ZENIT - O mundo visto de Roma

Fides News Português

Gaudiumpress Feed

5 de junho de 2007

Maria


Anunciada já no Antigo Testamento pelo profeta Isaías “...eis que uma jovem está grávida e dará à luz um filho e dar-lhe-á o nome de Emanuel” (Is. 7, 14) Maria é chamada aproximadamente por mais de 1.225 nomes diferentes. Esse fato demonstra o culto prestado à Mãe de Deus (Teotókos), sob cuja proteção os fiéis se refugiam suplicantes em todos os perigos e necessidades. Este culto, embora inteiramente singular, difere essencialmente do culto de adoração que se presta ao Verbo encarnado e igualmente ao Pai e ao Espírito Santo. Porém este culto encontra sua expressão nas festas litúrgicas dedicadas à Mãe de Deus e na oração mariana, tal como o Santo Rosário, “resumo de todo o Evangelho” (CIC 2678).


Convidamos todos os que vêem Maria como ícone escatológico da Igreja a voltarem o seu olhar para ela neste mês consagrado, e que possamos contemplar na Mãe do Filho de Deus o que é a Igreja em seu mistério, em sua “peregrinação da fé”, pois é Maria também Mãe da Igreja. Devemos lembrar e guardar sempre conosco que nunca, em nenhum momento, Maria assume o lugar de seu Filho. Pelo contrário, está sempre unida a Ele. Dizer sim para Maria custou caro, pois não sabia o que ia passar, foi a expressão de coragem jamais vista à época, mas teve uma atitude de fé. Ela simplesmente acreditou e se entregou.

Assim como Nossa Senhora, primeiro sacrário vivo, devem ser todas as mães, que pelo milagre de gerar e dar a vida, são convidadas a seguir os passos de Maria, assumindo o papel de intercessoras, reanimando a cada novo dia o compromisso de levar a missão até os pés da cruz, não como miseráveis e derrotadas, mas com ânimo materno, expressão singular da mulher. A todas as mães nossa homenagem especial no mês consagrado a elas: às mães da terra, às mães do céu, às mães de coração, às mães-avós, às mães-pais, às mães-tias, às mães-filhas, às filhas-mães! Vocês são diletas, escolhidas, amadas do Pai. Que a Imaculada Virgem de Fátima, exaltada pelo Senhor como Rainha do Universo, cubra-nos com seu manto de amor e guarde-nos na paz do olhar de mãe.

Aurinete Brasil

(texto publicado no mês de maio no informativo paroquial da Paróquia Santa Inês)