ZENIT - O mundo visto de Roma

Fides News Português

Gaudiumpress Feed

9 de agosto de 2007

Vocação - Um chamado II

Voltando ao assunto a cerca da Vocação, quero apresentar alguns outros argumentos que me chegam para ajudar aos que estão em dúvidas. Claro que trato aqui da vocação religiosa, mas o caminho é o mesmo. Em momento oportuno falarei sobre a vocação matrimonial.

Muitos duvidam do chamado e ficam o resto da vida incompletos, pois como falávamos antes, atender a vocação nos torna mais completos. Como iniciar essa escuta, creio que aqui cabe primeiramente um discernimento que poderíamos chamar de humano, é preciso primeiramente, sentir no seu interior um chamado de Deus, desejar trabalhar para o reino de Deus e ter uma causa bem definida. Por exemplo, algumas pessoas gostam de trabalhar diretamente com os pobres, outras com as crianças, outras com pessoas idosas. É a partir desse sentimento interior nascido no coração da pessoa é que ela vai discernindo para que lado ela vai se movimentar, porque existem Congregações que são voltadas para o trabalho com a infância, outras com colégios, outras com hospitais, e há também as Congregações de vida de oração pura, as de clausura, chamadas Contemplativas. Quanto aos requisitos, uma coisa muito boa que o direito Canônico fala é a respeito da saúde física, emocional e uma certa maturidade humana. Por exemplo, pessoas com problemas sérios e muito traumatizadas podem carregar problemas consigo, criando dificuldades dentro da comunidade. Portanto, esses problemas devem ser resolvidos antes de entrar numa vida religiosa.

Volto depois ainda tratar desse assunto, que possa está ajudando a você encontrar o caminho da sua completa felicidade, isso rogo a Deus!!!