30 de julho de 2007

A Semana Nacional da Família

O Que é a Semana Nacional da Família?

A Semana Nacional da Família (SNF) é um momento forte no qual a Pastoral Familiar, em articulação com as demais pastorais, movimentos, serviços e a sociedade em geral, intensifica seus esforços no sentido de evangelizar a família na globalização de seus diversos aspectos e realidades.
A celebração da Semana Nacional da Família assumiu âmbito nacional nos últimos dez anos, sob a coordenação do Setor Família e Vida da CNBB.

Objetivos Gerais da Igreja:
Com essa prática, é mobilizar toda a sociedade brasileira, e de modo particular todo o mundo católico, no sentido de refletir, redescobrir e promover os verdadeiros valores humanos e cristãos da família:
- Como anunciar o Evangelho de Jesus Cristo e proporcionar o encontro pessoal e da família com Ele;
- Motivar cada pessoa para a valorização da vida e da família, e para o diálogo e a vivência dos valores evangélicos;
- Disponibilizar subsídios para a reflexão crítica, individual, familiar ou em grupo, sobre a realidade vivida pelas famílias a exemplo do Livro "Hora da Família", que este ano sai na sua 11ª edição como um incentivo evangelizador.
- Animar e aperfeiçoar as reuniões e celebrações da Semana Nacional da Família em cada família e em cada comunidade.

Objetivos Específicos da Igreja:
- Motivar cada pessoa para o aprendizado e exercício da espiritualidade e do diálogo em família;
- Motivar cada pessoa e cada família para o diálogo com Deus;
- Estabelecer a reflexão sobre a atual crise da verdade e sobre como resgatá-la;
- Refletir sobre o direito fundamental à vida, as violações deste direito e os desafios decorrentes;
- Promover a reflexão crítica sobre a cidadania, a fé e a política;
- Criticar a realidade do trabalho face à constituição de família e a dignidade humana;
- Avaliar a importância da ética nos meios de comunicação, para a família e para a formação de pessoas;
- Refletir sobre o aprisionamento gerado pela busca de poderes, e sobre o poder que libera. o amor, a amizade, a partilha, a solidariedade, a justiça e a comunhão entre os homens.

A Semana Nacional da Família fortalece, ainda, o processo de implantação e de abrangência da Pastoral Familiar, por causa do envolvimento motivador de toda Diocese e de todas as Paróquias.
Já se consolidando como tradição nas ações da Igreja, sendo também hoje uma realidade, a Semana Nacional da Família acontece oficialmente na semana que segue ao "Dia dos País", comemorando no segundo domingo de agosto, favorecendo num dinamismo orgânico o “Calendário Litúrgico” da Igreja, por ser o mês dedicado e voltado às vocações Sacerdotais e Religiosas. Neste ano 2007, será comemorado em âmbito nacional nos dias 12 a 18 de agosto, com o tema central: "Espiritualidade Familiar: Encontro Com Deus e Com o Próximo”, onde somos convidados a vivenciar o lema "Família, Fonte de Vida e Construtora da Paz", devendo a família assumir a sua verdadeira identidade cristã. Missionária, protagonista dos novos tempos"!
As temáticas e as ações a serem desenvolvidas nesta semana comungam com a Igreja as alegrias, preocupações e desafios atuais, entre eles: o Projeto Nacional de Evangelização "Queremos Ver Jesus - Caminho, Verdade e Vida"; a Campanha da Fraternidade de 2007: “Vida e Missão Neste Chão”, sentir a vida profética nas ações concreta orientada na Exortação Apostólica: "Familiaris Consortio", do saudoso Profeta da Família, Papa João Paulo II, o convite a adesão ao ser missionário através das Santas Missões Populares, abrangendo o grito da V Conferência Geral do Episcopado da América Latina e do Caribe, que trouxe o eixo temático “DICIPULOS E MISSIONARIOS DE JESUS CRISTO” para que n’Ele nossos povos tenham vida. “Eu sou o Caminho, a verdade e a Vida” (Jô 14,6), num protagonismo aderido pelo cristão convertido à Palavra de Deus.
O tema procurou estabelecer uma seqüência, partindo da espiritualidade familiar e encontro com Deus e com o próximo para o conhecimento da verdade (valor tão agredido em nossa sociedade e cultural). Do conhecimento e adesão à verdade decorrem: o respeito à vida, à dignidade da pessoa e à cidadania cristã; o exercício político responsável; o respeito à dignidade do trabalho humano e à ética. A espiritualidade familiar é a grande necessidade da célula mais importante no contexto mundial que é a família, conhecimento da verdade favorece também a apropriação do único poder que liberta, o poder de Deus.
Participe, lute, ore, vivencie na sua Paróquia, no seu lar, no seu trabalho e onde estiver este momento exclusivo e dedicado a família, Idéia e criação de Deus.

Edimilson e Selma Araújo
Coordenadores da Pastoral Familiar Diocesana
Diocese de Rio Branco

Seguidores

Google+ Followers

Viva Nossa Senhora!

Wikipedia

Resultados da pesquisa

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Follow by Email