas, e as trevas não a compreenderam.
Houve um homem enviado por Deus que se chamava João.
Este veio como testemunha para dar testemunho da luz, a fim de que todos cressem por meio dele.
Ele não era a luz, mas veio para dar testemunho da luz.
Era a luz verdadeira, a que ilumina todo o homem que vem a este mundo.
Estava no mundo e o mundo foi feito por ele e o mundo não o conheceu.
Veio para o que era seu e os seus não o receberam.
Mas a todos os que o receberam, deu poder de se tornarem filhos de Deus,
àqueles que crêem no seu nome;
os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne nem da vontade do homem, mas de Deus.
E o Verbo se fez carne e habitou entre nós;
E reza-se o Magníficat como no primeiro dia,
Minha alma engrandece ao Senhor
E meu espírito exulta em Deus meu salvador.
Porque pôs os olhos na sua escrava,
eis que todas as gerações me chamarão bem-aventurada.
Grandes maravilhas fez em mim o Onipotente, cujo nome é santo.
Cuja misericórdia se estende de geração em geração, sobre todos os que O temem.
Manifestou a força do seu braço, dissipou aqueles que se orgulhavam nos seus pensamentos
Depôs do trono os poderosos e elevou os humildes
Encheu de bens aos famintos, deixou aos ricos vazios.
Protegeu Israel seu servo, lembrado de sua misericórdia.
Assim como prometera a nossos pais, a Abraão e a todos os seus descendentes.
Glória ao Pai ao Filho e ao Espírito Santo
Assim como era no princípio agora e sempre por todos os séculos dos séculos. Amém.

Oremos: (para todos os dias)

Benigníssimo Deus de infinita caridade, que tanto amastes os homens, que lhes destes, em vosso Filho, a maior prenda do vosso amor para que, feito homem nas entranhas de uma Virgem, nascesse em um presépio para nossa salvação e remédio; eu, pobre mortal, vos dou infinitas graças por tão soberano benefício.Em troca dele, vos ofereço a pobreza, a humildade e as demais virtudes do vosso Filho humanado, suplicando-vos por seus divinos méritos, pelo desconforto em que nasceu e pelas ternas lágrimas que derramou no presépio, disponhais nossos corações com humildade profunda, com amor ardente, com tal desprezo de tudo que é terreno, para que Jesus recém nascido encontre neles sua morada eterna. Amém.
Pai Nosso, Ave Maria e Glória.

19 de dezembro de 2009

NOVENA DE NATAL


Quinto dia da Novena de Natal - José, não temas receber Maria
A Virgem conceberá e dará à luz um filho, e o chamarão de Emanuel

Oração ( para todos os dias):


Ó Jesus vivendo em Maria
vinde viver em vosso servo
com o espírito de vossa santidade
com a plenitude de vossas forças
na retidão de vossos caminhos
na verdade de vossas virtudes
na comunhão de vossos mistérios
para dominar as forças adversas
com o vosso Espírito, para a glória do Pai. Amém.


Texto Bíblico para meditação


São Mateus I,18-25


“Ora, o nascimento de Jesus Cristo foi deste modo: Estando Maria, sua mãe, desposada com José, achou-se ter concebido do Espírito Santo, antes de coabitarem.E José, seu esposo, sendo justo e não querendo difama-la, resolveu deixá-la secretamente. Ora, andando ele como isto no pensamento, eis que um anjo do Senhor lhe apareceu em sonhos dizendo: José, filho de Davi, não temas receber Maria como tua esposa, porque o que nela foi concebido, é obra do Espírito Santo. E dará a luz um filho ao qual porás o nome de Jesus, porque ele salvará o seu povo dos seus pecados.
Ora, tudo isto aconteceu para que se cumprisse o que foi dito pelo Senhor por meio do profeta, que diz: Eis que a Virgem conceberá e dará à luz um filho, e o chamarão pelo nome de Emanuel, que quer dizer Deus conosco.
E despertando José do sono, fez como lhe tinha mandado o anjo do Senhor, e recebeu sua esposa. E não a conhecia; e ela deu à luz seu filho primogênito e pôs-lhe o nome de Jesus.”


Reze o Magnífica


Minha alma engrandece ao Senhor
E meu espírito exulta em Deus meu salvador.
Porque pôs os olhos na sua escrava,
eis que todas as gerações me chamarão bem-aventurada.
Grandes maravilhas fez em mim o Onipotente, cujo nome é santo.
Cuja misericórdia se estende de geração em geração, sobre todos os que O temem.
Manifestou a força do seu braço, dissipou aqueles que se orgulhavam nos seus pensamentos
Depôs do trono os poderosos e elevou os humildes
Encheu de bens aos famintos, deixou aos ricos vazios.
Protegeu Israel seu servo, lembrado de sua misericórdia.
Assim como prometera a nossos pais, a Abraão e a todos os seus descendentes.
Glória ao Pai ao Filho e ao Espírito Santo
Assim como era no princípio agora e sempre por todos os séculos dos séculos. Amém.


Oremos: (para todos os dias)


Benigníssimo Deus de infinita caridade, que tanto amastes os homens, que lhes destes, em vosso Filho, a maior prenda do vosso amor para que, feito homem nas entranhas de uma Virgem, nascesse em um presépio para nossa salvação e remédio; eu, pobre mortal, vos dou infinitas graças por tão soberano benefício.Em troca dele, vos ofereço a pobreza, a humildade e as demais virtudes do vosso Filho humanado, suplicando-vos por seus divinos méritos, pelo desconforto em que nasceu e pelas ternas lágrimas que derramou no presépio, disponhais nossos corações com humildade profunda, com amor ardente, com tal desprezo de tudo que é terreno, para que Jesus recém nascido encontre neles sua morada eterna. Amém.


Pai Nosso, Ave Maria e Glória.
Conheça oa simbolos do Natal

18 de dezembro de 2009

NOVENA DE NATAL


Quarto dia da Novena de Natal - O nascimento de João Batista
E tu, menino, serás chamado o profeta do Altíssimo

Oração ( para todos os dias):

Ó Jesus vivendo em Maria
vinde viver em vosso servo
com o espírito de vossa santidade
com a plenitude de vossas forças
na retidão de vossos caminhos
na verdade de vossas virtudes
na comunhão de vossos mistérios
para dominar as forças adversas
com o vosso Espírito, para a glória do Pai. Amém.

Texto Bíblico para meditação

São Lucas I,67-79 (O nascimento de S. João Batista)
“E Zacarias, seu pai, foi cheio do Espírito Santo e profetizou dizendo: Bendito seja o Deus de Israel, porque visitou e resgatou o seu povo. E suscitou uma força para nos salvar, na casa de seu servo Davi. Conforme anunciou pela boca dos seus santos, de seus profetas, desde os tempos antigos; para nos livrar dos nossos inimigos e das mãos de todos os que nos odeiam. Para exercer a sua misericórdia a favor de nosso pai Abraão, de nos conceder que, livres das mãos dos nossos inimigos, o sirvamos sem temor, com uma santidade e uma justiça digna dos seus olhares, durante todos os dias da nossa vida. E tu, menino, serás chamado o profeta do Altíssimo, porque irás diante da face do Senhor a preparar os seus caminhos, para dar ao seu povo o conhecimento da salvação para a remissão dos seus pecados; pelas entranhas da misericórdia do nosso Deus, graças à qual nos visitou do alto o Sol nascente, para iluminar os que jazem nas trevas e na sombra da morte; para dirigir os nossos pés no caminho da paz.”

