Ave Maria, cheia de graça!

Seja bem-vindo(a)ao Web blog "Somos Servos"! ... criado em 4 de junho de 2007 para a maior glória de Deus, agradece sua visita amiga e fraterna!

ZENIT - O mundo visto de Roma

Fides News Português

Gaudiumpress Feed

2 de outubro de 2009

Sínodo da África


Queridos Irmãos e Irmãs,
Paz e tudo de bom! A comissão de Justiça e Paz dos Superiores Gerais dos religiosos e das religiosas (USG/UISG), situada em Roma, deseja encorajar nossa adesão para refletir sobre o Instrumentum Laboris do Sínodo da África e suas implicações para a vida e o ministério dos Institutos religiosos em África. Os religiosos já não duvidarão de refletirem sobre esse documento juntamente com vários outras parcerias em relação as implicações pastorais, especialmente a nível de paróquia e diocese.

A comissão deseja oferecer três itens, escritos por três religiosos africanos na questão de incentivar a reflexão sobre alguns desafios para religiosos, baseados no processo do Sínodo e no Instrumentum Laboris. Todos os 3 itens estão disponíveis em Inglês, Francês e Português. O conteúdo dos artigos estão baseados no tema do Sínodo. "A Igreja em África no serviço para a reconciliação, justiça e paz, você é o sal da terra.... você é a luz do mundo" (Mt 5,13,14).


A Integridade da Criação: Desafios para os Religiosos Africanos hoje 
Por Frei Ilídio Jacinto Inácio, OFM, Moçambique – 

 Integ. da Criacao PORT.doc  Integ. da Criacao PORT.pdf

Justiça e Paz na Africa hoje 

Por Fr. Agbonkhianmeghe E. Orobator, SJ, Kenya – 
 Justiça e Paz.Port.doc  Justiça e Paz.Port.pdf

Reconciliação na Africa hoje 

Por Ir. Teresa Okure, SHCJ, Nigeria – 

 ReconciliaçãoPT.doc  Reconciliação PT.pdf

--
Ave Maria, cheia de graça, o Senhor é convosco. Bendita sois Vós entre as mulheres, bendito é o fruto de Vosso ventre, Jesus. Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém.
Sent from Roma, Lázio, Itália

Padroeira das Missões

Salve o dia 1.º de outubro, dia dedicado a padroeira das missões: Santa Terezinha do Menino Jesus 
Abaixo uma cópia de texto, gostei tanto que partilho com vocês.

"Santa Terezinha do Menino Jesus e da Sagrada Face"

"Padroeira da missões"

"Doutora da Igreja"

Será que cada um de nós está exercendo a própria missão como um membro funcional do corpo vivo de Cristo (Rm 12, 3-8)? Será que nós, cristãos batizados, estamos "assumindo a causa cristã" (artigo de Pe Dirceu no Jornal Peregrinos desse mês)?

Santa Terezinha nos ensina a essência da causa cristã:

"A caridade (amor) ofereceu-me a chave da minha vocação"... "compreendi que só o amor fazia atuar os membros da Igreja e que, se o amor viesse a extinguir-se, nem os apóstolos continuariam a anunciar o Evangelho nem os mártires a derramar o seu sangue; compreendi que o amor encerra em si todas as vocações, que o amor é tudo e que abrange todos os tempos e lugares, numa palavra, que o amor é eterno" (trecho da biografia de Santa Terezinha)

Nesse mês das missões, inspiremo-nos em Santa Terezinha para que sejamos todos missionários cristãos ativos levando amor e caridade onde quer que estejamos, seja na família, no trabalho, na escola, entre amigos ou inimigos.

Algumas frases de Santa Terezinha:

"A caridade é o caminho excelente, que conduz seguramente a Deus"

"Sou de tal natureza que o temor me faz recuar; com o amor não somente avanço, mas vôo..."

"É muito doce a gente se sentir fraco e pequeno!"

"É preciso abandonar o futuro nas mãos do Bom Deus..."

"Deus não poderia me inspirar desejos irrealizáveis, portanto, posso, apesar da minha pequenez, aspirar à santidade"



Heloneyda Marques




--
Ave Maria, cheia de graça, o Senhor é convosco. 
Bendita sois Vós entre as mulheres, bendito é o fruto de Vosso ventre, Jesus. 
Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém.

Santuário de São Peregrino

Não deixe de visitar o site da paróquia São Peregrino, agora em nova versão:

www.paroquiasaoperegrino.com.br

E para comemorar queremos oferecer aos leitores do blog um álbum de fotos do Santuário de São Peregrino.

Envie-nos suas melhores fotos do Santuário para o e-mail somosservos@gmail.com que as publicaremos.

Contamos com a sua colaboração!

