ZENIT - O mundo visto de Roma

Fides News Português

Gaudiumpress Feed

23 de agosto de 2007

Jesus encontra a Sua Mãe no caminho do Calvário

Apelo às mães de Jerusalém. Enquanto o conduziam, agarraram um certo Simão de Cirene, que vinha da lavoura, e o encarregaram de levar a cruz atrás de Jesus. Seguia-o grande multidão de povo e de mulheres que batiam no peito e o lamentavam. Voltando-se para elas, Jesus disse: "Filhas de Jerusalém, não choreis por mim! Chorai por vós mesmas e por vossos filhos. (Lc 23,26-27).

Reflexão:

Não se diz explicitamente seno meio da "grande multidão que o seguia" ou das "mulheres que batiam no peito" estava também a mãe de Jesus, mas certamente ele aí estava e o acompanhou até a cruz. É o encontro doloroso da mãe aflita com o filho condenado à morte. Ao sofrimento físico de Jesus junta-se o sofrimento de quem vê o filho, que passara a vinda pregando e fazendo bem, ser incompreendido, injustiçado, caluniado, vilipendiado e condenado à morte de cruz. Jesus e Maria unem-se da dor para realizar a obra de redenção da humanidade.

Quem nunca viu, nos dias de hoje, mães perderem seus filhos vítimas da violência e da maldade humana? Referindo-se a Maria, assim canta o poeta:

"Tu és, ó mãe, toda mãe que hoje ama:
tu és, ó mãe, toda a mãe que hoje chora
seu filho morto, seu filho traído,
mães aos milhares, mães amortalhadas!

Filhos que sempre se estão a matar,
filhos vendidos, traídos, sem número,
filhos feridos e em cruzes pregados:
ímpia bandeira de um ímpio poder".

1 Pai Nosso; 7 Ave Marias

Nossa Senhora das Dores... Rogai por nós

Oração
Deus nosso Pai, no caminho do Calvário, vosso Filho Jesus e Maria sua mãe se encontram. Suplicantes, vos pedimos que, a exemplo da Virgem das Dores, saibamos ir ao encontro dos que sofrem, compreendendo, compartilhando e aliviando suas dores. Por Cristo nosso Senhor. Amém!