Reze o Magnifica

Minha alma engrandece ao Senhor
E meu espírito exulta em Deus meu salvador.
Porque pôs os olhos na sua escrava,
eis que todas as gerações me chamarão bem-aventurada.
Grandes maravilhas fez em mim o Onipotente, cujo nome é santo.
Cuja misericórdia se estende de geração em geração, sobre todos os que O temem.
Manifestou a força do seu braço, dissipou aqueles que se orgulhavam nos seus pensamentos
Depôs do trono os poderosos e elevou os humildes
Encheu de bens aos famintos, deixou aos ricos vazios.
Protegeu Israel seu servo, lembrado de sua misericórdia.
Assim como prometera a nossos pais, a Abraão e a todos os seus descendentes.
Glória ao Pai ao Filho e ao Espírito Santo
Assim como era no princípio agora e sempre por todos os séculos dos séculos. Amém.

Oremos: (para todos os dias)
Benigníssimo Deus de infinita caridade, que tanto amastes os homens, que lhes destes, em vosso Filho, a maior prenda do vosso amor para que, feito homem nas entranhas de uma Virgem, nascesse em um presépio para nossa salvação e remédio; eu, pobre mortal, vos dou infinitas graças por tão soberano benefício.Em troca dele, vos ofereço a pobreza, a humildade e as demais virtudes do vosso Filho humanado, suplicando-vos por seus divinos méritos, pelo desconforto em que nasceu e pelas ternas lágrimas que derramou no presépio, disponhais nossos corações com humildade profunda, com amor ardente, com tal desprezo de tudo que é terreno, para que Jesus recém nascido encontre neles sua morada eterna. Amém.
Pai Nosso, Ave Maria e Glória

17 de dezembro de 2009

NOVENA DE NATAL


Terceiro dia da Novena de Natal - Maria visita Isabel
Isabel exclamou: Bendita és tu entre as mulheres

Oração ( para todos os dias):
Ó Jesus vivendo em Maria
vinde viver em vosso servo
com o espírito de vossa santidade
com a plenitude de vossas forças
na retidão de vossos caminhos
na verdade de vossas virtudes
na comunhão de vossos mistérios
para dominar as forças adversas
com o vosso Espírito, para a glória do Pai. Amém.
Texto Bíblico para meditação
São Lucas I,39-47
“E naqueles dias, levantando-se Maria, foi com pressa às montanhas a uma cidade de Judá. E entrou em casa de Zacarias e saudou Isabel. E aconteceu que apenas Isabel ouviu a saudação de Maria, o menino saltou no seu ventre e Isabel ficou cheia do Espírito Santo e exclamou em alta voz e disse: Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre. E donde a mim esta dita, que a mãe do meu Senhor venha ter comigo? Porque logo que a voz da tua saudação chegou aos meus ouvidos, o menino exultou de alegria no meu ventre. E bem-aventurada tu, que creste, porque se hão de cumprir as coisas que da parte do Senhor te foram ditas. Então Maria disse: Minha alma engrandece o Senhor, e o meu espírito exulta em Deus meu Salvador.”
Reze o Magnifica
Minha alma engrandece ao Senhor
E meu espírito exulta em Deus meu salvador.
Porque pôs os olhos na sua escrava,
eis que todas as gerações me chamarão bem-aventurada.
Grandes maravilhas fez em mim o Onipotente, cujo nome é santo.
Cuja misericórdia se estende de geração em geração, sobre todos os que O temem.
Manifestou a força do seu braço, dissipou aqueles que se orgulhavam nos seus pensamentos
Depôs do trono os poderosos e elevou os humildes
Encheu de bens aos famintos, deixou aos ricos vazios.
Protegeu Israel seu servo, lembrado de sua misericórdia.
Assim como prometera a nossos pais, a Abraão e a todos os seus descendentes.
Glória ao Pai ao Filho e ao Espírito Santo
Assim como era no princípio agora e sempre por todos os séculos dos séculos. Amém.
Oremos: (para todos os dias)
Benigníssimo Deus de infinita caridade, que tanto amastes os homens, que lhes destes, em vosso Filho, a maior prenda do vosso amor para que, feito homem nas entranhas de uma Virgem, nascesse em um presépio para nossa salvação e remédio; eu, pobre mortal, vos dou infinitas graças por tão soberano benefício.Em troca dele, vos ofereço a pobreza, a humildade e as demais virtudes do vosso Filho humanado, suplicando-vos por seus divinos méritos, pelo desconforto em que nasceu e pelas ternas lágrimas que derramou no presépio, disponhais nossos corações com humildade profunda, com amor ardente, com tal desprezo de tudo que é terreno, para que Jesus recém nascido encontre neles sua morada eterna. Amém.
Pai Nosso, Ave Maria e Glória.

16 de dezembro de 2009

SEGUNDO DIA



Céus, deixai cair orvalho das alturas.


1.Chegada

( no ambiente duas velas que serão acesas no momento oportuno, Bíblia e, se possível, uma planta em broto. Iniciar com uma boa acolhida. momento de silêncio, de oração pessoal...)



2.Refrão meditativo



Do trono da vida ,mesmo ferida

nasce uma flor, rindo da dor,ô,ô,ô.... (ou outro a escolha)



3. Ascendimento da vela

( Ascende-se a segunda vela na primeira que já está acesa desde o inicio) e reza-se:



Bendito sejas, Deus de nossos pais, porque iluminas as nossas vidas

com a luz de Jesus Cristo, Senhor da justiça, força dos fracos, a quem esperamos,

com todo carinho. Amém

4. Canto de abertura (alguem entoa os versos e todos repetem)


- Vem, ó Deus da vida, vem nos ajudar!(bis)
Vem, não demores mais, vem nos libertar!(bis)
- Já chegou o tempo, o Senhor vem vindo!(bis)
Venham, pelo deserto, um caminho abrindo!(bis)
- Cristo, Salvador, prometido ao povo,(bis)
vem nos trazer justiça, fazer tudo novo.(bis)
- O Senhor nos chama para a conversão!(bis)
A ele preparemos nosso coração!(bis)
- Glória ao Pai e ao Filho e ao Santo Espirito! (bis)
Glória à Trindade Santa, glória ao Deus bendito!(bis)
- De pé vigilantes, lâmpadas nas mãos!(bis)
Ele está bem perto, nossa Salvação!(bis)

5. Recordação da vida

Na quinta -feira, dia 12 de fevereiro deste ano, completaram-se quatro anos da morte da irmã Dorothy Mae Stang, assassinada em 2005 com seis tiros à queima roupa, aos 73 anos de idade, em uma estrada de terra de difícil acesso no interior do municipio de Anapu, no Estado do Pará. Seu assassinato ocorreu a mando de grileiros e madereiros da região que já a ameaçavam a muito tempo por seu compromissi com a defesa da terra e dos direitos humanos.
Em Anapu, onde quase 90% do municipio é formado por terras pertencentes à união, a atividade patoral e missionaria de Ir. Dorothy buscou a geração de emprego e renda com projetos de reflorestamente e de desenvolvimento sustentavél, além da luta pela reforma agrária, com uma intensa agenda de dialógo com lideranças camponesas, políticas e religiosas, na busca de solução para os conflitos relacionados à possee à exploração da terra na Amazônia, crimes sempre denunciados por ela".