1 de outubro de 2009

Mudança climática agravará a situação do pobres

Roma, 30 de setembro de 2009 - As regiões mais pobres com elevados níves de pobreza crônica serão as mais afetadas pela mudança climática, segundo um novo documento de trabalho da FAO publicado hoje. Muitos países em desenvolvimento, em paricular na África, poderiam se tornar mais dependentes das importações alimentárias.

Roma, 30 settembre 2009 - Le regioni più povere con un alto tasso di povertà cronica saranno le più colpite dagli effetti del cambiamento climatico, secondo un nuovo documento di lavoro della FAO pubblicato oggi.  Molti paesi in via di sviluppo, specialmente in Africa, potrebbero diventare molto più dipendenti dalle importazioni alimentari.
 
 
30 September 2009, Rome - Poorest regions with the highest levels of chronic hunger are likely to be among the worst affected by climate change, according to an FAO discussion paper published today. Many developing countries, particularly in Africa, could become increasingly dependent on food imports. 

 
30 de septiembre de 2009, Roma - Las regiones más pobres y con los niveles más elevados de hambre crónica estarán entre las más afectadas por el cambio climático, según un documento de trabajo de la FAO publicado hoy. Muchos países en desarrollo, en particular en África, pueden hacerse cada vez más dependientes de las importaciones alimentarias.
http://www.fao.org/wsfs/forum2050/wsfs-forum/es/

--
Ave Maria, cheia de graça, o Senhor é convosco.
Bendita sois Vós entre as mulheres, bendito é o fruto de Vosso ventre, Jesus.
Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém.
Sent from Rome, RM, Italy



--
Ave Maria, cheia de graça, o Senhor é convosco. Bendita sois Vós entre as mulheres, bendito é o fruto de Vosso ventre, Jesus. Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém.
Sent from Rome, RM, Italy

15 de setembro de 2009

Dia Internacional da Não Violência

Comissão justiça, paz e integridade da criação

Secretariado USG/UISG


 

Via Aurelia 476,

CP 9099 Aurelio, 00165 Roma, Italy.

Tel/Fax: (39).06.6622929 (direct)

Tel: (39) 06.665231 (reception)

Email: jpicusguisg@lasalle.org


 

                                            Setembro 2009


 

Queridas irmãs e irmãos em Cristo,


 

2 de outubro de 2009 é um dia importante para a aldeia global, especialmente para as pessoas que estão comprometidas com a Boa Notícia da Paz, da Justiça e da Reconciliação. É o dia do nascimento de Mahatma Gandhi que levou o povo da Índia à independência e inspirou os movimentos pelos direitos civis e pela liberdade no mundo inteiro. Em 15 de junho de 2007, 192 Estados membros das Nações Unidas, reunidos em Assembléia Geral, proclamaram o dia 2 de Outubro Dia Internacional da Não-Violência.


 

Mahatma Gandhi usou um método extraordinário que promoveu a mobilização de massa e a ação não-violenta, acabou com o colonialismo na Índia e fortaleceu as raízes da soberania popular, dos direitos civis, políticos e econômicos. No mundo inteiro, Mahatma Gandhi tornou-se o ícone de quem acredita que a não-violência, assumida como caminho de vida, é o melhor método para superar a opressão. Para muitos cristãos, a não-violência é o caminho evangélico da paz e da reconciliação. O enfoque é de libertar os oprimidos, mas não só; é também o de libertar os opressores. Martin Luther King Jr. dizia: "A Não-Violência é a superação da violência física exterior e também da violência interior do espírito".


 

Apresentamos uma proposta de oração para as comunidades. Poderá ser utilizada também nas paróquias, escolas, colégios, universidades e outros ambientes, onde estamos presentes.


 

O Padre John Dear S.J. (www.johndear.org)preparou esta oração. Ele é membro da Comissão Justiça, Paz e Integridade da Criação da USG/UISG – dos Institutos Religiosos, em Roma. É a terceira da série de orações preparadas para celebrar os Dias Internacionais propostos pelas Nações Unidas.


 

Duas outras propostas estão sendo preparadas para o ano de 2010: 8 de março, "Dia Internacional da Mulher", que nas Nações Unidas corresponde ao "Dia para os Direitos da Mulher e da Paz Internacional"; dia
17 de outubro, "Dia Internacional pela Erradicação da Pobreza".


 

Sugerimos a adaptação desta oração ao contexto específico em que será utilizada e o seu uso alternativo no dia 21 de Setembro, "Dia Internacional da Paz".


