ZENIT - O mundo visto de Roma

Fides News Português

Gaudiumpress Feed

30 de junho de 2007

O amor II

Diz na Carta de São Paulo aos coríntios que ainda que falássemos as línguas dos homens e dos anjos, ainda que tivéssemos todo o conhecimento, ainda que distribuíssemos todos os nossos bens em favor dos pobres, se não vivermos o amor, seremos como sino ruidoso, que não expressa coisa alguma.

É fácil amar?

Digo que não.

Jesus sabendo de nossa dificuldade em se doar por completo aos projetos de Deus, pediu-nos apenas uma coisa: AMAR COMO ELE AMOU! AMAR COMO SE QUER SER AMADO!

Esta é nossa missão, e para cumpri-la é necessário seguir os passos do amor, pois o amor é paciente, é bom, tudo crê, tudo suporta e tudo espera, arrogância não tem, nem vaidade, o amor não busca interesses que são seus! O amor gera o perdão, e o perdão gera a cura de todos os males.

É impossível amar?

Digo que não.

Amar é colher rosas no jardim do Senhor, mesmo quando a cruz parece pesada demais! É sorrir, mesmo quando as lágrimas insistem em brotar de seus olhos! É louvar, mesmo quando tudo parece dfícil demais! Amar é ser presença de Deus no meio dos irmãos, é ser testemunho vivo Daquele que como ninguém, soube doar sua própria vida pela redenção de nossas faltas!

Você tem amado ultimamente ou tem sido um sino ruidoso?

Sigamos o exemplo de tantos homens e mulheres, os santos da Igreja, e do próprio Jesus, que fizeram de sua vida um verdadeiro testemunho de amor!

Hoje é este meu convite: amemo-nos, para juntos alcançarmos a Glória de Deus!

Que a Paz do Senhor esteja conosco!

Festa do pe. Ferdinado Maria Baccilieri


"O amor, se é verdadeiro, não teme obstáculos é sempre fiel."


Neste dia 1° de Julho as Irmãs Servas de Maria de Galeazza estão em festa, pois a Igreja celebra a memória do Bem aventurado Pe. Ferdinando M. Baccilieri, homem de fé, amor profundo pela Eucaristia e dedicação ao povo de Deus e ele confiado, dando particular atenção ao atendimento da confissão. Nasce no dia 14 de maio de 1821 em Campodoso - Itália. Torna-se sacerdote diocesano em 2 de março de 1844. a teve que por obediência assumir uma pequena paróquia em Galeazza em 25 de abril de 1852, lá reconstruiu a igreja arquitetural e de fé do povo, o trabalho foi muito, realizou muitas missões populares e incentivava a fraternidade, o serviço, a devoção a Nossa Senhora, por quem era apaixonado, o amor a Eucaristia e sempre afirmava que: "é preciso trabalhar, não pensar no bem feito, mas naquilo que resta para fazer". Em sua atividade conta com a colaboração de muitas pessoas, dentre elas as jovens que fazem parte da Terceira Ordem dos Servos de Maria, que algum tempo depois, sentem-se animadas a Viver uma vida Fraterna impulsionada pelo desejo de servir a Cristo e aos irmãos professando os votos de pobreza, castidade e obediência seguindo Cristo, Como Maria. Surge ai as Irmãs Servas de Maria de Galeaza.


Ele viveu o Evangelho por meio do Serviço, da contemplação, da caridade, da sede de Deus, do anseio pelo reino, da abertura, da prudência, da simplicidade, da obediência, da humildade, do humorismo, da amizade, da oração profunda e constante, do anúncio da palavra e da escuta de Deus e dos irmãos.


Seu falecimento acontece no dia 13 de julho de 1893, enquanto fazia sua oração matinal.



Qual é a Chave?

Qual é a Chave?

Letra: Dalvimar Gallo
Intérprete: Adriana


Qual é a chave?
Qual é o segredo?
Que abre as portas do teu coração


Por que não falar se Ele quer te ouvir?
Por que se esconder se Ele está aqui?
Por que não aceitar se Ele quer te dar?
Por que insistir em resistir?


Pois Ele tem tanto pra te falar
Quer te amar te perdoar...
Mas é você que tem que abrir o coração...

Deixa Jesus te consolar
Deixa Jesus te abençoar
Deixa Jesus te dar a tua Salvação!

29 de junho de 2007

Santas Missões Populares


Caminhada pela paz

Neste sábado, 30 de junho, a Paróquia São Peregrino fará uma caminhada pela paz nas ruas do bairro da Floresta. Trata-se de uma atividade dentro do espírito das Santas Missões Populares. O objetivo da caminhada é sensibilizar a população diante das situações de injustiças e violências que vivemos em nossa realidade. A concentração será às 15h30min no Santuário. Todos são convidados a participar, trajando roupas brancas. Queremos manifestar a esperança de dias melhores, assumindo o compromisso de edificação do Reino de Deus.

Meditação para domingo - São Pedro e São Paulo


Hoje a Igreja celebra a Solenidade de São Pedro e São Paulo. É a festa dos dois grandes Apóstolos da Igreja primitiva. Eles foram diferentes: na vocação, no caráter, no estudo, na missão... Mas unidos no Amor e na Fé a Cristo e à Igreja... Por isso eles são considerados as “colunas da Igreja”. Pedro recorda mais a instituição; Paulo, o carisma e a pastoral. Exerceram atividades diferentes, em campos diferentes. Apesar de divergirem nos pontos de vista e na visão do mundo, foram fiéis a Cristo e a força do testemunho os uniu na vida e no martírio.
Hoje, também, a Igreja lembra o dia do Papa. Rezemos pelo nosso Papa Bento XVI, para que frente aos grandes desafios da Evangelização, ele possa governar a nossa Igreja com sabedoria, discernimento, unidade.......

No Evangelho temos um episódio de Jesus com os apóstolos: (Mt, 16,13-19)

- A 1ª parte, de caráter cristológico, centra-se em JESUS e na definição de sua identidade: "Quem sou eu?"
- A 2ª parte, de caráter eclesiológico, centra na IGREJA, que Jesus convoca ao redor de Pedro: "Sobre essa Pedra edificarei a minha Igreja".

1. Quem é Jesus?
Na perspectiva dos "homens", Jesus é, apenas, um homem bom e justo,que escutou os apelos de Deus e se esforçou por ser um sinal vivo de Deus, como tantos outros homens antes dele “Uns dizem que é João Batista; outros que é Elias; outros ainda, que é Jeremias ou algum dos profetas” (Mt 16, 14). É muito, mas não é o suficiente: significa que os "homens" não entenderam a novidade do Messias, nem a profundidade do mistério de Jesus.

Na opinião dos discípulos Jesus, vai muito além. Pedro resume o sentir da Comunidade na expressão: "Tu és o Cristo, o Filho de Deus vivo" (Mt 16, 16). Para os membros da Comunidade, Jesus não é apenas o Messias esperado: é também o "Filho de Deus".

* "E vós quem dizeis que eu sou?"
É uma pergunta que deve ecoar sempre em nossos ouvidos e em nosso coração. Não são suficientes respostas recebidas na catequese ou nos tratados de teologia.
Devemos interrogar o nosso coração e tentar perceber qual é o lugar que Cristo ocupa na nossa vida e na nossa existência...
- Assumimos seus valores nas opções, que fazemos ou não fazemos? Quem é Cristo para mim?

2. O que é a Igreja?
O texto responde de forma clara: é a Comunidade dos discípulos que reconhecem Jesus como "o messias, o Filho de Deus" (Mt 16, 17).
- É uma comunidade organizada, onde existem pessoas que presidem e desempenham serviços. Seria importante recordar a idéia da Igreja como um Corpo, onde todos são importantes (1Cor 12ss)
A ela Cristo conferiu poderes de "ligar e desligar" e a garantia de que nem "as portas do inferno terão vez contra ela".

Jesus não fundou muitas igrejas... Será que Cristo gostaria de ver tantas Igrejas utilizando o seu Nome para dividir e confundir o povo de Deus batizado numa só, num só batismo, num só Senhor (Ef 4,5)?
A verdadeira IGREJA foi fundada por CRISTO. De fato o próprio Jesus Cristo confiou a Pedro esta missão edificar a Igreja dizendo: “Tu és Pedro e sobre esta pedra construirei a minha Igreja, e o poder do inferno nunca poderá vencê-la” (Mt 16,18). Por isso que São Pedro é o primeiro Papa da história da Igreja. E hoje a Igreja quer celebrar também o DIA DO PAPA.

O Papa é Sinal de unidade, aquele que confirma a fé de seus irmãos. Ele continua sendo o chefe visível da Igreja na terra.
Sua missão é espinhosa, sobretudo hoje:
- pelas mudanças rápidas e violentas...
- pelas contestações dentro e fora da Igreja...

Demonstremos concretamente nosso amor para com ele, "rezando" para que Deus...
- lhe dê muita LUZ... para apontar sempre o melhor caminho para a Igreja...
- e muita FORÇA... para enfrentar com otimismo e alegria as contestações do mundo moderno...

Relembrando hoje o ardor missionário de São Pedro e São Paulo, demonstramos o mesmo entusiasmo de "Discípulos e Missionários de Cristo"?
Relembrando o Nascimento da Igreja, aceitamos uma Igreja REVELADA, fundada por Cristo, ou preferimos uma "igreja" mais cômoda, CRIADA pelos homens? Ou ainda queremos uma Igreja só para satisfazer “as minhas vontades”?

Enviado por frei João Carlos

28 de junho de 2007

Deixai que eu vos sirva!

Ó, terna Virgem e Mãe do Salvador de todos os séculos, a partir de hoje e para sempre, deixai que eu vos sirva. De agora em diante, em toda e qualquer circunstância, sede minha advogada misericordiosa; vinde em meu socorro, sem cessar. Tendo Deus em primeiro lugar, eu não quero preferir ninguém em vosso lugar, e de pleno grado, para a eternidade, como vossa própria serva, eu me entrego a vós, ao vosso inteiro domínio.


Santo Irineu, de Lion (+ 202)

Somos servos no seu orkut

Olá irmãos.

Gostaria de pedir a ajuda de vocês para divulgar o webblog "SOMOS SERVOS".