Existe algum fato de sua comunidade parecido com a históriade Ir. dorothy, alguem pode contar para nós

6. Hino

Ó vem, ó vem Emanuel (ou outro)

7. Salmo 85 (84)

Das alturas orvalhem os céus, e as nuvens que chuvam justiça
que a terra se abra ao amor e germine o Deus Salvador.

1. Foste amigo antgamente, desta terra que amaste, desdte povo que escolheste, sua sorte
senhoraste, perdoaste seus pecados, tua raiva acalmaste.
2.Vem, de novo, restaurar-nos! Sempre irado estarás, indginado contra nós. E a vida não nos
darás. Salvação e alegria, outra vez, não nós trará.
3. Escutemos suas palavras, é de paz que vai falar, paz ao povo aos seus fiéis, a quem dele se
achegar. Está perto a salvação e a glória vai voltar.
4. Eis: amor, fidelidade vão unido se encontrar, bem assim justiça e paz vão beijar-se e se
abraçar. Vai brotat fidelidade e justiça se mostrar.
5. E virão os beneficios do Senhor a abençoar, e os frutos do amor desta terra vão brotar.
a justiça diante dele e a Paz o seguirá.
6. Glória ao Deus do universo, ao que vem, glória e amor, ao Espiríto cantemos, sua ternura
se mostrou, ao Deus vivo celebremos,a alegria do louvor.

8. Leitura Isaias 45,6b-8.18.21b-25
9.Meditação e partilha
10. Música de louvor
11.um canto a Maria
12. preces
13. oração
14.benção
15.despedida

15 de dezembro de 2009

NOVENA DE NATAL


PRIMEIRO DIA



1. Chegada

( No ambiente, uma vela que será acesa o momento oportuno, Bíblia e , se possível, uma planta em broto. Iniciar com acolhida, mometo de silencio, de oração pessoal...)


2. Refrão Meditativo


Do tronco da vida, mesmo ferida,

nasce uma flor, rindo da dor,ô ô ô... (ou outro a escolha)


3. Ascendimento da vela


Bendito sejas, Deus de nossos pais, porque iluminas as nossas vidas, com a luz de Jesus

Cristo, prometida aos pobres, a quem esperamos com tod carinho. amém.


4. Canto de abertura (alguem entoa os versos e todos repetem)


- Vem, ó Deus da vida, vem nos ajudar!(bis)

Vem, não demores mais, vem nos libertar!(bis)


- Já chegou o tempo, o Senhor vem vindo!(bis)

Venham, pelo deserto, um caminho abrindo!(bis)


- Cristo, Salvador, prometido ao povo,(bis)

vem nos trazer justiça, fazer tudo novo.(bis)


- O Senhor nos chama para a conversão!(bis)

A ele preparemos nosso coração!(bis)


- Glória ao Pai e ao Filho e ao Santo Espirito! (bis)

Glória à Trindade Santa, glória ao Deus bendito!(bis)


- De pé vigilantes, lâmpadas nas mãos!(bis)

Ele está bem perto, nossa Salvação!(bis)


5. Recordação da vida


" Francisco Basílio Cavalcante, faxineiro do aero´porto de Brasília, pai de cinco filhos, ganha salário mínimo. No dia 10 de março de 2004, encontrou uma bolsa de couro no banheiro do aeroporto. Dentro, 10 mil dólares. Se fosse juntar o salário que ganhava, sem gastar um só centavo, levaria (à época) mais de sete anos para obter igual soma. Francisco declarou: " Tem que ser assim. O que não é nosso precisa ser devolvido. Não pode trazer felicidade".(Frei Beto. folha de São PAulo,27-05-2009, p.A3). Você conhece algum fato parecido com este, poderia contá-lo para nós.


6. Hino: Ó vem, ó vem, Emanuel (ou outro)


7. Salmo 80(79)



Eis que de longe vem o Senhor, para as nações do mundo julgar,

e os coraçôes alegres estarão, como nu'a noite em festa a cantar!


1. Senhor Deus, ouve, escuta,do teu povo és o Pastor; de tua tenda de bondade

faz-nos ver o esplendor, teu poder desperta e vem, vem salvar-nos, ó Senhor!


2. Até quando estarás indignado contra a gente , Até quando o pão da dor comerá amargamente este povo que tornaste dos vizinhos o joguete.


3.Do egito uma videira arancaste com amor, com cuidado a replantaste, suas raízes afundou, e por sobre a terra toda, sua sombra se espalhou...


4. Mas ,Senhor, o que fizeste... Porque o teu amor se agasta...

Derrubaste as suas cercas, todo mundo agora passa, cada um invade e rouba, quebra os ramos e devasta!


5. E a vinha que plantastes, já não vem mais visitar... O cuidado de tuas mãos, já nem queres mais olhar.... Desgalhada murcha e seca, desse jeito vai deixar



Oração Sálmica


Deus eterno nosso Pastor,que envias Jesus Cristo, videira verdadeira, olha com o teu povo;

Ajudá-nos a viver unidos ao teu filho, como os ramos estão unidos ao tronco, para que,

no mundo em que vivemos, demos muitos frutos de vida e salvação. Por Cristo nosso

Senhor, Amém.


8. Leitura bíblica: Sofonias 3,1-2-2.9-13

9. Meditação e partilha


Acabamos de ouvir a palavra de Deus. Agora vamos fechar os olhos, e por um instante de silêncio, vamos deixar que ela caia bem tranquila em nosso coração (instante de silencio).

Vamos repetir de vagar, com calma, sem pressa, algumas frases ou palavras importantes


Vamos também partilhar... Qual foi a frase que mais lhe chamou a atenção, qual a palavra que mais mexeu com você e porque.


Na recordação da vida (no inicio desta novena), ouvimos a palavra do Sr. Francisco Basílio, faxineiro so aeroporto de Brasília:" o que não é nosso precisa ser devolvido". Qual a ligação entre a palavra do profeta Sofonias e a história desse Sr. de Brasília, o que isto tem haver com o tempo do advente e qual é a lição que tiramos.


10. Musica de louvor

11. um canto a Maria

12. Preces


Irmãos e irmãs,com Maria e com todos os que aguadam vigilantes a vinda do Senhor, oremos confiantes, rezando ou cantando:


Vem Senhor, vem nos salvar, com teu povo vem caminhar.


- Esperado das nações, cheios de alegria, aguardamos tua vinda,

Vem Senhor Jesus

- Tu que existes eternamente, antes da criação do mundo; Vem salvar o teu povo de toda

currupção, violência, guerra e destruição.