 

Esta oração e as anteriores para o "Dia Mundial da Justiça Social" (20 de Fevereiro) e o "Dia Mundial do Meio Ambiente" (5 de junho) se encontram no jpicformation.wikispaces.com


 


 


 


Oração para o Dia Internacional da Não-Violência

2 de outubro de 2009


Abertura: Um Canto pela Paz

Boas-Vindas/Introdução

Queridas amigas e amigos,
nos acolhemos reciprocamente em nome do Deus da Paz, de Jesus, Boa Nova de "Não-Violência" e do Espírito Santo do Amor. Com alegria, damos início à celebração do Dia Internacional da Não-Violência.

(tempo para apresentar-se e conversar com as pessoas ao lado)

Somos convidad@s a respirar profundamente. A respiração profunda acalma e ajuda a perceber"como me sinto neste momento".

Coloquemo-nos na presença do Deus da Paz que ama a cada pessoa de maneira infinita e incondicional. Acolhamos em nossa comunidade de paz e em nossos corações Jesus Ressuscitado, Jesus que é a própria Não-Violência. NEle respiremos o Espírito Santo da Paz e da Não-Violência.

Permaneçamos em silêncio.

Agradeçamos todas as bênçãos de amor e de paz que recebemos do Deus do amor e da paz em nossa vida.

Peçamos perdão a Deus pelas vezes que não soubemos reconhecer sua bênção de amor e de paz e escolhemos a violência em lugar da não-violência; pelas vezes que machucamos alguém e assim reforçamos a cultura da violência e da guerra.

Arrependamo-nos de nossa violência e peçamos a graça de tornar-nos pessoas capazes de viver o Evangelho da não-violência.

(Silêncio)

Respondamos:

"Deus da Paz, tende piedade de nós!"

Jesus, cremos que Vós sois Aquele que renunciou à violência, amou a cada pessoa, praticou a não-violência, foi a própria paz, resistiu à injustiça, deu sua vida pela humanidade por uma perfeita atitude não-violenta.

"Deus da Paz, tende piedade de nós!"

Jesus ,cremos que Vós sois Aquele que nos chama a renunciar à violência, a amar cada pessoa, a praticar a não-violência, a opor-nos à guerra, às armas nucleares, à injustiça, a ser pela paz e amar os inimigos.

"Deus da Paz, tende piedade de nós!"

Jesus, cremos que Vós sois nosso Senhor e Salvador, nosso Irmão e Amigo, nossa vida, esperança e paz.

"Deus da Paz, tende piedade de nós!"

Oração de Abertura (rezada por todas as pessoas)

Deus da Paz, ficai conosco pois estamos arrependidos de nossas atitudes violentas e queremos ouvir vossa Palavra de Paz. Fazei de nós o povo santo do Evangelho, Boa Nova da não-violência. Ajudai-nos a seguir Jesus em seu caminho não-violento, amar-nos um ao outro, amar os inimigos, reconciliar-nos com todo mundo, resistir à injustiça, promover um mundo novo sem guerra, sem pobreza, sem armas nucleares, sem aquecimento global, sem violência. Nós vos pedimos isso em nome de Jesus, nosso irmão e nossa paz.

Primeira Leitura
Leitura do Livro de Isaías 2,2-5

"No final dos tempos, o monte do Templo do Senhor estará firmemente plantado no mais alto dos montes, e será mais alto que as colinas. Para lá correrão todas as nações. Para lá irão muitos povos, dizendo: Venham! Vamos subir à montanha do Senhor, vamos ao Templo do Deus de Jacó, para que ele nos mostre seus caminhos, e possamos caminhar em suas veredas". Pois de Sião sairá a lei e de Jerusalém a Palavra do Senhor. Então o Deus da Paz julgará as nações e será o árbitro de povos numerosos. De suas espadas eles fabricarão enxadas e de suas lanças farão foices. Nenhuma nação pegará em armas contra outra, e ninguém mais vai se treinar para a guerra. Venha, casa de Jacó: vamos caminhar à luz do Senhor da Paz!"

Salmo 46 (45)

Resposta: "Deus acaba com as guerras!"

Deus é nosso refúgio e nossa força,
Defensor sempre alerta nos perigos.
Por isso não tememos se a terra vacila,
Se as montanhas se abalam no seio do mar;
Se as águas do mar estrondam e fervem,
E por sua fúria estremecem os montes.
O Senhor dos Exército está conosco,
Nossa fortaleza é o Deus de Jacó.

R. - "Deus acaba com as guerras!"

O correr das águas alegra a cidade de Deus,
O Altíssimo consagra a sua moradia.
Deus está em seu meio: ela é inabalável.
Deus a socorre ao romper da manhã.
Povos estrondam, reinos se abalam
Mas ele ergue sua voz e a terra estremece.
O Senhor dos Exércitos está conosco,
Nossa fortaleza é o Deus de Jacó.

