ZENIT - O mundo visto de Roma

Fides News Português

Gaudiumpress Feed

19 de julho de 2007

Poesia a Nossa Senhora

Nos primeiros instantes de minha vida,
a Senhora me tomou em seus braços;
depois deste dia, Mãe querida,
a senhora me protege aqui embaixo.

Para conservar a minha inocência.
a Senhora me colocou em doce ninho,
a Senhora protegeu a minha infância
na sombra de um claustro bendito.

Mais tarde, ao tempo da minha juventude,
de Jesus ouvi o chamado, ouvi o apelo!...
Em sua inefável ternura,
a Senhora me mostrou o Carmelo.

"Vem, minha criança, sê generosa",
dizia-me a Senhora, com doçura;
"Perto de mim serás feliz,
vem imolar-te pelo teu Salvador."


Santa Teresa de Lisieux, do Menino Jesus e da Sagrada Face
Poesias CERF-DDB