- Tu que és o Senhor dos povos, concede sabedoria aos que nos governam.

- Tu que assumiste a nossa condição humana; vem nos libertar do poder da morte

(quem desejar pode fazer preces espontaneas)



Lembra-te de nós Senhor, quando vieres em teu Reino e ensina-nos a rezar: Pai nosso.... pois vosso é o reino, o poder e a glória para sempre. Amém.


13. Oração


Ó Deus, criador e redentor da humanidade, quiseste que o teu filho se encarnasse no ventre da Virgem Maria. Atende com carinho a nossa súplica, para que Jesus feito humano igual a nós, nos faça participar de sua vida divina. Por nosso Senhor Jesus Cristo,vosso filho, na unidade do Espitiro Santo. Amém.


14. Benção


O Deus da esperança, da alegria e da paz, permaneça com todos nós, agora e para sempre . Amém.


15. Despedida


Bendigamos ao Senhor e continuemos vigilantes na espera.

Todos: Venha o teu reino, Senhor!


13 de dezembro de 2009

"Ele virá com a pá na mão: vai limpar sua eira e recolher o trigo no celeiro; mas a palha, ele a queimará no fogo que não se apaga." Lc 3,17
Para os filhos, neste momento, basta ter os olhos fixos rumo aos céus e esperar a segunda vinda gloriosa de Nosso Senhor. Alegrai-vos, pois Ele está perto.

7 de dezembro de 2009

Feliz Advento

"Deus ama os pobres e se fez pobre também. Desceu à terra e fez pousada em Belém."

Um dia Deus se fez pequeno e humilde para entre nós habitar. E agora, nós O esperamos, na sua segunda vinda, glorioso e poderoso para nos salvar.
Que neste Advento sejamos revestidos do puro amor que orvalha dos céus e que as colinas que outrora sobrepunham-se contra nós possam ser rebaixadas para sermos, a exemplo do Menino Deus, luz para as nações.
Deus ama os pobres, e como mostrou aos pastores, através da estrela guia, o caminho a seguir na noite em que decidiu habitar o mundo, hoje brilha para nós através da Santa Igreja, que ao lado da Mãe Santíssima guia o povo para Jesus, para a redenção.
Senhor, orvalhai do alto teu amor sem fim.
Feliz Advento!
Feliz espera!
Feliz Nata!

6 de dezembro de 2009

Indígenas

Esta mensagem foi enviada por frei Charlie (charlieleitao@gmail.com)
------------------------------------------

==================================================
ZENIT, O mundo visto de Roma
Agência de Noticias
==================================================

Indígenas: riqueza insubstituível para a Igreja

Entrevista com o bispo de San Cristóbal de las Casas

Por Omar Árcega

SAN CRISTÓBAL DE LAS CASAS, sexta-feira, 4 de dezembro de 2009 (ZENIT.org-El Observador).- Dom Felipe Arizmendi Esquivel, bispo da diocese de San Cristóbal de las Casas, Chiapa (México), uma das regiões do país com maior presença de povos indígenas, conversou com Zenit-El Observador sobre as necessidades e desafios de uma pastoral encaminhada à evangelização dos próprios indígenas.


-Quais são as necessidades catequéticas da comunidade indígena?

-Dom Felipe Arizmendi: Que os pobres sejam evangelizados é o sinal do Reino de Deus já presente entre nós. As comunidades indígenas são pobres e precisam que a evangelização chegue a elas de forma adequada, respeitando suas culturas, promovendo seu desenvolvimento e anunciando Jesus explicitamente.

-Quais são as necessidades espirituais da comunidade indígena?

-Dom Felipe Arizmendi: Compreensão, carinho, respeito, misericórdia, confiança, assim como a celebração dos sacramentos, de preferência em seu idioma.

-Como mediar entre a particularidade e costumes indígenas e a universalidade do catolicismo?

-Dom Felipe Arizmendi: Em primeiro lugar, conhecendo a fundo a própria cultura indígena, porque muitas vezes ela é rejeitada ou condenada como superstição, quando é só outra forma cultural de expressar sua fé, sua relação com Deus.

Em segundo lugar, denunciando claramente os costumes contrários ao Evangelho.

Em terceiro lugar, sendo ponte entre os indígenas e o mundo que os cerca, também na Igreja. Esta não será católica, universal, se não assumir em seu seio os indígenas, que são parte também da grande família eclesial.

-Que características deve ter uma igreja autóctone?

-Dom Felipe Arizmendi: As que indica o Concílio Vaticano II: que esteja encarnada na cultura do povo; que tenha suas raízes na Palavra de Deus, cujas sementes estão presentes em muitas culturas autóctones; que tenha suficientes servidores da própria etnia; que cresça e amadureça, para que também possa servir outras igrejas irmãs.

 -Que características devem ter os sacerdotes inseridos em uma realidade indígena?

-Dom Felipe Arizmendi: Antes de mais nada, que não neguem suas raízes; que as valorizem e façam amadurecer com o Evangelho. Que amem os seus e prefiram servir em paróquias da sua etnia. Os não-indígenas, que conheçam, respeitem e valorizem tudo o que há de bom nestas comunidades e lhes apresentem Jesus Cristo com clareza, sem reduzir-se à promoção social, sempre necessária.

-Como Igreja, somos conscientes dos desafios e particularidades da questão indígena?

-Dom Felipe Arizmendi: Em alguns lugares, percebe-se que vamos dando a eles o seu espaço; mas em outros, há muitas resistências e até desconfianças. É inegável que ainda há preconceito de vários católicos. Como disse João Paulo II, é importante que cheguemos a ter sacerdotes da sua cultura, e também bispos.

===========================================
ZP09120410
04-12-2009
===================================================
Esta notícia é da Agência ZENIT.

Se você está interessado em receber as notícias de ZENIT pode fazer uma assinatura GRÁTIS através de:
http://www.zenit.org/portuguese/subscribe.html

ZENIT é uma Agência internacional de notícias.
Visite nossa página:
http://www.zenit.org

Os serviços de ZENIT são gratuitos para uso pessonal.
Aa reprodução dos serviços de ZENIT requer permissão expressa do editor que pode ser pedida através de:
http://www.zenit.org/portuguese/reproducao.html

(c) Innovative Media Inc.
===================================================

Você pode enviar esta noticia a um amigo no seguinte link:
http://www.zenit.org/article-23481?l=portuguese

1 de dezembro de 2009

Missão Continental

Oração da Missão Continental

Fica conosco, Senhor,

Acompanha-nos, ainda que nem sempre

tenhamos sabido reconhecer-te.


 

Tu és a Luz em nossos corações,

e nos dás teu ardor com a certeza da Páscoa.


 

Tu nos confortas na fração do pão,

para anunciar a nossos irmãos

que em verdade Tu ressuscitaste

e nos deste a missão de ser testemunhas

de tua vitória.


 

Fica conosco, Senhor,

Tu és a Verdade mesma,

és o revelador do Pai,

ilumina nossas mentes com tua Palavra;

ajuda-nos a sentir a beleza

de crer em ti.


