ZENIT - O mundo visto de Roma

Fides News Português

Gaudiumpress Feed

5 de setembro de 2008

Dia de preservar

5 de setembro de 2008, Dia da Amazônia.
A Amazônia ocupa uma área de mais de 6,5 milhões de quilômetros quadrados e faz parte de nove países americanos: Brasil, Venezuela, Colômbia, Peru, Bolívia, Equador, Suriname, Guiana e Guiana Francesa, sendo que 85% de toda essa imensa floresta está sob a responsabilidade do povo brasileiro, cerca de 5 milhões de quilômetros quadrados da mais diversificada fauna e flora do planeta. A nação brasileira tem em suas mãos parte grandiosa de um tesouro incalculável que Deus deixou para a humanidade.
E neste dia tão especial a Liturgia da Igreja, através da Carta de São Paulo aos Coríntios, vem nos falando sobre os servidores de Cristo que administram o tesouro, o mistério de Deus aqui nesta terra. Os servidores de Cristo (que breve voltará) somos nós, que temos sob nossa responsabilidade 85% da Amazônia! Não é incrível?
Diariamente a voz da Igreja clama por servos que tenham zelo pelo serviço, servos sensíveis ao Reino de Deus, servos preenchidos da mais perfeita caridade capaz de lutar para renovar o que já está se perdendo, servos que são pontinhos de luz no meio da escuridão. Diarimente milhões de católicos espalhados pelo mundo meditam sobre a palavra e a vontade de Deus em suas vidas, porém, o tesouro que Deus deixou sob nossa responsabilidade cada dia é mais sacrificado por nossas ambições ou descaso. Ou será que lugares como a Amazônia não fazem parte do tesouro de Deus? O fato é que temos nos preocupado demais com templos lotados de fiéis, com joelhos marcados pela adoração, com lágrimas derramadas em nome de Jesus mas estamos esquecendo que fé é decisão, é ação e cuidado com a criação de Deus. Parece que temos esquecido que Igreja é povo que se organiza e luta pela libertação dos oprimidos e pela preservação do mundo no qual vivemos e do qual necessitamos.
Em poucos dias o mundo vai ser palco de uma grande experiência. Um grupo de cientistas patrocinados por várias nações irá produzir algo semelhante ao BIG BANG, a grande explosão que segundo teorias científicas parece ter gerado a energia da qual somos provenientes; um lugar imenso, são quilômetros construídos debaixo do solo onde pequenas partículas produzirão uma grande explosão a partir da qual será gerada muita energia, e nem temos certeza do que pode ocasionar! Você já imaginou quantos anos de estudo e quantos bilhões de dólares são necessários para que isso aconteça? Imagine quanto esforço e inteligência humana serão necessários para o sucesso dessa experiência! Certamente não é pouco. O homem tem evoluído muito, pois não é suficiente pisar na Lua ou instalar sondas em Marte, agora queremos reviver o BIG BANG. Queremos criar outro universo? Será que é isso? Será que somos capazes?
Este fato vem nos ensinar que estamos gastando tempo e dinheiro em querer criar um universo nosso e que mais uma vez estamos querendo passar adiante de Deus e de sua criação, porém, ao mesmo tempo que queremos brincar de Deus estamos também a destruir o que Ele criou. Afinal, quantos bilhões de dólares são necessários para não jogar lixo nos rios? Quantos bilhões de dólares são necessários para compreender que a floresta não vai resistir se não pararmos de desmatar e deixar viver a fauna? Quantos bilhões de dólares são necessários para entender que o povo da floresta precisa da floresta para viver? Quantas vidas ainda precisam ser ceifadas para que a humanidade compreenda que precisa de oxigênio para manter o organismo funcionando? E do que adianta a preocupação em descobrir como o universo foi criado se não estamos preocupados em cuidar do que já temos? Parece ser um passo atrás.
Os "clarões" dentro da Amazônia cada dia são maiores, os rios outrora caudalosos agora sofrem com mais intensidade na época da estiagem e as plantas e bichos sofrem o medo da extinção. Irmãos, também nós somos passíveis de extinção. Pois sem as plantas, rios e bichos quem é o homem? O ser fisicamente mais frágil dentre toda a criação, feito a imagem e semelhança de Deus, mas tantas vezes desprovido do sentimento de responsabilidade de cuidar daquilo que Deus lhe deu como herança.
Você pode está se perguntando o que o cristão tem a ver com todo esse discurso sobre BIG BANG, criação do universo e pesquisas científicas. Temos tudo a ver com isso. Somos responsáveis pela conscientização do povo de Deus, somos responsáveis pela preservação da floresta e do planeta, pois o mundo não é resposabilidade apenas dos governos ou das grandes organizações privadas que realizam campanhas ambientais para obter incentivos fiscais do governo, o planeta é responsablidade nossa! Sobretudo é responsabilidade do povo brasileiro e cristão católico que vive e se beneficia diariamente dos recursos que a Amazônia oferece caridosamente. O cristão precisa fazer a diferença levando ao mundo o discurso de Paulo que diz que precisamos ser administradores fiéis do Reino de Deus, sem jamais esquecer que a Terra, e mais especificamente a Amazônia é responsabilidade do cristão, pois a floresta nada mais é do que uma pontinha do céu aqui nesta vida.
O que vamos responder quando Deus perguntar sobre o que fizemos para cuidar do Reino aqui?
Se não somos capazes de cuidar do meio ambiente será que seremos capazes de cuidar das coisas do alto? Se não temos sensibilidade para preservar a vida, será que teremos sensibilidade para entrar no paraíso e viver na glória de Deus?
Precisamos refletir e não tardar em cuidar.
Paz irmãos! Que a Virgem Santíssima interceda por nós nos céus, e hoje em especial, que interceda pela Floresta Amazônica.