ZENIT - O mundo visto de Roma

Fides News Português

Gaudiumpress Feed

19 de outubro de 2007

21 de Outubro - Dia Mundial das Missões

Querida Isla

Cumprimento-a às vésperas do dia Mundial das Missões.

Quando conheci o vosso blog, prometi mandar-vos uma mensagem por ocasião do mês das missões, porque sou missionária. Faço-o às vésperas do Dia Mundial das Missões, prestes a celebrar o 24º ano de vida missionária nestas terras de Angola.

No dia 23 de Outubro de 1983, na Basílica de São Paulo, Apóstolo, em Roma, junto com muitos/as outros/as missionários/as celebramos e recebemos o envio missionário; O “IDE” da boca do saudoso Papa João Paulo II. Partimos naquela mesma noite: Roma –Luanda, 4 irmãs brasileiras, Filhas de Maria Auxiliadora (Salesianas de D. Bosco). Uma de S. Paulo, uma de Recife, uma de Porto Alegre e eu de Minas Gerais.

Em Roma tínhamos feito uma preparação para a missão onde nos ensinaram um novo modo de ser missionário: não levar nada, ou seja: lembraram-nos a palavra do próprio Jesus: “não leveis muitas coisas”. Vínhamos fundar a primeira comunidade em Angola (Luanda). Não tínhamos casa e nada do que compõe uma casa. Tínhamos a nossa mala de 20 quilos com roupas pessoais, um sacrário, uma imagem de Nossa Senhora Auxiliadora e cada uma a sua Bíblia e as Constituições do nosso Instituto.

Chegamos em um país que estava em guerra havia 10 anos (desde quando deixara de ser colónia de Portugal) e que tinha assumido o regime Comunista. Éramos todas professoras, mas devido ao regime, não aceitaram religiosas nas escolas. As escolas religiosas e os seminários tinham sido tomados pelo estado. Começamos a trabalhar junto dos salesianos na Paróquia S.Paulo em Luanda. Só eram permitidos trabalhos pastorais e dentro das paróquias ou capelas.

Deus ia à nossa frente: como havia multidões (não estou a exagerar) de crianças e jovens, nossos destinatários por carisma, começamos a investir todo o nosso tempo, forças, criatividade na catequese, nos grupos juvenis, nos oratórios, nas atividades promocionais: costura, bordado, artesanato, datilografia, teatro. QUE REVOLUÇÃO!!!

Era apenas o começo, não dá para contar tudo. Mas os milagres se sucederam, a língua comum nos ajudava, a adesão do povo, dos jovens, a fraternidade e ajuda dos bispos que nos acolheram, a fraternidade dos missionários que já estavam e nos apoiavam, experimentamos na pele o “vede como se amam”, a nossa união com as populações, o investirmos tudo para o povo angolano, nos fizeram felizes pelo grande acolhimento que percebíamos. Os obstáculos eram superados, muitos benfeitores de outros países nos ajudavam na alimentação, na aquisição de material para a pastoral e foi possível crescer, criar melhores condições.

Ficamos 20 anos em guerra, pisamos minas e vimos obuses caírem a metros de nós, mas Deus nos livrou de todos estes leões modernos.

No dia 24 de Outubro abriremos as grandes celebrações dos nossos 25 anos de presença salesiana nestas terras. Temos cinco casas-comunidades, somos 27 irmãs de 9 nacionalidades, 10 são angolanas e já recebemos voluntários de várias nacionalidades.

Qualquer curiosidade é só perguntar…

Um grande abraço.

Ir. Graça (FMA)

No mês que a Igreja dedica às missões, Somos Servos recebe de Deus um lindo presente! O testemunho de amor e bravura vivido por servas fiéis. Ir. Graça é religiosa missionária, e como você leu vive na África, a serviço do Reino! Conheceu o blog quando buscava reflexões sobre a palavra de Deus na internet! E dedica a cada um de nós o testemunho de que Deus cumpre o que promete.
Obrigada Ir. Graça! Seu testemunho causa encanto e ardor missionário em todos nós! Que o Senhor da Vida derrame sobre sua comunidade e sobre todo o povo africano Suas bençãos de amor e ternura.
Domingo, dia 21 de outubro, é o Dia Mundial das Missões! Você já pensou em como vai viver este dia?
Paz queridos irmãos!