E é muito simples. Agora o orkut permite que seus membros adicionem endereços de RSS em seus perfis. Indico-lhe os seguintes passos:

Faça login em sua conta do Orkut
Clique em “Editar feeds”
Em URL coloque este endereço: http://somosservos.blogspot.com/feeds/posts/default
Clique em “adicionar”
Pronto, o RSS do blog "SOMOS SERVOS" fará parte do seu perfil e estará disponível para que seus amigos leiam…

Desde já agradeço sua colaboração!

frei Charlie

27 de junho de 2007

Nós te saudamos, Maria, Mãe de Deus

Nós te saudamos, Maria, Mãe de Deus,
tesouro sagrado de todo o Universo,
astro sem declínio, coroa da virgindade,
cetro da fé ortodoxa, templo indestrutível,
morada do incomensurável,
Mãe e Virgem, por causa de quem, nos Santos Evangelhos,
é chamado de Bendito, aquele que vem em nome do Senhor.
Nós te saudamos, tu que portaste em teu seio virginal,
Aquele que os céus não podem conter.
Tu, por meio de quem a Trindade é glorificada e adorada em toda a Terra,
por quem o céu exulta.


São Cirilo de Alexandria (+ 444)

26 de junho de 2007

Espera no Senhor

Espera no Senhor - Eliana Ribeiro/ Composição: Roberta

Espera no Senhor / Mesmo quando a vida pedir de ti mais do que podes dar / E o cansaço já fizer teu passo vacilar / Espera no Senhor / Mesmo se a solidão teu peito machucar / E te der vontade de ir embora e tudo abandonar.

Espera no Senhor / Há um Deus que te ama e ele tudo pode transformar / Seu amor te sustentará, espera n'Ele / E ele tudo fará, tudo fará.

Espera no Senhor / Mesmo se o coração angustiado está / Por ver alguém que amas longe do Senhor andar / Espera no Senhor / Mesmo que suas promessas demorem a se cumprir / E a vontade dele seja sacrifício para ti.

Rádio Católica

WEB RÁDIO AJVNS - Associação Jesus Vem Nos Salvar

25 de junho de 2007

As Bem-Aventuranças - Uma Nova Leitura

Quero apresentar uma tradução das bem-aventuranças a partir do hebraico, em negrito e itálico, e a partir da Bíblia de Jerusalém em letra normal, feita por André Chouraqui, judeu de renome internacional com várias obras na área de tradução.

Achei essa tradução interessante porque dá um dinamismo as bem-aventuranças que normalmente nós não estamos acostumados, como também, ganham uma simplicidade de execução que nos tira aquela visão que as bem-aventuranças eram somente para os santos.

Essa leitura das Bem-aventuranças encontrei no livro "Livro das Bem-aventuranças e do Pai-Nosso" de Jean-Yves Leloup.


Bem-aventurados os pobres de espírito , o Reino dos céus é deles. (grego)
Em marcha, humilhados do Sopro!Sim, deles é o reino dos céus! (aramaico)

Bem-aventurados os aflitos porque serão consolados.
Em marcha os enlutados! Sim, ele serão reconfortados.

Bem-aventurados os mansos, porque eles herdarão a terra.
Em marcha os humildes!Sim, eles serão reconfortados.

Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados.
Em marcha, os famintos e sedentos de justiça!Sim, eles serão saciados!

Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia.
Em marcha, os matriciais! Sim, eles serão matriciados!

Bem-aventurados os puros de coração, porque verão a Deus.
Em marcha, os corações puros! Sim, eles verão Elohîms!

Bem-aventurados os que promovem a paz, porque serão chamados filhos de Deus.
Em marcha, os pacificadores! Sim, eles serão chamados filhos de Elohîms.

Bem-aventurados os que são perseguidos por causa da justiça, porque deles é o Reino dos Céus
Em marcha, os perseguidos por causa da justiça! Sim, deles é o reino do céus.

Crise da modernidade: desterro de Deus - constata Papa

Em seu discurso aos Reitores e Docentes da Universidade Européia
CIDADE DO VATICANO, segunda-feira, 25 de junho de 2007 (ZENIT.org).

O desterro de Deus na vida dos homens e mulheres constitui a origem da crise da modernidade, considera Bento XVI.Paradoxalmente, acrescenta o Papa, desterrar Deus não torna o homem mais consciente de sua própria dignidade, nem o ajuda a abrir-se aos outros. A esta conclusão chegou neste sábado, ao receber, na Sala Paulo VI do Vaticano, os participantes do encontro dos reitores e professores das universidades da Europa sobre o tema «Um novo humanismo para a Europa», organizado no qüinquagésimo aniversário dos Tratados de Roma. O Papa convidou os presentes a fazer um «estudo profundo da crise da modernidade».

A crise atual, declarou, «não afeta tanto a insistência da modernidade sobre o caráter central do homem e de seus anseios, como os problemas propostos por um ‘humanismo’ que pretende edificar um ‘regnum hominis’ [reino do homem, ndr.] isolado de seu necessário fundamento ontológico», afirmou. «Uma falsa dicotomia entre teísmo e um autêntico humanismo, levada ao extremo de criar um conflito impossível de resolver entre direito divino e liberdade humana, levou a uma situação na qual a humanidade, por causa de todos seus progressos econômicos e técnicos, se sente profundamente ameaçada.»

Citando João Paulo II, seu sucessor sugeriu perguntar-se «se o homem, como homem, no contexto deste progresso, chega a ser verdadeiramente melhor, ou seja, mais maduro espiritualmente, mais consciente da dignidade de sua humanidade, mais responsável, mais aberto aos outros». «O antropocentrismo que caracteriza a modernidade não pode separar-se nunca do reconhecimento da verdade plena sobre o homem, que inclui sua vocação transcendente», assegurou.

Para refletir



Enviado por Ir. Socorro, SMR

24 de junho de 2007

Chegou a hora de procurar Jesus!

Olá!

A Paz de Jesus a todos!

É com muita alegria que aceito o convite de ser mais "um servo colaborador" nesse precioso blog, que é um novo meio de evangelização.

Pois bem, na minha primeira postagem venho fala da necessidade que todos nós temos de procurar Jesus em cada momento de nossas vidas, conforme diz o título desse texto, que é uma frase do nosso querido Papa João Paulo II direcionada, especialmente aos jovens: "Chegou a hora de procurar Jesus!". Meu irmão, essa hora é agora!

Para mostrar essa necessidade, recorrerei ao capítulo 19 do Evangelho de São Lucas, no qual lemos que: "Jesus tinha entrado em Jericó, e estava a travessando a cidade. Havia aí um homem chamado Zaqueu: era chefe dos cobradores de impostos, e muito rico. Zaque desejava ver quem era Jesus, mas não conseguia, por causa da multidão, pois era muito baixo. Então correu na frente, e subiu numa figueira para ver, pois Jesus devia passar por aí. Quando Jesus chegou ao lugar, olhou para cima e, disse: 'Dessa depressa, Zaqueu, porque hoje preciso ficar em sua casa'. E ele desceu, e recebeu Jesus com alegria".

Vemos que Jesus não permaneceria muito tempo em Jericó, já que "estava atravessando a cidade", estava apenas de passagem, pois queria ir Jerusalém. Provavelmente, aquela seria a única oportunidade na vida do pequeno Zaqueu ver o "tão famoso" Jesus. Por isso ele desejava vê-lo.

Essa palavra - desejava - tem um significado muito profundo para mim. Não era apenas uma curiosidade de Zaqueu, não era somente uma necessidade, era um desejo, algo que ele não controlava dentro si. Quantas vezes, Jesus "atravessa" a nossa vida, e nós nem sequer notamos que ele está lá, e se notamos, nem ao menos temos vontade ou "curiosidade" em vê-lo de perto, em procurá-lo. As pessoas do mundo de hoje desejam ter carros, dinheiro, status social, enfim, desejam ser felizes... mas não têm em seu coração, o desejo de procurar a Verdadeira Felicidade. Zaqueu deveria ser um desses, já que era muito rico. Tinha tudo que o mundo oferecia, mas não era alegre. E ao ouvir falar dos milagres, da história, da vida de Jesus, pensava consigo: "Isso também poder ser para mim", por isso quando soube que o Redentor somente "passaria" por sua cidade, ficou desejoso em apenas vê-lo.

Jesus queria entrar na casa de Zaqueu, e também que entrar na casa, na nossa vida... todavia, Deus nos ama tanto, que nos quer livres. Ele não age em nossas vidas por imposição, não "arromba a porta" do nosso coração. É necessário que a nossa vontade permita que Deus entre, por isso eu te digo: deseje Jesus em sua vida! Permita que Ele mude a sua história!

Mas não somente isso que chama atenção nessa bela história da Bíblia, talvez o "mais importante", se é que podemos classificar uma passagem mais importante do que outra, foi que Zaque, por tinha um desejo enorme em ver o Mestre, não se conformou com sua condição: cobrador de impostos (odiado por todos) e a baixa estatura. Imagine a cena: Jesus passando pela cidade, muitas pessoas querendo vê-lo, deveria ser um alvoroço. E Zaqueu, baixo, não conseguia ver ninguém, pois a pessoas em sua frente o atrapalhavam.

Muitas pessoas querem ver Jesus, o desejam ardentemente, mas são atrapalhadas por várias "pessoas altas": a depresão, o medo, doenças, drogas, bebidas, a dúvida, a vida de pecado e a culpa... Muitas coisas querem nos impedir de ver Deus, mas nós não temos que nos conformar com a situação que vivemos. Jamais podemos dizer a nós mesmos: "Não adianta, eu sou pecador, não tenho salvação", "Essa tristeza nunca acabará", "Desisto!". Isso é o que o inimigo quer que pensemos. Precisamos ser como Zaqueu, que ao invés de dizer: "Eu sou baixo mesmo, não adianta, nunca verei Jesus", correu na frente e subiu em uma árvore!

Precisamos fazer um esforço diário, Deus quer que seus filhos sejam fortes, sejam como águias!É meio redundante, mas para se subir numa árvore, é necessário ir de baixo para cima, cada centímetro. Precisamos dizer não ao pecado, a derrota! Porém, antes de tudo isso é preciso uma coisa: Começar!. E foi isso que João Paulo II queria dizer nessa bela frase: Chegou a hora de procurar Jesus! Saia do meio das "pessoas altas", não se conforme com sua situação, não diga a si mesmo "Sou um derrotado!". Deus é maior, Deus é Amor! E te ama mais do que você imagina! E ao encontrá-lo você descerá com muita alegria para que Ele o abrace e entre sua casa!

Comece hoje mesmo esse precioso encontro...

Um forte Abraço!

23 de junho de 2007

Aprender a estender a mão

O poder do Senhor estava com ele...

Viva São João Batista


Viva São João Batista!

Viva o precursor!

Porque João Batista

anunciava o Salvador!

Fé sem fronteiras

Em alguns momentos de nossas vidas, quando nosso barco é abatido por ondas fortes e ventos contrários, nós duvidamos da presença de Jesus em nosso meio. Mas Jesus é o Mestre que sabe a hora em que deve descer a montanha para ficar junto do seu povo escolhido e ajudá-lo nos momentos difíceis, pois é sensível às nossas fraquezas.

