6 de abril de 2010

Maria aos pés da cruz!

No Calvário, Maria permanece junto à cruz com as outras mulheres e com o apóstolo João. A Mãe e o discípulo recolhem espiritualmente o testamento de Jesus: suas últimas palavras e seu último suspiro. Neste último suspiro Ele começa a irradiar o Espírito; Maria e João recolhem o grito silencioso de seu Sangue, derramado, inteiramente, por nós (cf. Jo 19, 25-34).

Maria sabia a origem deste precioso sangue: por obra do Espírito Santo, o Sangue de Jesus fora formado nela, e ela sabia que este mesmo "poder" criador ressuscitaria seu Filho, Jesus, assim como Ele havia prometido. Destarte, a fé de Maria sustentou a fé dos discípulos até o encontro com Jesus ressuscitado, e manteve-se, acompanhando-os após a Ascensão ao Céu, na espera do "Batismo no Espírito Santo" (cf. At 1, 5).

No momento de Pentecostes, a Virgem Maria aparece novamente como Esposa do Espírito Santo, através da maternidade universal para com todos os que são gerados por Deus, na fé em Cristo Jesus. Eis porque Maria é, para todas as gerações, a imagem e o modelo da Igreja que, com o Espírito Santo avança no tempo, invocando o retorno glorioso de Cristo: "Vem, Senhor Jesus!" (cf. Ap 22, 17-20).

Bento XVI
Vigília Mariana de sábado, 20 de maio de 2009

Seguidores

Google+ Followers

Viva Nossa Senhora!

Wikipedia

Resultados da pesquisa

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Follow by Email