 

Tu que és a Vida,

fica em nossos lares

para que caminhem unidos,

e neles nasça a vida humana generosamente;

fica, Jesus, com nossas crianças

e convoca a nossos jovens

para construir contigo o mundo novo.


 

Fica, Senhor, com aqueles

a quem, em nossa sociedade,

é negada a justiça e a liberdade;

fica com os pobres e humildes,

com os anciãos e enfermos.

Fortalece nossa fé de discípulos

sempre atentos a tua voz de Bom Pastor.


 

Envia-nos como teus alegres missionários

para que nossos povos,

em Ti adorem ao Pai, pelo Espírito Santo.


 

A Maria, tua Mãe e nossa Mãe,

Senhora de Guadalupe, Mulher vestida de Sol,

confiamos o Povo de Deus peregrino

neste início do terceiro milênio cristão.

Amém.

Músicas Natalinas no site da CNBB

Vale a pena conferir essa página.... elevando a alma e o coração aos Deus que se aproxima para dar-nos a plenitude da vida, como numa singela melodia que plenifica o nosso ser!

http://www.edicoescnbb.com.br/site/page.php?idPage=53

29 de novembro de 2009

Carta de Natal do prior geral da Ordem dos Servos de Maria


 


 

Ave Maria 


 


 

Ó Sabedoria, que saindo da boca do Altíssimo

atinges o universo de uma extremidade a outra,

e dispõe forte e suavemente todas as coisas:

vinde ensinar-nos o caminho da prudência

(17 de dezembro, Vésperas, antífona ao Magnificat). 


 


 

Aos irmãos da nossa Ordem 


 

Queridos irmãos,


 

por ocasião do Natal e do início do Ano Novo, gostaria de apresentar-lhes os meus votos e, no âmbito do ano sacerdotal (19 de junho 2009-2010) proclamado pelo Papa Bento XVI, refletir com vocês sobre a dimensão pastoral da nossa vida e da vocação cristã. 


 

Deus se faz próximo

Na liturgia da noite de Natal o evangelista Lucas nos relata que, ao nascer Jesus, havia naquela região pastores que passavam a noite nos campos, tomando conta do rebanho. Um anjo do Senhor lhes apareceu, e a glória do Senhor os envolveu de luz (Lc 2, 8-9).

Os primeiros a tomar conhecimento do nascimento do Cristo-Messias são pastores, homens desprezados, considerados ignorantes e "não praticantes", inclusive porque, devido à sua ocupação, não participavam às catequeses nas sinagogas, não respeitavam o "repouso ritual" do sábado e não cumpriam peregrinações ao templo de Jerusalém. Àqueles pastores se apresentou o anjo e a glória do Senhor os envolveu de luz; sim, a glória, aquela presença de Deus reservada ao templo de Jerusalém, envolveu os pobres e desprezados pastores. Deus se faz próximo aos afastados e aos últimos.

Àqueles que pensam que Deus habita somente no templo e ali somente se possa encontrá-lo, é dada uma mensagem importante. Deus, pastor supremo, não quer perder nenhuma de suas ovelhas, mas quer fazer-se vizinho a todas, particularmente àquelas afastadas, e por isso sai de sua 'morada', o templo, e "vai atrás daquela que se perdeu, até encontrá-la"
(Lc 15, 4). É exatamente este mistério da proximidade de Deus que se celebra no Natal; Jesus mesmo, o Messias, o comunicará com palavras e fatos, por isso será criticado pelos fariseus e escribas: se aproximará dos últimos, dos publicanos e dos pecadores (cf. Lc 7, 34). Deles
cuidará, e estes, visitados e envolvidos (cf. Lc 2, 8) pela luz verdadeira, que vindo ao mundo a todos ilumina
(Jo 1, 9), verão com mais claridade e saberão orientar o seu caminho em direção a Deus, em direção ao seu Reino. Na noite do mundo, Deus ilumina os pastores, a nós e a nossa ação pastoral: convida-nos a prestar atenção aos últimos, a nos aproximarmos deles, saindo do templo, da própria morada, em busca da ovelha afastada, perdida, … Tudo aquilo que fizestes a um destes pequeninos, que são meus irmãos, foi a mim que o fizestes
(Mt 25, 40), dirá o Filho do homem. 


 

Uma grande alegria

Na noite de Natal o anjo disse aos pastores: "Não tenhais medo! Eu vos anuncio uma grande alegria, que será também a de todo o povo: hoje, na cidade de Davi, nasceu para vós o Salvador, que é o Cristo Senhor! E isto vos servirá de sinal: encontrareis um recém-nascido, envolto em faixas e deitado numa manjedoura"(Lc 2, 10-12).

Sim, uma grande alegria foi anunciada aos pastores, uma boa-nova para todo o povo: o nascimento do Salvador Cristo Senhor, cuja vida será um ensinamento novo, será "Evangelho", boa notícia. Nasceu o Salvador não no templo de Jerusalém, mas na cidade de Davi, isto é, em Belém (cf. Mq 5, 1-4), na qual nasceu e cresceu o jovem pastor escolhido por Deus e ungido pelo profeta Samuel (cf. 1 Sm 16, 1-13). Observem o singelo sinal: um recém-nascido, envolto em faixas e deitado numa manjedoura
(Lc 2, 12); isso acena já à sepultura, na qual o corpo de Jesus será envolto em um lençol e colocado num túmulo escavado na rocha (Lc 23, 53). Ninguém podia suspeitar que da manjedoura se levantasse o bom pastor que daria a vida pelas suas ovelhas (cf. Jo 10, 11), e que, depois de três dias, do sepulcro ressuscitaria, primogênito entre os ressuscitados, para a alegria da humanidade inteira. A nossa ação pastoral é motivada pelo desejo de levar a todos a "alegre notícia", a grande alegria de saber que Deus, por meio do seu Filho, faz-se um de nós e doa-se para que vivamos; a alegria de crer nele, o Emanuel e o nosso Salvador, vencedor do mal e da morte.  


 

Paz na terra

Na noite de Natal aos pastores juntou-se ao anjo uma multidão do exército celeste cantando a Deus: "Glória a Deus no mais alto dos céus, e na terra, paz aos que são do seu agrado!" (Lc 2, 13-14).

Pelas vozes celestes, Deus é louvado pelo grande evento: o Salvador recém-nascido agirá para a glória de Deus e será glorificado pelo Pai (cf. Jo 17, 1; 12, 28); ensinará aos seus discípulos a serem misericordiosos (cf. Lc 6, 35-37) e a dar a saudação de paz em qualquer casa que entrarem (cf. Lc 10, 5-6); Príncipe da Paz
(Is 9, 5), entrará em Jerusalém montado num jumentinho (cf. Lc 19, 35), sinal de humildade e de serviço, e doará aos seus a paz (cf. Jo 14, 27). Ao canto celeste dos anjos no nascimento de Jesus ecoará o grito festivo da multidão dos discípulos na entrada de Jesus em Jerusalém: Bendito o Rei, que vem em nome do Senhor. Paz no céu e glória nas alturas!
(Lc 19, 38).