Nós, criaturas humanas e fragilizadas pelo pecado, apesar de todos os sinais que Deus nos envia a respeito seu cuidado por nós, ainda fazemos como Pedro que pede ajuda e quando a recebe fica paralisado com medo de caminhar sobre as águas, e quando caminha afunda porque mesmo vendo a sua frente o Senhor das Águas não sabe ainda que para sua vida ser salva lhe basta estender a mão ao Mestre.

É interessante como em várias passagens da Bíblia Jesus está sempre a diposição de todos que clamam Seu Nome, porém, jamais toma a mão de alguém que não a dá por sua própria vontade.

O que isso nos quer dizer?

Como bom Mestre que é, Jesus nos leva a buscar uma fé sem fronteiras! Fé que salva e renova todas as coisas! Fé que mesmo no mar agitado da vida nos faz compreender a vontade do Pai e nossa vocação ao serviço dentro da comunidade.

Jesus jamais deixará de ouvir o clamor do povo e de atender seus pedidos. Basta que sejamos firmes na fé, crescendo a cada dia em sabedoria e obediência diante do Senhor Criador de tudo, que criou a nós, que criou as ondas do mar da vida, mas, que acima de tudo nos presenteou com um Salvador, Jesus Cristo, o Senhor.

E por isso hoje, assim como os que estavam na barca, podemos declarar diante do Pão da Vida: "De fato, Tu és o Filho de Deus".

Os sonhos de Deus sempre serão realizados em nossas vidas.

Não importa quantos anos já se passaram ou quantos ainda haverão de passar, nem quantos já acreditaram ou quantos ainda vão deixar de seguir, nem quantos ainda acreditam na teoria da grande explosão, nem quantos ainda acreditam que O Corpo Glorioso do Senhor foi roubado do túmulo... o Verbo de Deus está vivo e presente no meio de nós, e nossa única certeza na vida é de que as promessas de Deus jamais passarão.

Graças a Deus!

Paz! É o que vos desejo!

XII Domingo TC - Natividade de São João Batista

24 de junho 2007
Br. 12º Domingo TC.
NATIVIDADE DE SÃO JOÃO BATISTA*, solenidade.
Ofício solene próprio.
Missa pr: Gl, Cr, Pf próprio.

Leituras:
Is 49, 1-6;
Sl 138 (139), 1-3. 13-14ab. 14c-15; (+14a);
At 13, 22-26
Lc 1, 57-66.80

Você é cristão: Sim ou Não?

Muitas pessoas dizem que a vida cristã parece ser muito difícil. Na verdade não é difícil, mas impossível! Sem o amor e o poder do Senhor vivendo no coração, ninguém pode viver a vida cristã. Talvez você possa sentir-se frustrado, desanimado, e algumas vezes, já pensou até em abandonar o cristianismo, por este ou aquele motivo. Ao redor do mundo há muitas pessoas que têm algumas idéias um tanto equivocadas sobre o que é realmente ser cristão. Muitos mitos foram criados para justificar algumas atitudes "cristãs". A palavra mito tem um montão de significados. Vamos interpretar aqui mito como sendo "uma história inventada por alguém que tenta passá-la para frente como sendo verdade".

1º Mito: sou cristão só porque creio em Deus. No mundo ocidental se considera respeitável que acreditemos em Deus, porém muitos que se dizem "crentes" e muitas vezes nem sabem QUEM É DEUS. O Coronel Irwin, lembrado por sua missão lunar no Apolo XV, comentou uma vez que, enquanto estava visitando um país muçulmano, um dos líderes religiosos lhe havia dito: "Coronel, o senhor fala tanto de Deus... porque o senhor não se torna um muçulmano também?" Conclusão: se podemos ser muçulmanos e crer em Deus, não é pelo fato de crer em Deus que me torna um cristão! Ser cristão é muito mais...

2º Mito: sou cristão só porque vou a Igreja. Existem muitas pessoas que vão à Igreja (por diferentes razões), porém nem por isso que são necessariamente cristãos. Às vezes os ladrões são religiosos e vão à Igreja. Outros assistem à Igreja porque é um hábito social ou porque sentem a pressão da família (tradicional). É certo que os cristão vão a Igreja, e devem ir, porém esse fato ainda nao faz deles cristãos de verdade.Ser cristão é muito mais...

3º Mito: sou cristão só porque rezo. É claro que os cristãos rezam e devem rezar sempre, sem cessar! Porém o simples fato de rezar ainda não nos faz cristãos de verdade! Os Indús rezam freqüentemente; os muçulmanos rezam cinco vezes ao dia. Até mesmo o presidente do Egito costuma levar uma pequena almofada para ajoelhar-se e rezar para Alá várias vezes durante o dia, inclusive quando viaja para o estrangeiro. Portanto, rezar ainda não nos faz cristãos de verdade. Ser cristão é muito mais...

4º Mito: Sou cristão só porque sou bom. Comparados com um terrorista, possivelmente sejamos, não só bons, como santos. Se entramos em comparações, poderíamos chegar a ser muito melhores que nossos familiares e amigos, porém a medida de Deus é diferente. Ele nos compara com seu Filho Jesus, quem foi absolutamente perfeito. Frente a esse nível de perfeição, nossa própria retidão se reduz a nada. Ser cristão é muito mais...

5º Mito: sou cristão só porque leio a Bíblia. É certo que todos nós cristãos, devemos ler a Palavra de Deus. Alguns lêem diariamente, porém, ainda assim, isso não significa que sejam cristãos de verdade. Quando Karl Marx (um comunista) tinha 17 anos de idade escreveu um magnífico comentário sobre o Evangelho de São João. Grandes teólogos (estúdios das realidades divinas) concordaram sobre os escritos de Marx. Porém este comunista, apesar de ler a Bíblia, jamais se proclamou cristão. Ser cristão é muito mais...

6º Mito: sou cristão só porque falo de Jesus Cristo. Muitos nem sequer conhecem o que a Bíblia fala sobre Jesus. Talvez falam de um Jesus que se conforma com as suas maneiras de pensar e de agir. É chamado o Jesus de conveniência. Tem pessoas que podem ser muito boas na arte da oratória e da pregação, mas se não tiver uma intimidade profunda com Jesus, um conhecimento de sua missão libertadora, ainda lhes falta muito para ser cristão de verdade. Ser cristão é muito mais...

7º Mito: sou cristão só porque minha família é cristã. Conheço pessoas que já disseram: " nasci num país cristão, por isso sou cristão de nascimento, que mais eu poderia ser". Na verdade, ele poderia ser muitas coisas. Outros dizem que "fui cristão a vida inteira. Nasci numa família cristã, católica...". O exemplo pode ser grosseiro mas, não é porque alguém pode nascer numa estrebaria e ser um animal; ou alguém pode nascer num aeroporto, nem por isso será um avião... Muitas pessoas acreditam que só porque nasceram num lar cristão, são cristãos de verdade. Esse não é critério absoluto. Ser cristão é muito mais...

Frei Rinaldo, osm
freirinaldo@globo.com

Cristão de verdade

Vejamos alguns passos que nos ajudam a sermos CRISTÃOS DE VERDADE.

1) Primeiro passo: Admita que os teus pecados te afastaram de Deus. A Bíblia nos diz : “Pois todos pecaram e todos estavam privados da glória de Deus” (Rom 3, 23). Alguma vez você procurou um sacramento da Reconciliação para deixar de lado o seu egoísmo, orgulho, cobiça, mentira, imoralidade e tantas outras coisas que só servem para fazê-lo afastar-se da presença de Deus? Precisamos viver na graça de Deus.

2) Segundo Passo: Coloque sua confiança no milagre da Cruz, pois também Cristo morreu uma vez pelos pecados, o Justo pelos injustos, para lhe conduzir a Deus. Sofreu a morte em sua carne mas voltou à vida pelo Espírito (1Pe 3, 18). Jesus morreu na cruz por cada um de nossos pecados. Para que pudéssemos ser perdoados por Ele, pelo seu sacrifício. O preço do pecado era a morte (morte, entendida como total afastamento de Deus, inferno), mas Jesus deu a sua vida para que pudéssemos receber o direito da filiação. Somos filhos de Deus de verdade, graças ao sacrifício redentor de Jesus. Você pode não entender nada de eletricidade, mas você sabe que ela existe e que tem o seu poder... assim acontece com quem se converte... vai entendendo aos poucos o grande e maravilhoso que é estar junto de Deus.

3) Terceiro passo: Faça uma adesão total a Cristo. A fé não vem por herança! Deus tem filhos e não netos! Você deve experimentar por si mesmo a presença amorosa de Deus na sua vida. “Mas a todos que a receberam, aos que crêem em seu nome, deu o poder de se tornarem filhos de Deus” (João 1, 12) . Como você pode fazer uma adesão total a Cristo? É simples: incline a cabeça em oração, faça uma boa confissão dos seus pecados, a graça de Deus vai fazer você perseverar nos seus propósitos, abra o seu coração e “não peques mais”. Persevere na leitura da Palavra de Deus, pois Jesus é o “Caminho, a Verdade e a Vida”. Procure estar na companhia de outros cristãos de verdade. Um bom e verdadeiro amigo, alimenta a nossa fé e reforça a nossa caminhada. Participe dos momentos fortes na sua paróquia ou comunidade. É fundamental.“ Não nos afastemos das nossas reuniões, como é costume de alguns, mas exortemo-nos, e tanto mais, vendo que o dia se aproxima.” (Heb 10,25) . Participe da vida dos sacramentos. Faça com que os sacramentos sejam vida na sua caminhada de fé. Respeite e ame as pessoas que Deus colocar na sua frente. São como anjos! Leia bons livros espirituais.

Bem, eis ai alguns passos para você perseverar no verdadeiro caminho de ser cristão de verdade.

Um grande abraço com muito carinho .

Frei Rinaldo, OSM

http://www.freirinaldo.com.br/

22 de junho de 2007

Fé e paciência

Tenhamos presentes as palavras de São Tiago e enfrentemos as tribulações da vida:

Considerai que é suma alegria, meus irmãos, quando passais por diversas provações, sabendo que a prova da vossa fé produz a paciência. Mas é preciso que a paciência efetue a sua obra, a fim de serdes perfeitos e íntegros, sem fraqueza alguma. Se alguém de vós necessita de sabedoria, peça-a a Deus - que a todos dá liberalmente, com simplicidade e sem recriminação - e ser-lhe-á dada. Mas peça-a com fé, sem nenhuma vacilação, porque o homem que vacila assemelha-se à onda do mar, levantada pelo vento e agitada de um lado para o outro.

Tg 1,2-6

21 de junho de 2007

Maria, Mãe de Deus


22 de junho de 431 - Proclamação do dogma de Maria, a Mãe Deus, em Éfeso


Santa Maria, Mãe de Deus,
rogai por nós pecadores,
agora e na hora de nossa morte!
Amém.