R. - "Deus acaba com as guerras!"

Venham ver os atos do Senhor,
Os assombros que ele fez na terra:
Acaba com as guerras até os confins do mundo,
Quebra os arcos, despedaça as lanças
E ateia fogo nos carros.

R. - "Deus acaba com as guerras!"

Rendei-vos e reconhecei: "Eu sou Deus,
Mais alto que os povos, mais alto que a terra!"
O Senhor dos Exércitos está conosco,
Nossa fortaleza é o Deus de Jacó.

R. - "Deus acaba com as guerras!"

Segunda Leitura

Algumas palavras de Mahatma Gandhi.

"A Não-violência é a força maior que a humanidade dispõe. É mais forte do que a arma de destruição mais forte, construída pelo gênio humano. A Não-violência de maneira alguma é passividade. É a força mais ativa que existe no mundo. A Não-violência é a lei suprema. Como é preciso aprender a arte de matar para treinar-se na violência, assim é preciso aprender a arte de morrer para treinar-se na não-violência. A pessoa que vive a não-violência em suas atitudes exerce uma força maior que a brutalidade. Cada dia somos surpreendidos porque descobrimos novas e incríveis formas de violência. Todavia, eu afirmo, que muito mais impensáveis e aparentemente impossíveis são as novas formas de não-violência que cada dia descobrimos. Meu otimismo apoia-se na convicção de que o indivíduo tem infinitas possibilidades para desenvolver a não-violência. Quanto mais você desenvolve a não-violência em seu ser, mais contagiante ela se torna. Acaba influenciando fortemente o ambiente onde você vive e finalmente se expande pelo mundo afora. Para falar a verdade, a não-violência é mais que uma simples prática individual; é uma prática de grupos, comunidades, nações. De qualquer modo, este é o meu sonho. Quando a prática da não-violência ficar universal, Deus reinará na terra como Ele reina no Céu".

(De: "Mohandas Gandhi: Essential Writings," Edited by John Dear, Orbis Books, New York, 2002)

Terceira Leitura:

Leitura do Evangelho de Lucas: 6,27-36

"Mas eu digo a vocês que me escutam: amem os seus inimigos e façam o bem aos que odeiam vocês. Desejem o bem aos que os amaldiçoam e rezem por aqueles que caluniam vocês. Se alguém lhe dá um tapa numa face, ofereça também a outra; se alguém lhe toma o manto, deixe que leve também a túnica. Dê a quem lhe pede e, se alguém tira o que é de você, não peça que devolva. O que vocês desejam que os outros lhes façam, também vocês devem fazer a eles. Se vocês amam somente aqueles que os amam, que gratuidade é essa? Até mesmo os pecadores fazem assim. E se vocês emprestam somente para aqueles de quem esperam receber, que gratuidade é essa? Até mesmo os pecadores emprestam aos pecadores, para receber de volta a mesma quantia. Ao contrário, amem os inimigos, façam o bem e emprestem, sem esperar coisa alguma em troca. Então a recompensa de vocês será grande e vocês serão filhos do Altíssimo, porque Deus é bondoso também para com os ingratos e maus. Sejam misericordiosos, como também o Pai de vocês é misericordioso".

Reflexão em silêncio

Preces de Intercessão

Resposta: "Deus da Paz, escutai nossa prece."

* Para tornar-nos seguidores do Evangelho da não-violência; para deixar que Deus desarme nossos corações de toda forma de violência entre nós; para praticar a não-violência para conosco mesm@s e com quem nos encontrarmos pelo resto de nossa vida, nós vos pedimos:

R. - : "Deus da Paz, escutai nossa prece."

* Para compreender e praticar a não-violência criativa de Jesus e obedecer as suas palavras: "Guarda tua espada!", "Sê misericordioso como Deus é misericordioso", "Ame os inimigos", nós vos pedimos:

R. - : "Deus da Paz, escutai nossa prece."

* Para conhecer e adorar Deus, como o Deus da Paz e da Não-Violência, "que faz o sol se levantar sobre os bons e os maus e a chuva cair sobre os justos e os injustos", para tornar-nos operador@s de paz, comprometid@s em fazer acabar as guerras e em promover a cultura da não-violência, e assim, cumprir nossa vocação de filhos e filhas amad@s do Deus da Paz, nos vós pedimos:

R. - : "Deus da Paz, escutai nossa prece."

* Pela Igreja, para que seja uma comunidade global que pratica o Evangelho da Não-Violência, para que nunca mais abençoe a violência ou justifique a guerra, para que apoie e abençoe as campanhas não-violentas pela justiça e pela paz, e para que sempre transmita, pratique e inspire a Não-Violência de Jesus, nós vos pedimos:

R. - : "Deus da Paz, escutai nossa prece."

* Pelo fim da guerra, da pobreza, da fome, do racismo, do sexismo, das execuções, da tortura, do aborto, das armas nucleares, do aquecimento global e de todas as formas de violência, nós vos pedimos:

R. - : "Deus da Paz, escutai nossa prece."

* Pela vinda de uma nova geração de operador@s de paz, de educador@s, profetas, apóstol@s, heróis e sant@s do Evangelho da Não-Violência, capazes de transformar o mundo para a não-violência, de animar-nos a rejeitar a guerra e as armas nucleares, de reconciliar-nos e criar uma nova cultura da paz e não-violência, nós vos pedimos:

R. - : "Deus da Paz, escutai nossa prece."
* Outras preces, de maneira silenciosa ou em alta voz, de acordo com o desejo do grupo.


Oração: Deus da Paz, nós vos agradecemos por acolher estas preces, as que guardamos em nosso coração e as de toda a raça humana. Nós vô-las oferecemos em nome de Jesus, nosso irmão, Boa Nova da Não-Violência. Amém.

A oração do Senhor

Antes de recitar a Oração do Senhor e pedir a vinda sobre a terra do Reino de Deus da Não-Violência e do perdão de Deus, permaneçamos em silêncio. Façamos memória das pessoas que, de alguma maneira, nos feriram e perdoemo-las para pedir a Deus que nos perdoe "como perdoamos a quem nos tem ofendido".

(Silêncio)

Oração do Pai Nosso ...

Compromisso pela Não-Violência

Quem quiser, poderá proclamar o compromisso pela não-violência, na intenção de praticá-lo para viver a Não-Violência de Jesus pelo resto da vida:

Em nome do Deus da Paz e de Jesus, Boa Nova da Não-Violência, hoje, eu me comprometo a viver, praticar e transmitir a Não-Violência de Jesus,

- renunciar à violência e não cooperar com o mundo da violência;

- amar a todo ser humano como uma irmã, um irmão;

- responder com o amor e não revidar com a violência;

- perdoar a quem me fere e reconciliar-me com todos e todas;

- aceitar o sofrimento que acontecer no trabalho pela paz, em vez de infligir outro sofrimento;

- viver sobriamente, em harmonia com a criação;

- trabalhar com outras pessoas para acabar com a guerra, a pobreza, as armas nucleares, o aquecimento global e toda forma de violência;

- seguir o caminho da Não-Violência de Jesus até a Cruz, rumo à vida nova da Ressurreição, consciente de que minha vida está nas mãos de Deus; a Vida, o Amor e a Paz são mais fortes do que a morte, o ódio, a guerra;

- buscar o Reino de Deus da Não-Violência pelo resto de minha vida;

- promover e transmitir a mensagem evangélica da Não-Violência.

Possa o Deus da Paz dar-me a graça e a força de cumprir este compromisso e fazer de mim um instrumento de sua Paz.

Oração Final


Rezemos (momento de silêncio)

Deus da Paz, nós vos agradecemos por chamar-nos a seguir Jesus no caminho da Não-Violência por itinerários de Paz. Ajudai-nos a ser o povo santo do Evangelho, Boa Nova da Não-Violência. Nós vos pedimos de desarmar nosso coração para ser instrumentos a serviço do vosso amor que desarma. Fazei da Igreja uma comunidade global do Evangelho da Não-Violência que rejeita a guerra e irradia o vosso amor e a vossa paz.

Dai-nos a vossa bênção para que nos amemos uns aos outros e aos nossos inimigos, que nos reconciliemos com todo mundo, que resistamos à injustiça e difundamos a prática da não-violência. Dai-nos um mundo novo sem guerra, pobreza, armas nucleares, aquecimento global ou violência. Dai-nos o vosso Reino de Não-Violência, aqui e agora.


Bênção final

Canto final e partilha de um sinal de Paz:

- Que o Deus da Paz, que vos ama infinitamente, vos abençoe com toda bênção, Ele que é o Criador da Paz, o Cristo da Paz e o Espírito Santo da Paz. Amém!
R – Amém!
- Que a Paz de Cristo esteja com vocês!
R – Contigo também. Amém!
- No fim desta celebração pela não-violência e pela paz, saudemo-nos uns aos outros com um sinal de paz. Vamos na paz que nos dá Jesus, Boa Notícia da Não-Violência.

R – Amém!

Dia Internacional da Não-Violência

Queridas irmãs e irmãos em Cristo,

No dia 2 de outubro comemoramos o Dia Internacional da Não-Violência! – DE ORAÇÃO - http://jpicformation.wikispaces.com/

Convidamos a todos para celebrar, com os membros de sua comunidade, seguindo a proposta de oração anexa traduzida para 16 línguas.
Poderão utilizar esta celebração e adaptá-la de acordo com seu grupo de partilha.
Está disponível no sito: http://jpicformation.wikispaces.com/PT_2outubro
Divulgue ao máximo este evento.
Se fizerem traduções para mais outras línguas, por favor envie-nos uma cópia.

