2 de abril de 2010

DÉCIMA PRIMEIRA ESTAÇÃO: Jesus é pregado na Cruz

V. Adoramus te, Christe, et benedicimus tibi.
R. Quia per sanctam crucem tuam redemisti mundum.

Do Evangelho segundo Marcos 15, 25-27

Eram nove horas da manhã quando o crucificaram. O letreiro com o motivo da condenação dizia: “O Rei dos Judeus”! Com ele crucificaram dois ladrões, um à direita e outro à esquerda.


MEDITAÇÃO

Jesus é pregado na cruz. Uma tortura tremenda. E enquanto está suspenso na cruz, muitos são aqueles que o escarnecem e provocam: “A outros salvou... a si mesmo não pode salvar! ... Confiou em Deus; que o livre agora, se é que Deus o ama! Já que ele disse: Eu sou o Filho de Deus” (Mt 27, 42-43). Assim foi escarnecida não somente a sua pessoa, mas também a sua missão de salvação, aquela missão que Jesus estava levando a cumprimento precisamente na cruz.

Mas, no seu íntimo, Jesus conhece um sofrimento incomparavelmente maior, que lhe faz irromper num grito: “Meu Deus, meu Deus, por que me abandonastes?” (Mc 15,34). Trata-se, é verdade, das palavras do início de um Salmo, que se conclui com a reafirmação da plena confiança em Deus. E, todavia, são palavras para levar-se totalmente a sério, que exprimem a maior prova a qual Jesus esteve submetido.

Quantas vezes, no meio de uma provação, pensamos que fomos esquecidos ou abandonados por Deus. Ou somos tentados a concluir que Deus não existe.

O Filho de Deus, que bebeu até ao fundo o seu cálice amargo e, depois, ressuscitou dos mortos, nos diz, ao invés, com todo o seu ser, com a sua vida e a sua morte, que devemos confiar em Deus. Nele podemos crer.



Todos:

Pater noster, qui es in cælis;
sanctificetur nomen tuum;
adveniat regnum tuum;
fiat voluntas tua, sicut in cælo et in terra.
Panem nostrum cotidianum da nobis hodie;
et dimitte nobis debita nostra,
sicut et nos dimittimus debitoribus nostris;
et ne nos inducas in tentationem;
sed libera nos a malo.

Sancta Mater, istud agas,
Crucifixi fige plagas
cordi meo valide.

Seguidores

Google+ Followers

Viva Nossa Senhora!

Wikipedia

Resultados da pesquisa

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Follow by Email