Glorificarei ao Senhor meu Deus!

Temos recebido inúmeras manifestações de apreço pelo blog.

O blog "Somos servos" é um convite a nos colocarmos a serviço da Palavra de Deus. Queremos sob a ação do Espírito Santo anunciar o Evangelho e testemunhá-lo às nações!

Por isso, é necessário que vivamos a virtude da humildade. Ser húmus! Humildade vem do latim "humus" que significa "filhos da terra". A humildade cristã nos foi ensinada por Maria, como Mãe e Serva Senhor, com suas atitudes de fidelidade e entrega a Deus, de discernimento e abnegação diante dos acontecimentos da vida.

Quando somos humildes nos colocamos a serviço dos irmãos, na prática da solidariedade, da compaixão e da misericódia, que nos revelam a justiça de Deus.

Roguemos a Deus que cada um nós possa fazer essa experiência de ser "servo".

Agradecimentos

Como é bom louvar ao Senhor!!!

São momentos como esses que entendemos como a nossa relação com Deus é verdadeira.
Quero agradecer a todos pelas mensagens de felicitações, saibam que estão presentes nas minhas orações.

O maior presente que Deus me deus nesse ano foi conhecer novos amigos e com eles partilhar novos projetos.

Muito Obrigado!!

20 de junho de 2007

Aniversário de um servo colaborador


Em nome de todos os servos colaboradores, amigos e incentivadores do blog parabenizamos NORMANDO ROSAS JUNIOR pela passagem de seu aniversário natalício neste dia 20 de junho. Que a gratidão pela dom da vida lhe seja o sentimento mais nobre nesta ocasião em que juntos rendemos graças ao Senhor pelo dom de sua presença entre nós.


Com amizade e gratidão,

frei Charlie, osm


Li essa frase hoje! Gostei, por isso divido com vocês!
''Quando uma alma aprende a cumprir a vontade divina, torna-se senhora do coração do próprio Deus, porque o Senhor não sabe dizer não àqueles que Lhe dizem sim''.


Beata Jacinta Marto
(que quando criança viu Nossa Senhora de Fátima)

19 de junho de 2007

Um poema de amor


Vem luz divina


Úteros alados, parindo flores coloridas, enfeitam a tenda do encontro.
Encontro do prazer e da felicidade da bem aventurança do desejo realizado.



Vem, Luz Divina, em forma de emoção!

Canta ao mundo a felicidade e o amor sem restrição,

Pares inseparavéis na completude da vida universal.


Vem, Luz Divina, essência do meu ser!

Faze-me inteira na relação com o outro.

Apazigua meu corpo, minha mente e minhas emoções.

Apazigua o meu desejo de identificação.


Quero ser taça transbordante para realizar a doação.

Quero ser taça vazia, para receber com emoção.

Satisfaz o meu desejo de ser una com o Universo.

Meu desejo de plena e total realização.


Vem, Luz Divina!

Vem!

Torna-me puro amor e compaixão!




Poema escrito por: Ilvis Ponciano/CE

Uma antropologia do desejo - baseado em Jean-Yves Leloup

Santa Juliana Falconieri


Santa Juliana Falconieri foi sempre devotíssima da Eucaristia.
Nos últimos dias da sua vida fez um tratamento para um mal de estômago, que por muito tempo a atormentava e que lhe impedia receber a Comunhão. Antes de morrer, em 1341, pediu que uma Hóstia Consagrada fosse colocada no seu peito e enquanto ela rezava, a Hóstia desapareceu, deixando uma marca violeta, como se tivesse sido impressa.

Santa Juliana Falconieri


19 de junho - Santa Juliana Falconieri


Juliana, natural de Florença, Itália, atraída pela santidade de vida dos primeiros frades Servos de Maria, consagrou-se a Deus, entregando-se à contemplação, à penitência e às obras de misericórdia. Fazia parte de um grupo de mulheres que, embora vivendo em suas casa, usavam o hábito das assim-chamadas Manteladas e viviam segundo o estilo de vida dos nossos primeiros frades.

Entre elas, Juliana a tal ponto se destacou que a tradição passou a considerá-la como fundadora do ramo feminino da Ordem. Tinha grande devoção à Mãe do Senhor e amava particularmente a eucaristia.

Morreu por volta de 1341. Seu corpo é venerado em Florença, na basílica da Santíssima Anunciada. Foi proclamada santa por Clemente XII em 1737.

Oração

Ó Deus, por meio de Santa Juliana, exemplo de castidade e de penitência, suscitastes na Ordem dos Servos de Maria uma família de virgens a vós consagradas; fazei que a vossa Igreja, movida pelo amor do Esposo, mantenha sempre vivia a chama da virgindade fecunda. Por Cristo, nosso Senhor.

18 de junho de 2007

Buscar as coisas do alto


Quando Paulo escreveu sua Carta aos Colossensses declarou que é necessário morrer para o mundo para alcançar as coisas do alto.

Buscar as coisas do alto! Fazer morrer dentro de nós tudo aquilo que nos afasta dos sonhos de Deus na nossa vida.

Paulo nos chama a ser seres do céu, criaturas celestiais que em tudo exalam o perfume do Espírito Santo. Seres do céu! Nós somos seres celestiais, pois já não pertencemos mais a este mundo, nossa vida está em Cristo, vida não mais escondida, mas revelada em sua plena exuberância através do amor semeado em nós.

Como podemos agir de forma contrária a tudo que nosso Mestre nos diz? Como nos apartar Daquele que deu sua vida por nós? A nós meus irmãos, não é mais possível viver longe das coisas do céu. Não dá mais pra voltar, pois o barco já está em alto mar. Portanto, convertamos os nossos corações a Cristo, sejamos em tudo dignos da misericórdia do Senhor e, como pede Paulo, nos revistamos do homem novo para nos renovar à imagem do nosso Criador.

Somos filhos escolhidos, prediletos e muito amados do Senhor! Contemplemos com nossa vida esse mistério que nos une ao Deus que é Pai, Filho e Espírito Santo, Deus Uno e Trino que por sua graça nos faz irmãos.

Eu poderia encher inúmeras páginas falando desse amor que me envolve e penetra as profundezas do meu ser! Porém, simples palavras não poderiam expressar o que sinto neste exato momento, quando vos escrevo! Por isso, hoje meu pedido é esse: Buscai as coisas do alto, pois tua vida pertence ao céu! Seja exemplo querido irmão, seja a expressão de Deus diante dos olhos incrédulos da humanidade.

A Paz do Senhor, é o que o meu espírito deseja a vós!

Suely Façanha - Abraço Eterno (Nicodemos Costa)


Amor tão grande
Amor tão forte
Amor suave
Amor sem fim
Que a própria morte
Transforma em vida
Abraço Eterno
De Deus em mim

Nem as torrentes das grandes águas
Conseguirão apagar esse amor
Pois suas chamas são fogo ardente
Mais do que a morte é tão forte esse Amor

De abraço esmagante
De ausência torturante
De noite e luz
É feito esse amor
De dor incomparável
Consolo inestimável
De vida e cruz
É feito esse amor

Um Domingo Espetacular!!!


Como é bom Celebrar!!


Domingo fomos celebrar no Santuário de São Peregrino. O presidente da celebração foi o Frei Joaci,OSM, provincial dos Servos de Maria. A liturgia desse domingo era espetacular, um diálogo com Deus Amor e Misericordioso, que nos faz querer todos os dias estar com Ele.


Particularmente o Frei Joacir, imprimiu um dinamismo a celebração que me contagiou, a sua voz ecoava por toda Igreja e penetrava nos corações mais distraídos, seus gestos expressavam sua fé e, em nós, uma reflexão sobre o sagrado momento que celebrávamos. As leituras me levaram direto para o coração de Deus, senti o quanto Deus é amor, como Ele é justo, misericordioso.


Com é bom participar do Banquete preparado por Jesus, Nosso Senhor.!!!

17 de junho de 2007

Reconhecendo a necessidade de estar com Deus

Reconheces

Reconheces que fostes criado por Deus,
Que fostes gerado por Ele desde toda à eternidade!
Reconheces que és essencia Dele, pois só assim conseguirás te completar...


Tua alma é grande...
Só Deus é proporcional.
Só Ele conhece os mistérios e segredos que envolvem o teu coração...

O deleite de nossa alma.
Só assim seremos completos,
Só assim seremos felizes.
E teremos Paz!


Se O reconhecermos como nosso verdadeiro e único Senhor.
Como Aquele que sempre está disposto a nos perdoar.
Nossos pecados são pequenos diante do seu amor,
Pois infinita é sua misericórdia!
Faça a sua entrega pessoal ao Senhor,
faça a sua oração de coração aberto nesta semana que se inicia.
Não permita que nada nem ninguém possa afastá-lo de Deus Pai,
pois somente Ele pode verdadeiramente nos preencher .
Fomos criados com amor, por amor e para o amor.
E por isso que temos que viver no amor (Deus).

Tenha fé e não desanime em meio as dificuldades.

DEUS TE AMA, e espera por ti.

Consagração a Nossa Senhora



Ó Senhora minha, ó minha Mãe, eu me ofereço todo a vós; e, em prova de minha devoção para convosco, eu vos consagro neste dia os meus olhos, os meus ouvidos, a minha boca, o meu coração e inteiramente todo o meu ser. E, guardai-me e defendei-me, como coisa e propriedade vossa.

16 de junho de 2007

11º Domingo do Tempo Comum

Breves reflexões nos comentários

+ Verde. 11º DOMINGO DO TEMPO COMUM
3ª semana do Saltério.
Ofício dominical comum.
Missa pr: Gl, Cr, Pf dos domingos cms.

Leituras:
2Sm 12, 7-10.13;
Sl 31 (32), 1-2. 5. 7. 11 (+ cf. 5c);
Gl 2, 16.19-21
Lc 7, 36 – 8, 3 ou abrev. 7, 36-50

Imaculado coração de Maria

Ó Coração Imaculado de Maria, cheio de bondade,
mostra do teu amor para conosco.
A chama do teu Coração, ó Maria,
se acende em todos os seres humanos.
Nós te amamos intensamente.
Imprime em nossos corações o verdadeiro amor
de forma a termos um contínuo desejo de ti.
Ó Maria, mansa e humilde de Coração,
lembra-te de nós quando estamos em pecado.
Tu sabes que todos os seres humanos pecam.
Dá-nos, por meio do teu Coração Imaculado,
sermos curados de toda enfermidade espiritual.
Faze que sempre possamos contemplar
a bondade do teu Coração materno
e nos convertamos por meio da chama do teu Coração.
Amém.