Unidos em Cristo…
Comissão de Justiça, Paz e Integridade da Criação Secretariado USG/UISG

Dia de Nossa Senhora das Dores

Simeão disse a Maria: “Uma espada trespassará a Tua Alma” Lc 2,35


Ave Maria, cheia de graça, o Senhor é convosco.
Bendita sois Vós entre as mulheres, bendito é o fruto de Vosso ventre, Jesus.
Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém.

14 de setembro de 2009

Coroa das sete dores de Nossa Senhora...



Coroa das sete dores de Nossa Senhora

No início : 1 Credo, 1 Pai Nosso e 1 Ave Maria
[Primeira dor] - A dor que sentiu o Seu Coração Virginal com a Profecia de Simeão.
(1 Pai Nosso e 7 Ave Maria)

[Segunda dor] - A angústia que sentiu, ao ter que fugir, com São José e Seu Menino Deus, para o Egipto.
(1 Pai Nosso e 7 Ave Maria)

[Terceira dor] - A aflição que Ela sentiu quando perdeu por três dias o Seu tesouro: Jesus
(1 Pai Nosso e 7 Ave Maria)

[Quarta dor] - A tristeza mortal que Ela sofreu ao ver Seu Filho carregando a Cruz, por nossos pecados.
(1 Pai Nosso e 7 Ave Maria)

[Quinta dor] - O martírio do Seu Coração generoso, assistindo a Agonia que passava o Salvador.
(1 Pai Nosso e 7 Ave Maria)

[Sexta dor] - A ferida que sofreu Seu Coração, ao ver trespassado o Coração de Seu Filho.
(1 Pai Nosso e 7 Ave Maria)

[Sétima dor] - O desconsolo e desamparo que Ela sofreu, no sepultamento do Redentor.
(1 Pai Nosso e 7 Ave Maria)

No final: 1 Salve Rainha

12 de setembro de 2009

Memória de Nossa Senhora das Dores


Quero ficar junto à cruz, velar contigo a Jesus e o teu pranto enxugar"!

Assim, a Igreja reza a Maria neste dia, pois celebramos Sua compaixão, piedade; Suas sete dores que encontraram seu ponto mais alto no momento da crucifixão de Jesus. Esta devoção deve-se muito à missão dos Servitas – religiosos da Companhia de Maria Dolorosa – e sua entrada na Liturgia aconteceu pelo Papa Bento XIII.

A devoção a Nossa Senhora das Dores possui fundamentos bíblicos, pois é na Palavra de Deus que encontramos as sete dores de Maria: o velho Simeão, que profetiza a lança que transpassaria (de dor) o Seu Coração Imaculado; a fuga para o Egito; a perca do Menino Jesus; a Paixão do Senhor; crucifixão, morte e sepultura de Jesus Cristo

Nós, como Igreja, não recordamos as dores de Nossa Senhora pelas dores, mas sim, porque também, pelas dores oferecidas, participou ativamente da Redenção de Cristo. Desta forma, Maria, imagem da Igreja, está nos apontando para uma Nova Vida, que não significa ausência de sofrimentos, mas sim oblação de Si para uma Civilização do Amor.

Nossa Senhora das Dores, rogai por nós!

7 de setembro de 2009

Efatá

"Dizei às pessoas deprimidas: 'Criai ânimo, não tenhais medo! Vede, é vosso Deus, é a vingança que vem, é a recompensa de Deus; é ele que vem para nos salvar'. Então se abrirão os olhos dos cegos e se descerrarão os ouvidos dos surdos. O coxo saltará como um cervo e se desatará a língua dos mudos, assim jorrarão torrentes no ermo. A terra árida se transformará em lago, e a região sedenta, em fontes de água."

Quando lemos o livro do profeta Isaías sentimos nossa alma se refrescar na esperança de que o Senhor nosso Deus está sempre atento e pronto a nos mostrar um novo caminho cheio de flores, doces frutos e lindas fontes de água pura e fria.

A liturgia desta semana nos diz, neste mês da Bíblia, que devemos nos abrir "Efatá!, abra-te!", é o Senhor falando através da Igreja que devemos nos abrir à sua Palavra, aos irmãos e aos desafios que tudo isso nos traz. Por isso o Senhor nos diz "abre-te, mas com caragem e ânimo, pois estou contigo".

É lindo contemplar a caridade de Jesus quando com sua própria saliva toca a língua do homem mudo e o faz falar novamente, trazendo-o de volta ao convívio dentro de uma sociedade seletista, quando tocando seus ouvidos o faz livre para ouvir a palavra de Deus.

