14 de dezembro de 2008

Um dia Jesus subiu a montanha para rezar e quando voltou encontrou uma multidão que o aguardava, e no meio de tantas pessoas estavam alguns doutores da lei e fariseus que traziam uma mulher chamada de adúltera. Sem nome, sem família, sem chance, apenas uma criatura que era alvo das penalidades da lei e aguardava por um apedrejamento. Em resumo, essa era a condição da mulher descrita no Evangelho narrado por São João, não havia mais saída, ela não valia mais nada.
Quando chegou diante do Senhor ela não tinha mais esperanças, não conseguia mais visualizar nenhuma saída para seu problema, já havia sido julgada e condenada pelos homens e pela lei. Podemos até imaginar a cena onde a mulher, abatida por seu pecado, perecia no meio de seus algozes, porém, na sua frente estava o Caminho para sua salvação, Jesus. Quantos traumas, feridas, moléstias espirituais, quanta dor deveria sentir a mulher pecadora, que habituada a viver seu pecado, tinha a visão turva e a vida maculada.
É impressionante o modo como Jesus agiu na vida daquela mulher, pois no instante em que ela lhe foi apresentada Jesus já percebeu o que ela precisava: perdão. Jesus olhou para a mulher e disse: "pode ir, eu também não condeno você".
A experiência da mulher pecadora deixa claro para todos nós que para Jesus o importante não é o que fizemos, mas o que podemos fazer e o que podemos ser diante Dele. Para Jesus o importante é que todo homem e mulher possam viver a salvação.
Sempre que realizava um milagre no meio do povo Jesus dizia "seus pecados estão perdoados", mas como era difícil para as pessoas entenderem o que isso significava Ele dizia "tua fé te curou", ou seja, o perdão que vem de Deus é fonte de cura, e apenas podemos ser curados se vivemos o perdão, recebendo-o e dando-o.
Deus vê o ser humano como criatura primordial e jamais vai condenar alguém, pois não é um juiz condenador, mas um pai amável que é capaz de perdoar até o inacreditável. Para o coração santo de Deus nada é impossível, e ninguém está definitivamente perdido ou condenado. Nós é que as vezes vivemos uma vida de condenação.
Basta olhar também para o ladrão que foi crucificado ao lado de Jesus no calvário, um homem sem valor, ele servia somente para morrer e Jesus o amou tão profundamente que o levou para o céu no mesmo instante. Jesus nunca tinha visto a mulher adúltera e muito menos o ladrão crucificado, mas foi capaz de dar-lhes o bem mais precioso, o perdão, a salvação. Imagine a nós que Ele conhece, o que não é capaz de fazer!
Nosso Deus é apaixonado pelos miseráveis, doentes e desprezados socialmente. Deus tem a incrível capacidade de amar seres desprezíveis e foi por isso que o Filho do Homem veio habitar nesta terra, para provar que julgar e condenar não é a solução, mas que o amor e o perdão são fontes inesgotáveis de cura e libertação que levam direto para a salvação, direto para o céu.
Portanto, podemos afirmar que qualquer ser humano que habite esta terra tem todas as características necessárias para entrar no reino de Deus, pois somos suas criaturas, feitas a sua imagem e semelhança, e por mais que tenhamos nos afatado dos caminhos que levam aos céus, sempre há esperança e oportunidade para nós.
É provável que tenhamos surpresas ao chegarmos aos céus! Vamos ficar admirados e pensando: este chegou até o céu! este não era o pecador?
Somos tão humanos que não conseguimos compreender o plano divino de salvação que está no coração do Pai, um coração que não exclui ninguém.
Para entrar no céu é necessário viver o perdão. Perdão as vezes fácil de pedir, mas sempre tão difícil de viver.
Estamos no advento, tempo de espera e preparação, e nada melhor que fazer a experiência do perdão para esperar Jesus em sua segunda vinda gloriosa. Ao encontrar-se com Jesus a mulher pecadora viu, um a um, seus algozes indo embora e com eles suas culpas e feridas. Assim também é conosco hoje, quando nos aproximamos de Jesus todas as nossas feridas são curadas e o pecado que outrora ia a nossa frente é vencido pela vida que vem do Salvador.
Que possamos viver a linda experiência do perdão que cura!
Paz dos céus.

Seguidores

Google+ Followers

Viva Nossa Senhora!

Wikipedia

Resultados da pesquisa

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Follow by Email