Estamos chegando ao fim do cisma

Bento XVI assina declaração com o Arcebispo Ortodoxo

Bento XVI deu hoje um novo passo de aproximação ao mundo ortodoxo, ao assinar uma declaração comum com o Arcebispo do Chipre, Crisóstomo II.Classificando o encontro como "fraterno", os dois líderes cristãos falam do crescimento das relações entre a Igreja Católica e a Igreja Ortodoxa, no seu conjunto, em especial no diálogo teológico."Queremos declarar de comum acordo a nossa sincera e firme disposição de intensificar a busca da plena unidade entre todos os cristãos", refere o documento, divulgado em italiano e em grego no site oficial do Vaticano."Desejamos que os fiéis católicos e ortodoxos do Chipre vivam fraternamente e na solidariedade plena fundada sobre a fé comum em Cristo ressuscitado", prosseguem.

Os dois líderes falam do trabalho da Comissão Mista Internacional para o diálogo teológico, que se prepara para enfrentar "as questões mais duras que marcaram as vivências históricas da divisão"."É necessário atingir um acordo substancial para a plena comunhão na fé, na vida sacramental e no exercício do ministério pastoral".Ao longo do ano passado, Bento XVI confirmou a sua intenção de estar na linha da frente do diálogo ecumênico, com especial destaque para as relações católico-ortodoxas.Ao receber o Primaz Ortodoxo grego no Vaticano – a primeira visita oficial do gênero desde 1054 -, o Papa abriu caminho para desenvolvimentos significativos no campo das relações entre cristãos da Igreja Católica e da Igreja Ortodoxa”.952 anos após o “cisma” que separou o Oriente e o Ocidente cristãos, Bento XVI e o Primaz grego assinaram uma declaração comum, na linha daquela que fora assinada entre o Papa e o Patriarca Ecumnico de Constantinopla, Bartolomeu I, dando continuidade ao diálogo católico-ortodoxo - uma das prioridades deste pontificado - ao mais alto nível.

Na sua viagem à Turquia, Bento XVI manifestou abertura para uma discussão relativa às formas de exercício do ministério petrino, mas a declaração conjunta assinada com Bartolomeu I deixava nas mãos da Comissão Mista Internacional Teológica - que regressou aos trabalhos em Setembro de 2006, em Belgrado - a missão de aprofundar as questões levantadas pelo debate em volta do tema “Conciliariedade e Autoridade na Igreja” a nível local, regional e universal.

Tenho que fazer escolhas

Fabiana Rosas

Hoje pela manhã estava sentada aqui na área de casa observando um casal de passarinhos trazendo comida para seus filhotes.

Já tem alguns anos que esse mesmo casal de passarinhos fez esse ninho aqui na cobertura da área e quando seus filhotinhos nascem sempre pela manhã antes mesmo de levantar-me escuto as comemorações que os mesmos fazem ao receberem a comida trazida por seus pais.

Sei que esse comentário pode até parecer sem sentido, mas se analisarmos não é bem assim.

Você já observou que durante as 24h do dia nós sequer paramos para pensar nas coisas boas que acontecem e nas pessoas que estão ao nosso redor?Você já parou pra pensar que gastamos a maior parte do nosso tempo reclamando das coisas, mas não fazemos nada para mudá-las?Chegamos ao cumulo de dizer que Deus nos abandonou. Sim! Porque nós precisamos encontrar um culpado. Que de preferência não seja eu. É isso que nós fazemos, vivemos aprisionados às coisas ruins que acontecem conosco. Preferimos assumir o papel de vitima para que tenham pena de nós. No entanto somos incapazes de tentar usar a empatia quando o problema não faz parte da nossa realidade.

O fato é que ficamos tão cegos com esse sentimento de auto- piedade, tão fechados a nós mesmos que não conseguimos enxergar o lado bom das coisas e muito menos perceber as pessoas maravilhosas que estão ao nosso redor. Criamos situações impossíveis, e acreditamos nelas e a partir daí elas passam realmente a ser.

Temos escolhas a fazer , e hoje quando sentei-me na área poderia ter pensado muitas outras coisas.... Em meus problemas , dificuldades... Mas preferi contemplar a natureza ao meu redor, a vida ! Através de algo tão simples (passarinhos) fiz meio que uma viagem interior reconhecendo o quanto Deus é maravilhoso! Temos que aproveitar cada minuto, cada segundo. Temos que sair do nosso casulo frio e escuro para que possamos nos transformar em uma linda borboleta, que tem a capacidade de ser tão vibrante com todas a suas cores e ao mesmo tempo tão tranqüila com seus delicados movimentos.

Minha opção é escolher que tipo de dia que vou ter. Posso ficar triste com minha vida ou me sentir encorajada para mudá-la, acreditando sempre que Deus está ao meu lado guiando-me e quando necessário carregando-me em seus braços.

Jesus: o Deus que liberta



Um dia, quando Jesus estava em Jerusalém, ele visitou um lugar que tinha uma piscina onde muitos doentes ficavam a espera de um milagre. Neste dia estava ali um homem que sofria de uma doença havia muitos anos, ele esperava todos os dias pela cura, mas os doentes que conseguiam se movimentar melhor sempre chegavam primeiro na água e alcançavam a cura que tanto ele desejava. Durante anos, ninguém foi capaz de oferecer ajuda ao homem doente, que via os milhagres acontecerem, mas não conseguia viver nenhum deles!


Jesus, que é o Lírio Perfumado do Vale e a Estrela da Manhã, ao ver aquela situação ofereceu prontamente ao doente a cura de todas as suas enfermidades. Jesus consegue, como ninguém jamais conseguiu, identificar nossas necessidades e indo além, cura todas as nossas feridas. Ele nos chama como um Deus protetor que nos conhece e quando nós dizemos "SENHOR, NÃO TENHO NINGUÉM QUE ME LEVE À PISCINA QUANDO A ÁGUA ESTÁ SE MOVENDO..." Ele responde: "Levante-se, pegue sua cama e ande".


Essa passagem da vida de Jesus na terra nos deixa claro qual Sua missão! Sua missão é erguer o caído, libertar de todas as cadeias aqueles que solicitam sua ajuda. Nosso Deus é o Senhor da liberdade, um Deus que nos santifica através da libertação. Qual o milagre que você precisa que o Senhor realize na sua vida hoje? Há quanto tempo você espera na beira da piscina? O que ainda prende você e lhe impede de buscar o Cristo Ressuscitado?


Não espere mais! Hoje é o dia do milagre na sua vida. Olhe pra Jesus! Ele está olhando pra você, aguardando com amor que você ouça o Seu chamado.


Você é um instrumento muito querido para Deus! Um canal de graças por onde Ele deseja derramar Suas bençãos de amor.


Levante-se e ande! É o que diz o Deus Ressuscitado!


Que Maria interceda por você hoje e sempre.


A paz do Senhor meu irmão e minha irmã, é o que vos desejo!

15 de junho de 2007

Quem me segurou foi Deus

Quem me segurou foi Deus com seu amor de Pai
Quem me segurou foi Deus
Quem cuidou de mim foi Deus com seu amor de Pai
Quem me amparou foi Deus

Eu quis ser fiel, e o pecado como fel amargurou meu coração
Daí eu quis fugir, da vida desistir Deus não deixou e me segurou...

Quem me segurou foi Deus com seu amor de Pai
Quem me segurou foi Deus
Quem me compreendeu foi Deus quando eu chorei demais
quando se perde alguém parece que se perde a paz

Ele também chorou quando Lázaro morreu e se compadeceu
chora comigo a minha dor, mas ressuscita a alegria a alegria e o amor

Quem me segurou......

(Diácono Nelsinho Corrêa)

Dia mundial de oração pela santificação dos sacerdotes

Por ocasião da celebração do Sagrado Coração de Jesus, recorda-se hoje o dia mundial de oração pela santificação dos sacerdotes.

Dirijamo-nos a Maria, Rainha dos Apóstolos e Mãe dos sacerdotes. Confiemos a ela cada sacerdote. À sua imitação, que ela nos ajude a ser tabernáculos e ostensórios de Jesus Bom Pastor!

Fotos do Santuário de São Peregrino

Olá irmãos e irmãs,

criei um álbum de fotos do Santuário de São Peregrino. Tenho poucas fotos, mas conto com a colaboração de vocês. Enviem fotos do Santuário para meu e-mail (frcharlieosm@gmail.com) que publicarei no álbum, registrando a beleza e a harmonia do templo.

Um abraço,

frei Charlie

O amor de Deus por nós


Os que ele distinguiu de antemão, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que este seja o primogênito entre uma multidão de irmãos. E aos que predestinou, também os chamou; e aos que chamou, também os justificou; e aos que justificou, também os glorificou.

Que diremos depois disso? Se Deus é por nós, quem será contra nós? Aquele que não poupou seu próprio Filho, mas que por todos nós o entregou, como não nos dará também com ele todas as coisas? Quem poderia acusar os escolhidos de Deus? É Deus quem os justifica. Quem os condenará? Cristo Jesus, que morreu, ou melhor, que ressuscitou, que está à mão direita de Deus, é quem intercede por nós!

Quem nos separará do amor de Cristo? A tribulação? A angústia? A perseguição? A fome? A nudez? O perigo? A espada? Realmente, está escrito: Por amor de ti somos entregues à morte o dia inteiro; somos tratados como gado destinado ao matadouro (Sl 43,23). Mas, em todas essas coisas, somos mais que vencedores pela virtude daquele que nos amou. Pois estou persuadido de que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem o presente, nem o futuro, nem as potestades, nem as alturas, nem os abismos, nem outra qualquer criatura nos poderá apartar do amor que Deus nos testemunha em Cristo Jesus, nosso Senhor.

Romanos 8, 28-39

13 de junho de 2007

Amigos pela fé

Oração de Libertação de Santo Antonio




Eis aqui a Cruz do Senhor, †

Fugi, potestades inimigas: †

O Leão de Judá descendente de Davi, †

Tem vencido. Aleluia.



Oração


A vós Antônio, cheio de amor a Deus e aos homens,
que tiveste a sorte de estreitar
entre teus braços ao Menino-Deus,
a ti cheio de confiança,
recorro na presente tribulação que me acompanha
(diga o problema que lhe aflige).
Peço-te também por meus irmãos mais necessitados,
pelos que sofrem, pelos oprimidos, pelos marginalizados,
pelos que hoje mais necessitam de tua proteção.
Fazei com que nos amemos todos como irmãos;
que no mundo haja amor e não ódio.
Ajudai-nos a viver a mensagem de Cristo.
Vós, em presença do Senhor Jesus,
não cesses de interceder a Ele, com Ele, por Ele
a nosso favor ante o Pai.
Amém.