Que do mesmo modo como libertou a audição e a fala daquele homem, possa Jesus salvar-nos também das correntes da falta de tempo para ouvir e proclamar a Palavra de Deus entre os povos

Que nossa vida seja um eterno brotar de águas no deserto, onde muitas vidas sedentas venham saciar sua sede de Deus através de nosso testemunho de fé e ação. Paz irmãos! Criai ânimo, e não temais, pois o Senhor é conosco.

Buscai primeiro...!




"Quem dentre vós dará uma pedra a seu filho, se este lhe pedir pão? E, se lhe pedir um peixe, dar-lhe-á uma serpente? Se vós, pois, que sois maus, sabeis dar boas coisas a vossos filhos, quanto mais vosso Pai celeste dará boas coisas aos que lhe pedirem. "Tudo o que quereis que os homens vos façam, fazei-o vós a eles..." "

(Mateus 7,11-12)


Enviado por Heloneyda Marques




--
Ave Maria, cheia de graça, o Senhor é convosco. Bendita sois Vós entre as mulheres, bendito é o fruto de Vosso ventre, Jesus. Santa Maria, Mãe de Deus, rogai por nós, pecadores, agora e na hora de nossa morte. Amém.

3 de setembro de 2009

Setembro - Mês da Bíblia

"A Bíblia é a Palavra de Deus semeada no meio do povo,
que cresceu, cresceu e nos transformou,
ensinando-nos a viver um mundo novo."

26 de agosto de 2009

Missão dos noviços servitas em Sena Madureira


A fim de concretizar um pouco mais carisma do serviço e presença junto ao povo, de viver na prática as teorias que o noviciado oferece, os noviços de Rio Branco (AC), fizeram alguns dias de missão junto ao povo ribeirinho do Rio Purus, no imenso território da paróquia de Sena Madureira. A proposta era partilhar com eles um pouco da formação básica para missionários elaborada pela Diocese de Rio Branco, incluindo os seguintes temas: Evangelho de Marcos, Igreja, Santos, Imagens, Devoção à Nossa Senhora, Compromissos do Batismo, etc. Ao final, retornaram enriquecidos pela valiosa simplicidade daquelas comunidades acolhedoras.

No dia 15 de julho partiram de Rio Branco para Sena Madureira. Ao chegarem, foram hospedados no Centro de Treinamento da respectiva paróquia. A quinta-feira, dia 16, foi o momento de prepararem os cartazes, os mapas; organizar as equipes; arrumar tudo o que levariam nos dias seguintes para a pequena estadia à beira do Rio Purus. Ao amanhecer do dia 17, após uma oração de envio, partiram de Sena Madureira. A embarcação era uma canoa aberta motorizada, pois o batelão havia ficado do outro lado da balsa, e não havia possibilidades de buscá-lo. A viagem foi boa, com toda a bela vista que a floresta amazônica oferece, mas o sol não teve piedade. Chegaram à primeira comunidade, na Praia dos Paus, por volta das 13h no horário de Rio Branco – 12h no horário local. Ali desembarcaram os freis Davi, Moisés, Victor (noviços) e Vilson (da OSSM de Turvo). Os demais, isto é, freis Ezequiel, Josemir e Pedro seguiram em viagem até às 16h, quando chegaram à comunidade São Miguel.

1. Comunidade São Lucas
A primeira turma (Davi, Moisés, Victor e Vilson) ficou na Praia dos Paus, onde se encontra uma igreja em construção dedicada a São Lucas. Eles foram hospedados junto à simpática família do coordenador da comunidade, que aproveitou desta primeira tarde para mostrar-lhes a localidade. Na tardezinha, quando o sol começava a declinar, reuniu-se a comunidade na pequena igreja para uma dinâmica de apresentação, músicas e oração, além de decidir os horários dos dias seguintes. No sábado, levantaram cedo, e já encontraram o pessoal da comunidade trabalhando, voltando do rio carregando seus peixes, preparando o café, e tudo o mais. Na parte da manhã e à tarde se encontravam com a comunidade para formação. Terminavam o dia com uma oração na capela. No domingo, a parte da manhã foi semelhante. À tarde, por volta das 15h fizeram a celebração da Palavra para encerrar o encontro. Aproveitaram o restante da tarde para visitar todas as casas da comunidade acompanhados por uma moradora e algumas crianças. Aliás, o número de crianças superava o número de adultos na comunidade.

A comunidade visitada deixou nos missionários a impressão de um povo simples, mas muito acolhedor, fraterno e devoto. A alegria que aqueles ribeirinhos compartilharam com os visitantes deixou nestes a disposição para retornarem mais vezes no futuro.