No serviço pastoral somos chamados a agir para a glória de Deus; visibilizar a paz querida por Deus sobre a terra; para sermos ministros da reconciliação, seguindo o exemplo de são Felipe Benício, fiel discípulo de Cristo; sermos promotores de concórdia e de paz, como os Sete primeiros Pais; sermos atentos em promover a justiça no meio dos homens (cf. Const. 77); e ansiosos em promover a fraternidade entre os homens de hoje divididos pela idade, nação, raça, religião, riqueza e educação
(Const. 74)


 

Vemos e referimos!

Na noite de Natal os pastores disseram uns aos outros: Vamos a Belém, para ver o que aconteceu, segundo o que o Senhor nos comunicou. Foram, pois, às pressas a Belém e encontraram Maria e José, e o recém-nascido deitado na manjedoura. Quando o viram, contaram as palavras que lhes tinham sido ditas a respeito do menino.  Todos os que ouviram os pastores ficavam admirados com aquilo que contavam. Maria, porém, guardava todas estas coisas, meditando-as no seu coração (Lc 2, 15-19).

Os pastores foram às pressas, como mais tarde foram solícitos à missão os discípulos de Jesus admoestados a não saudar ninguém pelo caminho (cf. Lc 10, 4) para não tardar no anúncio do Reino. Os pastores encontraram Maria e José e o "sinal" indicado pelo anjo: o recém-nascido deitado na manjedoura, pobre entre os pobres, nascido fora de casa, fora da cidade, rejeitado desde o seu nascimento pelos seus conterrâneos (cf. Lc 2, 7; Jo 1, 11). No Filho do homem que não tinha onde reclinar a cabeça
(Lc 9, 58), privado de tudo e ainda sem palavra, os pastores reconheceram o Salvador prometido, a Palavra, o Verbo, através do qual Deus fala aos homens de cada tempo, e contaram as palavras que lhes tinham sido ditas a respeito do menino (Lc 2, 17). Todos ficavam admirados com aquilo que contavam (Lc 2, 18). Sim, Deus se fez igual a nós, para fazer-nos iguais a Ele!

Maria, ressalta o evangelista Lucas, guardava todas estas coisas, meditando-as no seu coração (Lc 2, 19). Maria foi a primeira a crer na inaudita novidade da proximidade do Deus Emanuel: acreditou em Nazaré quando ninguém ao seu redor acreditava; em Belém, onde nasceu Jesus, filho de Davi
(Mt 1, 1; Lc 18, 38-39), quando não havia lugar para eles na hospedaria
(Lc 2, 7); e ainda em Jerusalém acreditou no Filho, e o seguiu até à cruz (cf. Jo 19, 25-27) e esteve com os seus discípulos (cf. At 1, 14). Maria, mãe do Salvador, crente, é figura da Igreja, capaz de guardar a verdadeira novidade do Natal, a proximidade de Deus a cada homem.

No nosso serviço pastoral, na Igreja e no mundo, somos chamados a meditar com Maria sobre o mistério do Emanuel, Deus conosco, vindo para ensinar-nos um caminho incomparavelmente superior (1 Cor 12, 31), aquele da caridade, acolhida, simplicidade e do dom de si mesmo por amor. Como os pastores de Belém, somos chamados a guardar e a referir aquilo que de Jesus nos foi dito… e que vimos.

 
 

Queridos irmãos, desejo-lhes neste Natal que possam permitir que Deus se aproxime de vocês; que possam acolher com alegria o Dom dos dons, Jesus, o Salvador, que é o Cristo Senhor, e deixarem-se transformar pela sua presença. 


 

Feliz e Natal e próspero ano novo! 


 


 


 


 

    frei Ángel M. Ruiz Garnica, o.s.m.

    Prior geral


 


 


 


 


 

Ruteng, 29 de novembro de 2009,

Primeiro Domingo do Advento.


 


 


 

Prot. 692/2009 

28 de novembro de 2009

Convite para visualizar o Álbum da web do Picasa de Frei Charlie - Advento Natal imagens

--
Ave Maria, cheia de graça, o Senhor é convosco. Bendita sois Vós entre as mulheres, bendito é o fruto de Vosso ventre, Jesus.
Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém.

27 de novembro de 2009

Derechos de la naturaleza


Hacia una Declaración de Derechos de la Naturaleza

Ante el inminente fracaso de la Cumbre de Copenhague, urge cambiar radicalmente la relación con la Pachamama.

Estados Unidos y China han advertido que la 15º Conferencia de las Partes (COP15) del Convenio Marco de las Naciones Unidas sobre Cambio Climático que se reunirá en Copenhague, Dinamarca, en diciembre próximo, no logrará un acuerdo sobre las metas de reducción de emisiones de gases de efecto invernadero. El fracaso de la reciente reunión de Barcelona ya había hecho prever este panorama desalentador.

El problema es de enfoque. Todos saben que el planeta está en peligro y que si no se toman medidas radicales y efectivas, la vida desaparecerá. Pero mientras se siga viendo a la Tierra solo como el depósito de recursos para la acumulación individual, todo intento de diálogo conducirá, como máximo, a medidas paliativas y no a soluciones efectivas. De lo que se trata, entonces, es de replantear las relaciones con la naturaleza.

Debemos entender que la naturaleza es un ser vivo y nosotros somos parte de ella. Los pueblos indígenas dicen: "la Pachamama nos cría y nosotros la criamos a ella". Y es que los pueblos indígenas no trabajan para la acumulación individual sino para satisfacer las necesidades de todos. Por eso el trabajo es una fiesta, una forma más de diálogo entre los miembros de la comunidad y con la naturaleza.

La biodiversidad –en peligro por el calentamiento global– es la mayor riqueza de este planeta y es la que dio origen a la inmensa diversidad cultural que la habita. Los seres humanos y los pueblos se formaron en su relación con ella, en su cuidado, en su crianza, en una eterna reciprocidad por los bienes que nos ofrece para sobrevivir. Pero las invasiones de Europa a América y otros continentes, cortaron abruptamente estas civilizaciones que supieron vivir en armonía con la Madre Tierra durante decenas de milenios, para, en sólo quinientos años de saqueo, mercantilización y depredación de la naturaleza, conducirnos al borde de un cataclismo climático global.

Si reconocemos a la naturaleza como un ser vivo, la hacemos sujeto de derechos. Hay un vasto movimiento social en todo el mundo que comparte la propuesta de redactar y adoptar en el seno de las Naciones Unidas una Declaración de los Derechos de la Naturaleza. Y algunos gobiernos de la región (Bolivia, Ecuador) han hecho suya esta iniciativa.

La ONU y el planeta

La preocupación por el cuidado de la naturaleza no es nueva en la comunidad internacional. En 1982, la Asamblea General de las Naciones Unidas aprobó la Carta Mundial de la Naturaleza. Cinco años después, la Comisión Mundial de Medio Ambiente y Desarrollo emitió el Informe "Nuestro Futuro Común", conocido como Informe Brundtland, cuyo llamado principal es precisamente a la creación de una Carta que contenga los principios fundamentales para una vida sostenible.

El 9 de mayo de 1992, la ONU adopta la Convención Marco sobre el Cambio Climático, que entró en vigencia en 1994. Ese mismo año, en Río de Janeiro, Brasil, se reúne la primera Conferencia sobre Medio Ambiente y Desarrollo, que dio lugar a la Agenda 21, un Plan de Acción que los Estados deberían llevar a cabo para transformar el modelo de desarrollo actual, basado en una explotación de los recursos naturales como si fuesen ilimitados y en un acceso desigual a sus beneficios, en un nuevo modelo de desarrollo que satisfaga las necesidades de las generaciones actuales sin comprometer la capacidad de las generaciones futuras. Diez años después se reúne la segunda Conferencia en Johannesburgo, Sudáfrica.

Entre ambas conferencias, conocidas como "Cumbres de la Tierra", los países industrializados se reúnen el 11 de diciembre de 1997 en Kioto, Japón, y se comprometen a ejecutar un conjunto de medidas para reducir los gases de efecto invernadero, fijándose metas hasta el año 2012. Estados Unidos retiró su firma de este documento, llamado Protocolo de Kioto. La Cumbre de Copenhague, en diciembre, debería asumir nuevos compromisos en este campo para el 2013 en adelante, pero ya los países poderosos adelantaron que no habrá acuerdo.

La Carta de la Tierra

Mientras todo este proceso se desarrollaba, también se iba gestando un documento que intentaba ser una Carta Magna o Constitución del planeta. Y el 29 de junio del 2000 es lanzada oficialmente la Carta de la Tierra en La Haya, Holanda. Se trata de una declaración solidaria que afirma que es posible vivir y disfrutar de la Tierra sin destruirla y sin causar daños a las comunidades humanas ni al conjunto de seres vivos que la habitamos. Y que reconoce y advierte que para lograrlo se necesita un cambio de mentalidad y de corazón.

La Carta de la Tierra está estructurada en cuatro principios angulares que contienen 16 principios generales, a saber:

I. Respeto y cuidado de la vida

1. Respetar la Tierra y la vida en toda su diversidad.

2. Cuidar la comunidad de la vida con entendimiento, compasión y amor.

3. Construir sociedades democráticas que sean justas, participativas, sostenibles y pacíficas.

4. Asegurar que los frutos y la belleza de la Tierra se preserven para las generaciones presentes y futuras.

II. Integridad ecológica

5. Proteger y restaurar la integridad de los sistemas ecológicos de la Tierra, con especial preocupación por la diversidad biológica y los procesos naturales que sustentan la vida.

6. Evitar dañar como el mejor método de protección ambiental y, cuando el conocimiento sea limitado, proceder con precaución.

7. Adoptar patrones de producción, consumo y reproducción que salvaguarden las capacidades regenerativas de la Tierra, los derechos humanos y el bienestar comunitario.

8. Impulsar el estudio de la sostenibilidad ecológica y promover el intercambio abierto y la extensa aplicación del conocimiento adquirido.

III. Justicia social y económica

9. Erradicar la pobreza como un imperativo ético, social y ambiental.

10. Asegurar que las actividades e instituciones económicas, a todo nivel, promuevan el desarrollo humano de forma equitativa y sostenible.

11. Afirmar la igualdad y equidad de género como prerrequisitos para el desarrollo sostenible y asegurar el acceso universal a la educación, el cuidado de la salud y la oportunidad económica.

12. Defender el derecho de todos, sin discriminación, a un entorno natural y social que apoye la dignidad humana, la salud física y el bienestar espiritual, con especial atención a los derechos de los pueblos indígenas y las minorías.

IV. Democracia, no violencia y paz

13. Fortalecer las instituciones democráticas en todos los niveles y brindar transparencia y rendimiento de cuentas en la gobernabilidad, participación inclusiva en la toma de decisiones y acceso a la justicia.

14. Integrar en la educación formal y en el aprendizaje a lo largo de la vida, las habilidades, el conocimiento y los valores necesarios para un modo de vida sostenible.

15. Tratar a todos los seres vivientes con respeto y consideración.

16. Promover una cultura de tolerancia, no violencia y paz.

Así, en resumen, la Carta de la Tierra muestra que la protección del medio ambiente, los derechos humanos, el desarrollo equitativo de los pueblos y la paz son interdependientes e indivisibles. Todos los problemas están relacionados: los ambientales, los sociales, los económicos, los políticos y los culturales, lo cual invita a promover soluciones que los tengan en cuenta conjuntamente.

Derechos de la Pachamama

¿Por qué no retomar estos principios para, a partir de la Carta de la Tierra, redactar y aprobar una Declaración de los Derechos de la Naturaleza? El cambio de mentalidad y de corazón es posible, como decíamos al inicio: basta con dejar de ver el planeta como un depósito de recursos para ser saqueados, mercantilizados y servir al enriquecimiento de unos pocos. Basta con volver a la armonía con nuestra Pachamama. Se trata, sencillamente, de defender la vida, toda la vida, con sus riquísimas diversidades biológicas y culturales.

El año que termina ha sido rico para el movimiento indígena en este camino. En mayo se reunió en Puno la IV Cumbre de Nacionalidades y Pueblos Indígenas del Abya Yala, que tomó tres acuerdos centrales para difundir las demandas y propuestas en torno al calentamiento global: la Minga Global por la Madre Tierra, que se realizó en octubre; la creación del Tribunal Internacional de Justicia Climática, que tuvo su primera Audiencia en Cochabamba, Bolivia, en el marco de esta Minga Global; y la realización de una cumbre paralela a la Conferencia de Copenhague en diciembre.

La Coordinadora Andina de Organizaciones Indígenas (CAOI), sus organizaciones integrantes y diversas organizaciones del movimiento social del continente, Europa y otras latitudes, participarán en esta Cumbre Alternativa, en cuyo marco se desarrollará una nueva Audiencia del Tribunal Internacional de Justicia Climática.

Como hijos de la Madre Naturaleza, la adopción de una Declaración de sus Derechos forma parte central de nuestra agenda.

- Norma Aguilar Alvarado, Área de Comunicaciones

Coordinadora Andina de Organizaciones Indígenas - CAOI




--
Ave Maria, cheia de graça, o Senhor é convosco. Bendita sois Vós entre as mulheres, bendito é o fruto de Vosso ventre, Jesus.
Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém.

2 de novembro de 2009

NOSSA SENHORA CRIANÇA.



Oración a la Virgen Niña

Dulcísima Niña María, radiante Aurora del Astro Rey,
Jesús, escogida por Dios desde la eternidad
para ser la Reina de los cielos,
el consuelo de la tierra,
la alegría de los ángeles,
el templo y sagrario de la adorable Trinidad,
la Madre de un Dios humanado;
me tienes a tus plantas,
oh infantil Princesa,
contemplando los encantos de tu santa infancia.
En tu rostro bellísimo se refleja
la sonrisa de la Divina Bondad,
tus dulces labios se entreabren para decirme:
"Confianza, paz y amor..."

¿Cómo no amarte, María,
luz y consuelo de mi alma...,
ya que te complaces en verte obsequiada
y honrada en tu preciosa imagen de Reina parvulita?
Yo me consagro a tu servicio con todo mi corazón.
Te entrego, amable Reina, mi persona,
mis intereses temporales y eternos.
Bendíceme Niña Inmaculada,
bendice también y protege
a todos los seres queridos de mi familia.
Se tu, Infantil Soberana, la alegría,
la dulce Reina de mi hogar,
a fin de que por tu intercesión
y tus encantos reine e impere en mi corazón
y en todos los que amo,
el dulcísimo Corazón de Jesús Sacramentado.
Amén.

27 de outubro de 2009

Maria Assunta

"Em vosso parto, guardaste a virgindade: em vossa dormição, não deixastes o mundo, ó mãe de Deus: fostes juntar-vos à fonte de vida, vós que concebestes o Deus vivo e, por vossas orações, livrareis nossas almas da morte."

cf. a proclamação do dogma da Assunção da bem-aventurada Virgem Maria pelo Papa Pio XII em 1950: DS 3903 - 1718

22 de outubro de 2009

Nação católica

Recado de Suéli (mural Nação Católica):
www.nacaocatolica.com.br


Quando você estiver machucado: João 14
Quando estiver desanimado: Salmo 27
Para ser como a videira e dar frutos: João 15
Quando estiver em pecado: Salmo 51
Quando estiver preocupado: Mateus 6, 19-34
Quando estiver em perigo: Salmo 91
Quando Deus parecer distante: Salmo 139
Quando sua fé se tornar fraca: Hebreus 11
Quando estiver com medo: Salmo 23
Quando estiver com raiva de alguém: Coríntios 13
Para entender a cristandade: II Coríntios 5, 15-19
Quando estiver deprimido: Romanos 8, 31
Quando quiser paz e descanso: Mateus 11, 25-30
Quando o mundo parecer maior que Deus: Salmo 90
Quando precisar da segurança cristã: Romanos 8, 1-30
Quando sair de casa para trabalhar ou viajar: Salmo 121
Quando suas orações estiverem escassas ou egoístas: Salmo 67
Antes de uma grande oportunidade: Isaías 55
Quando necessitar coragem para uma tarefa: Josué 1
Para concordar com os outros: Romanos 12
Os segredos de São Paulo para a felicidade: Colossenses 3, 12-17
Quando pensar em investimentos: Marcos 10
Se você estiver deprimido: Salmo 27
Se você estiver sem dinheiro: Salmo 37
Se você estiver perdendo a confiança nas pessoas: Coríntios 13
Se as pessoas não são amáveis: João 15
Se você estiver desapontado com seu trabalho: Salmo 126

Números Alternativos

Para superar o medo: Salmo 34, 7
Para maior segurança: Marcos 8, 35
Para falar com o Senhor: Salmo 145

Estes números de emergência podem ser discados diretamente. Não há necessidade de operador.


Não se esqueça de que você sempre pode chamar a JESUS. Ele espera a sua ligação!!!



Para ver o perfil de suéli, clique no link: http://www.nacaocatolica.com.br/pg/profile/suelienando
-- 
Ave Maria, cheia de graça, o Senhor é convosco. Bendita sois Vós entre as mulheres, bendito é o fruto de Vosso ventre, Jesus.
Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém.
Sent from Roma, Lázio, Itália

O altar de Deus

Subo ao altar de Deus, que é a alegria da minha juventude
Subo silenciosamente, com o coração alegre e cheio de temor
Pois eu sei onde o Senhor me levará

Onde estaria eu, se não fosse o teu amor Senhor?
Como seria feliz se não fizesse o que me manda meu Senhor?

Ouvi a tua voz por isso estou aqui
Senti o teu chamado então me decidi

O teu altar me queima sem me consumir
O teu amor é um mar de águas impetuosas

Nesse amor quero me consumir, pois estou aqui Senhor para te adorar
Quero sentir o teu amor, quero sentir a tua presença para sempre Senhor, para sempre

5 de outubro de 2009

Ondoy - Ketsana Manila2

Queridos irmãos e irmãs
Uma breve comunicação sobre a situação nas Filipinas:
1. Recebemos uma carta do presidente da UNIFAS Filipinas, frei Alvin M. Cabacang, que foi publicada no Cosmo On Line
2. e algumas fotografias da ajuda já prestada aos nossos irmãos e irmãs atingidos pelo tufão Ondoy

Agradecemos a todos que se unem na oração e na solidariedade pelo povo filipino.

Frei Charlie M. , O.S.M.
Secretário geral pela Evangelização dos Povos e Justiça e Paz.

Roma, 5 de outubro de 2009

Queridos hermanos y hermanas:
Una breve comunicación sobre la situación en Filipinas
1. Hemos recibido una carta del Presidente UNIFAS Filipinas, fray Alvin M. Cabacang, ya publicada en Cosmo On Line, y
2. Algunas fotos de la ayuda que se está ofreciendo a nuestros hermanos y hermanas devastados por el tifón tropical Ondoy

Agradecemos a todos quienes se unen en la oración y en la solidaridad por el pueblo filipino.

fray Charlie M. , O.S.M.
Secretario General para la Evangelización de los Pueblos y Justicia y Paz

Roma, 29 de octubre de 2009

Carissimi fratelli e sorelle,
Breve comunicazione sulla situazione nelle Filippine:
1. Abbiamo ricevuto una lettera del presidente UNIFAS Filippina, fra Alvin M. Cabacang, che è stata  pubblicata nel  Cosmo On Line
2. e alcune foto del'aiuto già svolto per i nostri fratelli e sorelle devastati dal tifone tropicale Ondoy http://picasaweb.google.com.br/frcharlieosm/ReliefOperation?feat=directlink

Ringraziamo tutti coloro che si uniscono nella preghiera e nella solidarietà per il popolo filippino.

fra Charlie M. , O.S.M.
Segretario generale per l'Evangelizzazione dei Popoli e Giustizia e Pace

Roma, 5 ottobre 2009

Dear brothers and sister,
A brief update on the current situation in the Philippines:
1. We received a letter from the Presiden of UNIFAS – Philippines, fra Alvin M. Cabacang, which was published in Cosmo on Line
2. some photos of the relief operation for the victims of typhoon ONDOY
We would like to thank all who are united with us in prayer and in solidarity with the Filipino people.

fra Charlie M. , O.S.M.
General Secretary for the Evangelization of Peoples and Justice and Peace

October 5, 2009 Rome


Chers frères et soeurs,
Un petit mot sur la situation des Servites aux Philippines:
1. Nous avons reçu une lettre du président de l'UNIFAS – Philippines, frère Alvin M. Cabacang, qui est parue dans Cosmo On Line
2. et quelques photos de l'aide déjà apportée à nos frères et soeurs éprouvés par le typhon tropical Ondoy 

Nous remercions tous ceux qui prient et expriment leur solidarité envers le peuple philippin à l'occasion de cette dure épreuve.

frère Charlie M. , O.S.M.
Secrétaire général pour l'Évangélisation des Peuples et pour Justice et Paix

Rome, 5 octobre 2009 

Links Cosmo On Line



--
Ave Maria, cheia de graça, o Senhor é convosco.
Bendita sois Vós entre as mulheres, bendito é o fruto de Vosso ventre, Jesus. 
Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém.
Sent from Roma, Lázio, Itália