Ato de consagração a Santo Antônio

Ó grande e bem-amado Santo Antônio de Pádua, vosso amor a Deus ao próximo, vosso exemplo de vida cristã, fizeram de vós um dos maiores santos da Igreja. Eu vos suplico tomar sob vossa proteção valiosa minhas ocupações, empreendimentos, e toda a minha vida.Estou persuadido de que nenhum mal poderá atingir-me enquanto estiver sob vossa proteção. Protegei-me e defendei-me: sou um pobre pecador.Recomendai minhas necessidades e apresentai-vos como meu medianeiro a Jesus, a quem tanto amais. Por vosso mérito, Ele aumente minha fé e caridade, console-me nos sofrimentos, livre-me de todo mal e não me deixe sucumbir na tentação. Ó Deus poderoso, livrai-me de todo perigo do corpo e da alma.Auxiliado continuamente por vós, possa viver na cristandade e santamente morrer. Amém.

Semana dos Migrantes - 17 a 24 de junho

"A Amazônia é terra de vida e missão, como lembrou a Campanha da Fraternidade deste ano, é também terra de intensa e diversificada migração. A missão evangelizadora não pode ignorar essa realidade migratória, se quiser responder de forma eficaz aos desafios que a região apresenta." (Dom Moacyr Grechi)

Leia o artigo "O retrato da mobilidade humana" de Dom Moacyr (Noticias Locais)
Fonte: Diocese de Ji-Paraná

12 de junho de 2007

Amigo fiel

"Amigo fiel é proteção poderosa, e quem o encontrar, terá encontrado um tesouro. Amigo fiel não tem preço, e o seu valor é incalculável. Amigo fiel é remédio que cura, e os que temem o Senhor o encontrarão. Quem teme o Senhor tem amigos verdadeiros, pois tal e qual ele é, assim será o seu amigo." (Eclo 6, 14-17)

Como diz a Palavra de Deus e a canção, um amigo é um tesouro incalculável, um presente divino. Amigos são anjos! De que adiantaria o amor sem amigos para partilhá-lo? Deus se manifesta sempre como amigo dos que o invocam, nos deixando assim um lindo exemplo a ser seguido.

Ao se entregar naquele dia no Horto das Oliveiras Jesus, o próprio Deus, selou-nos com a mais sincera amizade! Só um grande amigo é capaz de deixar seus próprios interesses de lado e entregar-se a cruz, que já não lhe tinha mais insipidez, mas o sabor da vitória do todos os que ele amava.

Posso até sentir o perfume da amizade que vivo com meu Senhor!

É assim o Nosso Deus! Amigo certo de todas a horas, nas felizes e nas difíceis! É assim o Nosso Deus! Companheiro fiel!

Amado Jesus, te adoramos! Somos teus! Pois não há outro como Tu querido Senhor! Amigo inseparável da minha alma. Fica pra sempre conosco, e assim alcançaremos de Ti a suavidade do verdadeiro amigo. Faz que sejamos como anjos que habitam sobre esta terra Senhor, e a teu exemplo, sejamos amantes do Espírito Santo!

Compartilhe você também dessa amizade incomparável com o Senhor da Glória!

Paz, é o que vos desejo queridos irmãos!

Chamado do Papa para adoração

CIDADE DO VATICANO, domingo, 10 de junho de 2007 (ZENIT.org).
Em meio ao barulho próprio das sociedades contemporâneas, Bento XVI lançou neste domingo, dia em que muitos países comemoram a solenidade do Corpo e Sangue de Jesus (Corpus Christi), um convite a redescobrir o silêncio do coração através da adoração da Eucaristia.«Na vida de hoje, com freqüência barulhenta e dispersiva, é mais importante que nunca recuperar a capacidade de silêncio interior e de recolhimento», afirmou.«A adoração eucarística permite fazê-lo não somente em torno do 'eu', mas em companhia desse 'Tu' repleto de amor, que é Jesus Cristo, o 'Deus que está perto de nós'.

Seu convite ressoou na Praça de São Pedro, no Vaticano, entre os milhares de peregrinos que se haviam congregado ao meio-dia para rezar com ele a oração mariana do Ângelus.A adoração do sacramento da Eucaristia «fora da santa missa continua e intensifica o que já aconteceu na celebração litúrgica, e torna possível uma acolhida verdadeira e profunda de Cristo», explicou o bispo de Roma. Por este motivo, ele aproveitou a oportunidade para «recomendar encarecidamente aos pastores e a todos os fiéis a prática da adoração eucarística».«Expresso minha estima pelos institutos de vida consagrada, assim como pelas associações e confraternidades que se dedicam a ela de forma especial: recordam a todos a centralidade de Cristo em nossa vida pessoal e eclesial», reconheceu.

O sucessor de Pedro confessou sua alegria ao constatar que «muitos jovens estão descobrindo a beleza da adoração, tanto pessoal como comunitária».Ao mesmo tempo, convidou «os sacerdotes a estimular os grupos juvenis a esta prática, mas também a que os acompanhem, para que as formas da adoração comunitária sejam sempre apropriadas e dignas, com adequados momentos de silêncio e de escuta da palavra de Deus»

Parábola da caixinha


Um granjeiro pediu certa vez a um sábio que o ajudasse a melhorar sua granja, que tinha baixo rendimento. O sábio escreveu algo em um pedaço de papel, o qual foi colocado numa caixa. Ao entregá-lo ao granjeiro, disse:
- Leva esta caixa por todos os lados de sua granja, três vezes ao dia, durante um ano.
Assim fez o granjeiro. Pela manhã, ao ir ao campo, levando a caixa consigo, encontrou um empregado dormindo, quando este deveria estar trabalhando. Acordou-o e chamou sua atenção. Ao meio-dia, quando foi ao estábulo, encontrou o gado sujo e os cavalos ainda sem sua alimentação.
E à noite, indo à cozinha com a caixa, deu-se conta de que o cozinheiro estava desperdiçando os alimentos. A partir daí. Todos os dias, ao percorrer sua granja de um lado para outro com seu amuleto, encontrava coisas que deveriam ser corrigidas.
Ao final do ano voltou a encontrar o sábio e lhe disse:
- Deixe esta caixa comigo por mais um ano. Minha granja melhorou o rendimento que estou com o amuleto.
O sábio riu e, abrindo a caixa, disse:
- Podes ter este amuleto pelo resto da sua vida.
- No papel havia escrito a seguinte frase: “Se queres que as coisas melhorem, deves acompanhá-las de perto constantemente”.

Essa história retrata bem como nós gostamos de fantasias....
Muitas vezes ficamos esperando esse amuleto, uma fórmula mágica que nós leve a felicidade.
Porém a formula nós já sabemos :

Jesus, "Eu sou o caminho a verdade e a vida. Ninguém vai ao Pai senão por mim" (Jo 16-6).

Não precisamos mais procurar esse amuleto!
Até porque ele não existe. Não esse amuleto que criamos.
Mas nós temos algo melhor!!!!

O ESPÍRITO SANTO DE DEUS!!!

Com ele nós reconhecemos a grandeza do Pai e encontramos força para enfrentarmos as dificuldades do dia-a-dia que sempre vão existir.


A regra básica é "ama a teu próximo como a ti mesmo" (Cf. Mt 22,34-40) e assim somente assim consiguirás ver quão linda pode ser a alma do ser humano.


Como fala no final da historinha temos que acompanhar de perto as coisas da nossa vida: trabalho, serviços, relacioanmentos em geral, enfim aquilo que nos dispomos a fazer. Temos que fazer com amor e doação para que tenhamos projetos bem sucedidos.


Em certas fases, é preciso matar a cada dia um leão; em outras, estamos num óasis. Não há receitas a não ser abertura, sinceridade, humildade. Além do amor naturalmente que poucos se permitem sentir, como também a alegria.


E esse amor e essa alegria só podem se fazer de forma completa em nosso ser através de JESUS!!!!!!!!

11 de junho de 2007

Documento de Aparecida

Bento XVI recebeu o «Documento de Aparecida», no qual se recolhem as conclusões da V Conferência Geral do Episcopado Latino-Americano e do Caribe, celebrada de 13 a 31 de maio nesse santuário mariano do Brasil.
Confira em ZENIT.org

No seio de Maria

Dois gêmeos discutem dentro do ventre materno:
- Ó... como está apertado, aqui! Eu não consigo mais me mexer... Você cresceu muito, não tem mais espaço para mim!
- Nada disso, você é que cresceu demais! Eu é que sou bastante franzino!
- Pare de debochar de mim! Isto não leva a nada! Apesar de tudo, você tem idéia do que é que vai acontecer?
- Não, eu não tenho a menor idéia!
- Você não acredita, então, que existe uma vida, após o nascimento?
- Uma vida após o nascimento? Você acredita nisso?
- Lógico que sim! Esta é a finalidade da nossa vida, aqui, dentro desta escuridão. É preciso crescer e se preparar para que nós nos tornemos bastante fortes para enfrentar o parto e a vida que teremos após o nascimento.
- Você está maluco? Isto é absolutamente absurdo, Uma vida após o nascimento. E o que é que aconteceria lá fora, quando saíssemos daqui?
- Eu não sei quase nada... Mas, de qualquer maneira, lá fora tem mais luz do que aqui dentro. E pode até ser que seremos capazes de caminhar e de comer com a nossa própria boca e muito mais...
- Ahhhh! que bobagem! Caminhar, isso não funciona! E comer com a boca, muito estranho como idéia! Nós já temos o cordão umbilical que nos traz alimento. Este cordão é muito curto para que a gente saia por aí, com ele!
- Nada disso! É lógico que tudo isso é possível! Evidentemente, haverá diferenças.
- Mas ninguém voltou lá de fora para contar! Ninguém, você ouviu bem? Então, com o nascimento, a vida termina. Aliás, eu acho que esta vida é muito sofrida e sombria.
- Mesmo que nós não saibamos o que acontecerá após o nascimento, nós vamos, finalmente, conhecer e nos encontrar com a nossa mãe!
- Nossa mãe? Você acredita nisto? A nossa mãe, onde é que ela está?
- Bem aqui. Por toda a parte, à nossa volta! Sem ela não poderíamos estar vivos!
- Bah! Eu jamais notei nada que se parecesse com alguma coisa chamada "mãe"... Então, esta mãe também não existe!
- É lógico que ela existe. Às vezes, quando nós estamos quietinhos, eu ouvia algo, assim como uma voz, um tanto inacessível, mas ao mesmo tempo, muito próxima de nós. Eu acho que nós a veremos um dia. Como eu anseio por vê-la, por conhecê-la!

10 de junho de 2007

Armadura Espiritual para família


Quero hoje, falar da família, dom de Deus, instrumento de salvação. Nada mais urgente do que falar da família, protegê-la contra as armadilhas do mundo pós-moderno. A família é a imagem da Santíssima Trindade, local de excelência onde o poder criador e gerador de Deus se apresentam. Vou usar como base um livro escrito por Dom Cipriano Chagas, OSB – fundador da Comunidade Emanuel.


Lembro-me como hoje do curso de noivo que Eu e Fabiana participamos antes do nosso casamento, nos foi mostrado uma vídeo aonde um casal ia vivenciando pequenos problemas tipo, tampa do vaso sanitário aberta, toalha molhada na cama, cremes de mais antes de dormir, no vídeo cada vez que o casal descobria essas coisinhas era como se construíssem um muro no meio da casa dividindo o casal, até o ponto de deixarem de se falar e de pensar que tinham tomado a decisão errada.



Uma boa família não é aquela que não tem problemas, mas aquela que enfrenta os problemas. Precisamos de uma armadura, ou seja, de algo que envolva a família e a proteja, lembre-se do que é uma armadura, aquelas roupas de ferro ou couro bem duro para que os guerreiros medievais pudessem lutar, um capacete, um escudo e também uma arma forte, pois, “a nossa luta, de fato, não é contra homens de carne e osso, mas contra os principados e as autoridades, contra os dominadores deste mundo de trevas, contra os espíritos do mal, que habitam as regiões celestes.” (Efe. 6,12)


Primeira peça da nossa armadura: “Desejar e criar um lar de amor, a família deve encontrar em Deus a sua segurança e confiar que Ele vela sobre cada família com grande e terno interesse, e dá seu próprio amor de Pai a todo pai e mãe que deseje ser ministro de seu santo propósito.”


Segunda peça da nossa armadura: O Perdão. É obvio os efeitos do perdão sobre a saúde mental, espiritual e física das pessoas. “Assim, na família, o perdão deve ser constante entre marido e mulher, entre pais e filhos. Todas as noites deve haver um sincero: “Perdoai as nossas ofensas, assim como perdoamos aqueles que nos têm ofendido.” O perdão destrói os muros construídos entre os casais.


Terceira peça da nossa armadura: uma Intercessão poderosa. Todo pai e toda mãe é sabedor da importância de vigiar os filhos, vigiar no sentido de se por em atenção, fazendo a prevenção ante um eminente perigo. Quantos perigos no mundo de hoje, por isso os pais não podem deixar de suplicar a Deus pelos seus filhos, pois possuem o poder para isso, não só suplicar proteção mais consagrar os filhos no sangue de Jesus. O mundo precisa de pais que estejam diante do Cordeiro pedindo pelos seus filhos.


Quero lançar um desafio, aqui na minha casa estamos rezando a novena de são José todo os sábados, venha participar conosco, ou melhor crie a sua novena em prol das famílias, se o seu marido não reza, reze só, se seus pais não rezam, reze você por eles, vamos cada um de nós fazer a nossa parte.


No ramal do Pitanga...

Deus nos proporcionou um dia ensolarado, com um céu límpido, que nos remetia à beleza da criação.

Por volta das 7h15min, com dois noviços (Fábio e Sitoe) me dirigi para a comunidade São Peregrino, no ramal do Pitanga, que se inicia no km 22 da Transacreana. Ramal bastante isolado durante o inverno, acidentado nos pontos de estrangulamento, sem benfeitorias recentes, lugar de tantas experiências missionárias do tempo em que era pároco na São Peregrino...

No caminho fui contemplando ipês roxo, amarelo, recordando lugares, irmãos e irmãs que me vinham à memória, depois de um ano ausente. E de longe vi a casa da líder da comunidade... Dona Conceição e Sebastião, casal morador daquela localidade, que nos aguardava na casa de farinha com outros moradores, para a celebração da missa.

Fui logo dizendo: "Quem é vivo sempre aparece!" Cordial recepção nos deram!

Enquanto aguardávamos os fiéis que vinham de mais além do ramal um bate-papo descontraído: das lembranças de tempos idos de cearenses que para cá vieram, da situação de saúde e de estudos de alguns até a recordação de experiências partilhadas juntos. Aproveitei para apresentar os freis Fábio e Sitoe, que visitavam a comunidade pela primeira vez.

Recordei-me de Mariene, falecida dia 31 de dezembro de 2006. Às vezes com muita alegria me acompanhava nas visitas aquela comunidade.

A missa começou e Dona Conceição entoou com singeleza o canto de entrada. Senti-me feliz por estar ali, por servir, por ser irmão. É esta a alegria da viúva de Sarepta e da viúva de Naim. Mulheres que choravam pela perda de seus filhos, mas que foram consoladas pela presença de Deus em suas vidas.

Na presença de Deus, na simplicidade de irmãos, que não desanimam diante das dificuldades da vida partilhamos a Palavra de Deus. Fabio, Sitoe, Peregrino e Conceição expressaram pensamentos e sentimentos que nos encorajaram a todos. Deus quer a vida, vida que se traduz em entrega, doação, testemunho...

Não há teologia mais profunda que explique o mistério da fraternidade e da bondade de Deus para conosco!

Mesmo o galináceo que aparentemente incomodava, saltando sobre um carro de boi bem ao lado do altar, expressava quizás sua alegria. Ora espantado por um ora por outro.

Depois da missa, era hora de retomar o caminho. Café com leite, tapioca... Alegria e recordação do mistério pascal no coração... Que modo singelo de fazer comunhão!

Assim é Deus na expressão do seu amor na vida de cada irmão!

Próximo mês a gente volta ao Pitanga. Se Deus quiser.

Jesus!

Jesus!

Ele é o Santo, é o Filho de Davi, é o Rei de Israel!
Pode todas as coisas, pois é o Senhor do impossível.

Cantemos com o Pe. Fábio de Melo, sjc - Cd As estações da vida

Hoje eu só posso dizer
Vem Senhor preciso de Ti
Outra palavra seria inverdade
Pôr de sol que ainda não vi

Mas se queres podes curar
Esta dor que insiste em doer em mim
Basta que toques ou que escutes
O meu coração a pedir

Dentro do peito eu te peço
Filho de Davi
Tem piedade eu te imploro
Vem olhar por mim
Tem piedade eu te peço
Filho de Davi
Outro desejo sei que não tenho
Vem cuidar de mim

Que essa canção aqueça seu coração e que você celebre com alegria as estações da vida em Deus!
Paz em Cristo!

Isla Magda

A Chave que nos abre as Portas do Paraíso

Minha Santíssima Senhora, Mãe de Deus, cheia de graça, vós, glória Coletiva de nossa natureza, Canal de todos os bens, Rainha de todas as coisas junto à Santíssima Trindade... Medianeira do Mundo junto ao Mediador; vós, Ponte misteriosa que religa a Terra ao Céu, Chave que nos abre as portas do Paraíso, advogada e Medianeira nossa, vede a minha fé, vede meus piedosos desejos e lembrai-vos de vosso poder e misericórdia. Mãe d´Aquele, o único, bom e misericordioso, acolhei minha alma miserável e, por vossa intercessão, deixai que ela seja digna de estar, um dia, à direita do vosso Filho único. Amém.

São Efraim, o Sírio (306-373)

Como é bom...

Como é bom...
Como é bom poder nos alegrar com as coisas simples da vida!
Como é bom poder deixar a criança que existe em cada um de nós aparecer.
Como é bom nos alegrar com o pouco e fazer do simples algo excepcional.
É assim que temos que ver as coisas, o mundo, as pessoas que nos rodeiam.
Temos que vê-las com os olhos cheios de amor e atenção
Pois são todas especiais. VOCÊ É ESPECIAL!!!
Tenham um ótimo domingo com o Senhor!!!!!!!

9 de junho de 2007

Sacramento da comunhão

Eucaristia... fonte da vida!

Que sua eucaristia nesse domingo seja fonte de vida!

rosa de saron -as dores do silêncio

Solicitado por Fabiana, com oferecimento para Isla!

Reflexão sobre a liturgia X Domingo TC

Ouvimos ou lemos notícias sobre a morte, todos os dias. Inocentes são mortos por balas perdidas, crianças são assassinadas friamente, mortos são quantificados em estatísticas de atentados. Estes dados, infelizmente, nem sempre nos espantam. A morte é uma realidade da qual queremos distância, na qual pensamos pouco e, contudo, todos os dias ela se apresenta diante de nós de algum modo. Assim aconteceu no tempo de Elias (1Reis, 17,17-24), no tempo do salmista (salmo, 30/29) e no tempo de Jesus (Evangelho).

A morte causa dor e sofrimento para quem valoriza a vida. Por isso, a figura da mãe ocupa o centro das narrações, no tempo de Elias (1 Reis, 17,17-24 e na experiência da Viúva de Naim, conforme o texto que estamos meditando. A mãe, geradora da vida, entra no mistério da morte de modo mais profundo porque a morte, seja o filho que for, sempre tira dela uma parte importante de sua existência. A mãe é o choro doloroso de quem ama a vida e precisa reagir com coragem redobrada diante da morte que destrói a vida na plena juventude. Na mentalidade do Antigo Testamento se considera a morte castigo de Deus, como dá a entender a viúva de Sarepta, em seu desabafo contra o profeta: “porventura, viestes à minha casa para me lembrares os meus pecados e matares o meu filho?” (1 Reis, 17,18).

Por onde passam, as procissões da morte vão deixando um rastro de tristeza e cantigas de luto. O choro e as lamentações das famílias são como orações implorando a Deus o consolo para a tristeza que despedaça o coração de quem ama e está de luto. Quase sempre, o desabafo misturando dor e confiança é grito silencioso de quem não tem mais palavras, mas suplica a proteção divina com as lágrimas do choro silencioso.

Em confronto com a morte agressora, a reação divina acontece pela valorização da vida através de “homens de Deus”, daqueles que trazem a força divina para o meio do povo e vencem a morte: Elias e Jesus. A ação divina que vence a morte tem a mediação humana, com a mensagem clara de que podemos promover a vida para impedir que o grito da dor e que procissões fúnebres continuem cruzando nossas cidades e entristecendo famílias. Para promover a vida, Deus visita o seu povo em Jesus e ensina que a compaixão e a ternura enxugam o choro provocado pela morte e oferece novas perspectivas para viver. Na visita de Deus, há um novo amanhecer, repleto de alegria (salmo 30/29).

O desejo de todos é frear a agressividade violenta da morte cruzando nossa sociedade. Para isso, existe sim um caminho: a exemplo de Paulo, é necessário mudar de mentalidade e acolher o Evangelho como regra de vida (Gal 1,11-19).

frei João Carlos Ribeiro, osm

10º Domingo do Tempo Comum

10 de junho + Verde.
2ª semana do Saltério.
Ofício dominical comum.
Missa pr: Gl, Cr, Pf dos domingos cms.

Leituras:
1Rs 17, 17-24;
Sl 29 (30), 2 e 4. 5-6. 11 e 12a e 13b (+ 2a);
Gl 1, 11-19
Lc 7, 11-17

8 de junho de 2007

Vida plena


Muitas vezes enquanto vivemos, na verdade habitamos em uma tumba escura!

Naquele tempo, quando Jesus se aproximou do jovem morto sendo levado para o cemitério por sua mãe chorosa Ele sabia que aquele rapaz era especial e, por isso, decidiu que a vida dele Lhe pertencia! Então Jesus disse: "jovem, eu te ordeno, levanta-te!"

Hoje essa ordem é dada a cada um de nós que tantas vezes seguimos num caixão rumo ao cemitério. Tantas vezes somo vítimas fatais da falta de fé, falta de coragem em acreditar em um Deus que tudo pode por cada um de nós, que somos seus filhos amados e prediletos. Tantos vícios, desejos inoportunos, tantas chagas que nos fazem habitar na tumba escura da solidão. LEVANTA-TE! Eis o chamado do Senhor! Quem chora hoje é o próprio Deus, que mesmo dando sua vida por mim e por você, ainda nos vê dentro de um caixão frio, longe do Seu afeto. Jesus é o mensageiro da vida, é Ele o grande promotor da vida que há, apesar de muitas vezes escondida, dentro de nós.

Sua vida meu irmão, assim como a daquele jovem, é muito especial para o Senhor! Ele quer você! Quer você inteiramente! Não podemos ser pela metade quando amamos! Não é possível amar pela metade! Ou amamos ou não amamos! E Jesus sabe disso. Por isso Ele diz: LEVANTA-TE! SAIA DA TUMBA E VENHA PARA A VIDA. Ressurreição - eis o nosso futuro!

Paz meus queridos! É o que vos desejo em Cristo!

Isla Magda


Oração de compromisso

Senhor, purifica o nosso coração
para que sejamos dignos de te louvar e agradecer.
Bendito sejas, Senhor,
tu que és a luz, que nos liberta das trevas do egoísmo.
Bendito sejas, Senhor,
tu que és o fogo, que nos purifica.
Bendito sejas, Senhor, por nos conduzir à nova criação.
Ajuda-nos a te seguir para descobrirmos os valores da vida.
Queremos andar vencendo às tentações
e realizar em nossas vidas o teu plano de amor.
Nós recebemos o teu Espírito.
Nós nos ofertamos ao Espírito Santo
para ele queimar em nós o que não serve.
Nós nos entregamos a ti Senhor
para sermos homens novos segundo a tua vontade.
Em nós louva o Pai com perfeição
com a voz do Espírito que nos concedeste.
Nós te suplicamos, que essa voz do Espírito
seja ativada em nós pela escuta da Palavra.
Concede-nos o espírito de sabedoria e inteligência,
o espírito de conselho e fortaleza,
o espírito de ciência e piedade
e enche-nos do espírito do teu temor.
Torna-nos puros, transparentes, simples,
verdadeiros, livres, pacíficos e suaves,
calmos, serenos, mesmo na dor,
ardente de amor para ti e para com o próximo.
Daí-nos, Senhor, a graça de te servir em tudo o que fizermos.
Senhor, em tuas mãos colocamos a nossa vida!
Daí-nos a tua bênção.

Milagres eucarísticos

Família de Nazaré: Milagres eucarísticos

Ícones, fonte de meditação

Sou um apreciador do estudo da liturgia, sua caminhada através da história da Igreja até o que temos hoje em dia, mas gostaria de iniciar a minha participação nesse blog com algo que para mim está bem próximo de tudo que é a liturgia da igreja, como instrumento para entendermos a maravilhosa experiência que é a Santa Missa. A meditação através dos ícones.
Assim, convido você que está lendo a visualizar o ícone da Trindade, mas não faça somente uma visualização mas tente entrar no quadro, a remoer cada personagem presente no quadro, cada objeto, a paisagem, as cores, o formato dos desenhos e, descobrir a voz de Deus falando com você.Vou dá uma ajuda, porém, você tem condição de descobrir mais coisas.
Esse ícone foi pintado por um monge russo chamado Andrei Rublev no inicio do século XV. Vemos em primeiro plano a figura de três anjos, um pouco atrás uma arvore que representa um carvalho, mais a esquerda uma pequena casa, as montanhas curvadas, os três anjos sentados em um único acento, no meio um cálice.
Esse quadro tem como inspiração Gn 18,1-5, temos aí já uma prefiguração da Trindade. Descubra quem é o Pai, o filho e o Espírito Santo. Perceba a unidade da Trindade através do círculo ao longo dos contornos exteriores dos anjos de cada lado, também nessa composição é possível traçar um triangulou ou uma cruz, perceba a unidade nos anjos não somente pela aparência, mas no olhar.
O centro do círculo perfeito, para onde os olhares se voltam, para onde as montanhas se curvam, é o cálice que representa o sacramento da Eucaristia e o mistério da Encarnação. Perceba que o dois anjos mantém uma conversa, o que será que dizem um para o outro? Medite e responda.

O mistério maravilhoso de três pessoas em uma só,
Que me faz imaginar como é incapaz o homem de fugir.
Pois podemos nos esconder de uma mas de três é impossível.
Se quero um abraço que me encoraje tenho o braço forte do Pai.
Se quero um olhar de amor, uma palavra de afeto, a cura para minhas dores, tenho a presença viva do Filho.
Se quero força, coragem, alegria, vida tenho o Espírito Santo.
Como não exultar?! Como ser triste?!
E tudo isso num pedaçinho de pão sem fermento.
Realmente um mistério!

7 de junho de 2007

Eucaristia


Que tal ouvir uma rádio católica?

Radio Beatitudes

Você pode também indicar sua rádio católica preferida!

Corpus Christi - A grande partilha

Jesus é Rei! Hosana nas alturas!
O povo escolhido de Deus sempre soube reconhecer a presença do Emanuel em seu meio.
A primeira celebração de Corpus Christi certamente foi em Jerusalém, quando todo o povo reunido glorificava e bendizia o nome do Senhor e com ramos de palmeiras recebiam o Grande Rei da Glória.
Antes de partir para o reino celeste nosso Mestre partilhou conosco sua própria carne e seu próprio sangue, dados por nós para remissão de nossos pecados. Essa atitude de Jesus não é uma simples partilha, é Ele - Vivo, Ressuscitado, Luz... a Eucaristia (Corpo e Sangue de Jesus) é nossa passagem para a Vida Eterna! A Eucaristia é a força que nos impulsiona a continuar a grande missão começada por Jesus. O grande mistério que nos une ao Ressuscitado. Celebremos a grande partilha! Comungue a vida que emana do Senhor!

Rezemos com São João Crisóstomo:

Senhor Jesus Cristo,
Tu és o pão que vivifica,
Tu és o pão que faz de nós irmãos,
Tu és o pão que nos dá o Pai.

Tu és o caminho que nós escolhemos,
Tu és o caminho que conduz através do sofrimento,
Tu és o caminho que conduz à alegria.

É digno e justo dar-te graças, louvar-te
Bendizer-te e adorar-te
Em toda a terra.

Seja você também um adorador que sabe partilhar sua vida com Jesus e com os irmão!
Paz e Bem no amor de Jesus e Maria!

Não vale a pena fugir


Eu já fugi de Deus.
Nossa! E como já fugi.
Cheguei a trancar as portas do meu coração
Fazendo questão de fechar os olhos para não saber aonde iria jogar a chave.
Tudo isso pra não correr o risco de ir buscá-la.
Estava decidida.
Não acreditaria mais no amor.
A esperança... Já não existia para mim.
E assim o fiz.
Durante muito tempo sobrevivi,
Pois não queria,
Não sentia
E não pedia o amor de Deus
E ainda achava que estava certa!
Vejam só!
Cheguei a acreditar que eu poderia viver sozinha
E que não me faria falta a convivência com as pessoas ao meu redor
Mas chegou um momento em que não suportei tantas trevas em meu coração;
Sentia-me vazia
Sozinha , e sem saber o q fazer.
Foi então q decidi procurar a chave,
Aquela chave que nem eu mesma sabia onde estava,
E nessa procura eu continuava com os olhos fechados ,
Tentando percorrer o mesmo caminho que havia feito para encontrar a tal chave
Na verdade meus olhos estavam fechados para Deus.
Mas não conseguia ver isso,
E continuava me consumindo em meio a minhas trevas, meus medos,
E confesso que custei a entender que eu deveria abrir meus olhos e olhar para o Senhor.
Somente isso.
Olhar profundamente em um momento de entrega total e absoluta, onde só precisaria reconhecer a minha pequenez.
Não havia necessidade de procurar a chave.
Eu só precisava me entregar.
Pois Deus sabe de tudo,
Ele sabia o tempo todo!
E foi aí que consegui viver novamente
Pois até então era como se existisse uma venda sobre meus olhos
Que impedia-me de enxergar a verdade.
E só a verdade pode nos libertar!
Só a verdade nos leva ao auto conhecimento.
Por isso se hoje você vive algo parecido em seu interior, não desanime.
Abra seus olhos e direcione-os para o Senhor
Para que ele possa te curar e te libertar de tudo aquilo que hoje aflige o seu coração.

Diocese de Rio Branco

Site da Diocese de Rio Branco - Acre - Brasil

6 de junho de 2007

Como é bom louvar o Senhor

"Bendito sejas tu, Senhor, Deus de nossos pais, tu és digno de louvor e o teu nome é glorificado para sempre" (Daniel 3,26)

Como é bom louvar o Senhor,
mas às vezes me pergunto por quê?

Ai lendo esse trecho que fala sobre três jovens que foram jogado na fornalha, relutando em adorar um deus falso, vejo o quanto é importante para um cristão o louvor.

Quando louvo me uno a Ele de forma misteriosa, pois não mais são as minhas forças que me levam a caminhar mais me parece ser a força do próprio Senhor.

Quando louvo ao Senhor os caminhos antes fechado se apresentam iluminados, mas isso acontece só comigo?

Acho que não!!

Louvar é deixar a nossa confiança procurar uma base mais firme para por os pés, mesmo nas dificuldades,
devemos louvar a Deus com todas as nossas forças nos momentos de alegria,
de todo o nosso coração
pra que nos momentos de tribulações possamos escutar o eco desse louvor.

E assim não esqueceremos e nem perderemos a vontade e a força de louvar,
pois louvar é estar junto a Deus.

Em várias situações onde a vida nos parece dura não podemos nos reclinar em outro ombro que não seja o do nosso Senhor Jesus,
pois independente da sua,da minha, da nossa realidade Deus nunca nos abandona.

E quando confiamos e louvamos Ele nos socorre!

E pra não esquecer os três jovens escaparam da fornalha!


Fabiana Rosas