2. Comunidade São Miguel
Nesta comunidade estavam frei Pedro Lucietti e os noviços Ezequiel e Josemir. Foram bem acolhidos pela comunidade, que já os esperava, e alegremente foram se reunindo ao chegar a noite. Naquele dia, 17 de Julho, rezaram o Terço na capela da comunidade e combinaram as atividades do dia seguinte. Encontraram um povo paciente, com uma mentalidade mais tranqüila, sem se preocupar com a correria do dia-a-dia da cidade, mas comprometido com sua fé e preocupado em esclarecer e aprofundar seus conhecimentos.

Foi assim que iniciaram a partilha de alguns tópicos da formação básica da Diocese de Rio Branco, que se estendeu de Sexta até Domingo pela manhã, sendo o Domingo de tarde reservado a um belo passeio de cavalo. Um outro aspecto que muito chamou atenção foi a vivência comunitária e a partilha entre aquelas pessoas que se consideravam como uma só família, preocupando-se uns com os outros. No Domingo à noite, reuniu-se o pessoal da comunidade para ir à uma outra nas proximidades para fazer em comum a celebração.

3. Conclusão

Na segunda-feira pela manhã, os dois grupos se reuniram e retornaram à Sena Madureira alegres e enriquecidos pela nova experiência. Foram apenas três dias de missão, mas o suficiente para alimentar nos noviços o desejo de repetir e ampliar esta experiência no futuro, uma experiência pastoral feita em comunidade, aos moldes dos Sete Primeiros Pais. Uma experiência que os fez conhecer um pouco a face Missionária da Igreja.





Frei Davi M. Dagostim Minatto
Frei Ezequiel M. Zanelatto Minatto
Frei Josemir Alcioni Cardoso
Frei Moisés de Oliveira Coelho
Frei Victor Jaime

24 de agosto de 2009

Lançado o livro sobre a Catedral de frei André Ficarelli

Lançado o livro "50 anos da Catedral Nossa Senhora de Nazaré - Você faz parte dessa história!" de Frei André Ficarelli, osm. Dia 14 de agosto de 2009. Auditório frei André. Clique na foto com link para o álbum!


lancamento livro 14 agosto 2009

19 de fevereiro de 2009

Súplica à Virgem das Lágrimas


Virgem das Lágrimas, socorrei-nos:
Com a luz que irradia de tua Bondade, com o amor que brota de teu Coração, com a paz, Vós que sois Rainha da Paz.
Com toda confiança, te apresentamos nossa súplica:
Aqui estão nossas penas para que nos ajudes, nossos corpos para que nos sares, nossos corações, para que os enchas de contrição e caridade, nossas almas, para que obtenhas sua salvação.
Recordai, o Coração doloroso e Imaculado que ante tuas Santas Lágrimas, Jesus não te nega nunca nada.
Dignai-vos pois, Mãe Santa, a unir nossas lágrimas as Tuas, para que teu divino Filho nos conceda a graça... (faz-se aqui o pedido) que com tanto ardor te imploramos.

Mãe amantíssima, das lágrimas e da misericórdia, tem piedade de nós !

10 de fevereiro de 2009

Consagração a Nossa Senhora de Nazaré

Senhora de Nazaré, da antiga raiz de Jessé, da casa real de Davi, descendente de São Joaquim e de Sant'Ana, sempre que a angústia, o medo e a solidão me abatem, me entrego em teus braços, ó mãe. Como criança carente em busca de alívio, carinho e proteção, mergulho em teu coração imaculado e consagro a ti querida mãe, o meu passado e todas as minhas lembranças, o momento presente e todas as suas aflições, o meu futuro e a vida eterna que Deus me reserva no céu.
O sacramento do batismo, que um dia recebi, me tornou um filho de Deus e filho teu ó mãe. E fez-me também herdeiro do Seu reino. Por isso, venho agora renovar, diante de ti, ó Virgem de Nazaré, as promessas do meu batismo. E para que possa ser fiel a elas até o fim de minha vida, peço a tua intercessão junto ao teu filho Jesus. Doce Senhora de Nazaré, a ti consagro, agora, as minhas aspirações, meus projetos, meus sonhos, minha missão, minhas realizações, tudo o que tenho e tudo o que sou. Consagro também todos os dias restantes de minha vida terrena, pedindo por eles a tua intercessão e a tua bênção materna, para que sejam dias serenos, cheios de paz e de muitas graças. Quero também te consagrar desde já, Senhora de Nazaré, o momento de minha morte quando, por tuas mãos e amparado pelos braços de teu esposo São José, poderei, finalmente, ver o teu rosto, abraçar teu Filho Jesus e contemplar a glória do Pai, no amor infinito do Espírito Santo. Amém!

Revista Somos Servos Junho 2014

Seguidores

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *